Classe A e B da Mercedes vão ter versões híbridas ‘plug-in’

A Mercedes está a ultimar o desenvolvimento de duas novas motorizações híbridas ‘plug-in’ (PHEV) para equipar os seus dois modelos compactos Classe A e Classe B. Depois da introdução de versões híbridas recarregáveis nas gamas de topo, a eletrificação chega agora aos modelos mais acessíveis da Mercedes.

A introdução de variantes híbridas ‘plug-in’ nos modelos Mercedes Classe A e Classe B acontecerá com o surgimento da nova geração. Os futuros automóveis compactos da Mercedes vão partilhar a mesma plataforma, a MFA2. O sistema desenvolvido pela marca assenta num motor a gasolina de apenas três cilindros com baixa cilindrada que associado a um conjunto de baterias de iões de lítio tem num motor elétrico ajuda indispensável na redução de consumos e emissões. A autonomia puramente elétrica situar-se-à na ordem dos vinte quilómetros. Mais para a frente será a vez deste sistema híbrido expandir-se até aos modelos GLA e CLA.

Os novos Mercedes Classe A e Classe B híbridos ‘plug-in’ surgirão em 2018 com o aparecimento da nova geração. Para o futuro a gama de automóveis desenvolvidos de raíz para receberem motorizações elétricas, a que a Mercedes deu já o nome de EQ, será a coqueluche da marca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here