CIA criou ferramentas para ‘hackear’ iPhones e outros produtos da Apple

Documentos divulgados esta terça feira pela Wikileaks dão conta que a CIA se dedicou a ‘hackear’ produtos da Apple, incluindo o iOS, sistema operativo presente nos iPhones e iPads da empresa. Também a linha de routers, a AirPort, foi alvo da equipa de ‘hackers’ desenvolvida pela Agência de Inteligência Civil do governo dos Estados Unidos.

Apesar do iPhone não representar a maioria dos smartphones em 2016, a Wikileaks denuncia que uma equipa especializada da CIA se dedicava a produzir um vírus que permitia controlar os dados dos dispositivos móveis.

Uma das razões plausíveis encontradas para explicar este caso incide no facto da Apple ser uma marca popular entre as elites sociais, políticas, diplomáticas e empresariais.

Todavia, estas informações reveladas pela Wikileaks acrescentam que a CIA tem vindo a perder o controlo da maioria do seu arsenal de ‘hacking’.

Embora não fosse o foco principal, esta fonte declara que a CIA tinha ferramentas específicas que lhe garantiam o acesso não autorizado a aparelhos Android, smart TV’s e computadores.

A Apple geralmente está preparada para corrigir bugs e potenciais riscos de segurança presentes nos seus aparelhos. Ainda assim, todo o risco é pouco.

Para máxima segurança é recomendável que, caso tenha um iPhone ou iPad, proceda à atualização da versão mais recente do iOS. Basta aceder às definições gerais e fazer a atualização de software disponibilizada.

Fonte: Business Insider

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here