Cinco países diferentes convocam Zuckerberg para uma audição sobre os problemas do Facebook

8 de Novembro de 2018
3 Partilhas 57 Visualizações
Passatempo BQ Aquaris X2

Políticos de cinco países diferentes exigem que o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, apareça dia 27 de Novembro para uma audição. Políticos de diversos países querem que o chefe do Facebook responda a diversas questões referentes à rede social.

Os países até agora representados nesta exigência incluem Austrália, Argentina, Irlanda, Canadá e Reino Unido. Esta “coligação” é liderada por Damian Collins, presidente da Comissão para o Digital, Cultura, Média e Desporto do Reino Unido. Zuckerberg rejeitou um primeiro convite, que agora é reforçado com o apoio de políticos de todo o mundo.

Resposta “desapontante” ao convite feito

“Estamos muitos desapontados com esta resposta negativa. Como pode ver pela lista de assinantes desta carta, um “grande comité” em desinformação e ‘noticias falsas’ está a crescer”, pode-se ler na carta agora enviada por este grupo de políticos. “Cinco parlamentos estão agora a pedir para que vocês tome a decisão correcta para os 170 milhões de utilizadores nos países que eles representam.”

Há dúvidas em relação à capacidade de Zuckerberg de corrigir os problemas

Zuckerberg anunciou publicamente este ano que tomava pessoalmente a missão de “corrigir” os problemas do Facebook que permitem interferências nos processos democráticos dos países. No entanto, Collins coloca em causa a capacidade do CEO do Facebook em levar a cabo a missão. Refere que o facto de o chefe do Facebook rejeitar “enfrentar questões” levanta “dúvidas” em relação à sua capacidade de resolver os problemas da sua plataforma.

A justificação do Facebook

O Facebook rejeitou o convite alegando que funcionários altos da empresa já teriam aparecido perante as comissões do Reino Unido e do Canadá. “Continuamos a reconhecer integralmente a seriedades destas questões e continuamos comprometidos em trabalhar convosco para fornecer qualquer informação adicional que peçam para os vossos inquéritos,” referiu o Facebook na sua resposta público.

Recorde-se que Zuckerberg só apareceu perante o congresso dos Estados Unidos da América e o parlamento da União Europeia, rejeitando todos os outros convites.

Fonte: CNET

Artigos interessantes

Android 9.0 Pie chega ao LG G7 One
LG
28 Visualizações
LG
28 Visualizações

Android 9.0 Pie chega ao LG G7 One

Wagner Pedro - 20 de Novembro de 2018

O primeiro smartphone da LG a receber o novo Android Pie é G7 One, aparelho que, como o próprio nome…

Galaxy Note 10 pode ser lançado com tela maior que a do iPhone Xs Max
Samsung
32 Visualizações
Samsung
32 Visualizações

Galaxy Note 10 pode ser lançado com tela maior que a do iPhone Xs Max

Wagner Pedro - 20 de Novembro de 2018

Há algum tempo, surgiram rumores que a linha Galaxy Note seria unificada à Galaxy S, no entanto, informações recentes apontam…

Partiu o vidro do seu iPhone? Procure um especialista na iLoja
Sites
31 Visualizações
Sites
31 Visualizações

Partiu o vidro do seu iPhone? Procure um especialista na iLoja

Bruno Peralta - 20 de Novembro de 2018

Quem nunca deixou cair o smartphone? Certamente que já lhe aconteceu demasiadas vezes, mas grande parte das vezes apenas fica…

Comente

O seu email não será publico