Ciberataques já custaram 43 mil milhões à indústria alemã

Dois terços dos fabricantes alemães sofreram ciberataques, o que custou à maior economia da Europa cerca de 43 mil milhões de euros.

A associação de indústria alemã Bitkom entrevistou 503 gestores de topo e chefes de segurança do sector da manufactura alemã, e concluiu que as pequenas e médias empresas alemãs foram particularmente afectadas por estes ataques.

“Com os seus líderes de mercados mundiais, a indústria alemã é particularmente interessante para criminosos,” afirmou o chefe da Bitkom, Achim Berg, pedindo às empresas alemãs para levarem as questões de cibersegurança mais a sério e para investir nessa área.

Segundo a Reuters, os oficiais de segurança alemã tem vindo há vários meses a soar o alarme em relação à vulnerabilidade do sector produtivo alemão a companhias de espionagem estrangeiras.

Roubo de segredos de produção

Segundo as autoridades alemãs, um dos principais risco passa por agências de espionagem estrangeiras recorrerem a ciberataques para roubar técnicas avançadas de produção da industria alemã, que é uma das principais exportadoras do mundo.

O inquérito revelou riscos ao longo de todo o espectro, com um terço das empresas entrevistadas a reportar já terem tido telemóveis roubados e um quarto a reconhecer ter perdido informação digital sensivel. 19% dos entrevistados afirmaram também que os seus sistemas produtivos já tinham sido sabotados digitalmente, sendo que 11% afirmaram já ter tido as suas comunicações sob escuta.

Os ciberataques são um risco sério para vários sectores da sociedade

Os ciberataques têm vindo a aumentar no último ano, e os riscos não são apenas para o sector industrial. Em Junho, mais um ciberataque a um centro de câmbios de criptocurrências resultou em grandes perdas para os investidores. A Coinrail, um dos principais centros de câmbios de criptocurrências na Coreia do Sul, foi o alvo do ciberataque. Este ataque voltou a colocar em cima da mesa a questão de falta de segurança no mundo das criptocurrências e a falta de corpos de regulação.

A reacção oficial da Coinrail, citada pela Reuters, reconheceu que um ciberataque causou uma perda de cerca de 30% das moedas do centro. A Coinral não quantificou o valor que foi perdido, mas segundo um jornal local (Yonhap news) estima-se que o valor das perdas pode chegar aos $37.28 milhões de dólares.

Fonte: Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here