Chinês Xiaomi Mi6 ataca segmento de topo dos smartphones com sofisticação e luxo

A Xiaomi apresentou já o seu smartphone topo de gama Mi6 à conquista do mercado global e estreando muitas soluções tecnológicas sofisticadas e acabamentos luxuosos. Este é o primeiro telefone além do Samsung Galaxy S8 a ter processador Qualcomm Snapdragon 835. A renovação acontece cerca de um ano depois do anterior Mi5, equipamento que foi seis meses depois substituído pelos Xiaomi Mi 5S e Mi 5S Plus.

Design

Tradicionalmente todos os equipamentos da Xiaomi possuem um design muito elegante e esmerado. A inspiração do novo Mi6 nos produtos da Apple é óbvia, e pela primeira vez a Xiaomi aposta numa nova escolha de cores: azul com bordos ligeiramente dourados, e as tradicionais variantes em preto e branco.

Alguns dos smartphones disponíveis no mercado:

A secção dianteira e traseira estão revestidas a vidro e as arestas foram mais arredondadas no Mi6 o que vem adicionar muitos pontos à ergonomia do novo smartphone chinês.

Na parte da frente há ainda lugar para o leitor de impressões digitais, que mais uma vez recorre de tecnologia ultrassónica, como acontecia no Xiaomi Mi 5S, estando incorporado no vidro. A eficácia face aos tradicionais leitores é inferior.

A aresta inferior tem as portas de conetividade USB Tipo C posicionada ao lado do altifalante e pela primeira vez na história da marca foi eliminado a ficha de ligação de auriculares ‘jack’ 3,5mm.

O slot de cartões SIM admite dois cartões, sem que a marca tenha confirmado se existe a possibilidade de um destes slots ser utilizado para alojar um cartão microSD e expandir o armazenamento interno.

Processador Snapdragon 835 coloca o Mi6 na linha da frente

Um dos principais pontos de destaque é o processador Snapdragon 835, chip que pode ser encontrado nos melhores equipamentos de 2017. A tecnologia Vulcan incorporada pela Qualcomm neste semicondutor permite aumentos exponenciais de rendimento quando se correm jogos.

Para conseguir consolidar a elevada performance estão 6 GB de RAM, o valor mais alto alguma vez colocado num equipamento fora das gamas Note e MIX pela Xiaomi.

A Xiaomi anuncia uma autonomia da bateria, que tem 3.350 mAh, exemplar. O Mi6 poderá ser utilizado sem grandes compromissos ou restrições durante um dia sem recarregar. Este desempenho é conseguido pela preciosa ajuda dada pela MIUI 8, a capa da marca chinesa instalada sobre o Android 7 Nougat.

Ecrã excelente

O ecrã voltou a ser desenvolvido com as mesmas proporções e resolução do antecessor. O novo Xiaomi Mi6 tem ecrã com 5,15 polegadas e a resolução de 1920 x 1080p. Destaque para o brilho, que subiu até referenciais 600 nits, conseguindo-se 94.4% NTSC e rácio de contraste 1500:1. Mais uma vez o foco foi colocado na ergonomia.

Dupla câmara com zoom ótico

A câmara traseira de duplo sensor que equipa o novo Xiaomi Mi6 incorpora muitas novidades. As semelhanças em termos de design e posicionamento com as do iPhone 7 são óbvias. O sensor principal tem 12 Mp e o segundo trabalha como objetiva e possui a mesma resolução.

O trabalho dos dois sensores, realizado como o que faz o iPhone 7 Plus, é agora em separado. Uma das câmaras trabalha em fotografias mais convencionais como por exemplo panorâmicas, sendo que a outra é especializada em fazer retratos. Para este desempenho ímpar o software foi especialmente desenvolvido para este propósito e possui melhorias significativas na deteção dos contornos das pessoas e cria um efeito bokeh idêntico ao que se consegue nas câmaras reflex.

A gravação de vídeo possui agora estabilização ótica em quatro eixos, funcionalidade ideal para remover vibrações indesejadas.

Funcionalidades adicionais muito tentadoras

A introdução de inovações e funcionalidades adicionais é um capítulo muito atraente para o mercado quando se assiste ao lançamento de um equipamento de topo de gama como o Mi6 da Xiaomi. A marca chinesa apostou num equipamento resistente à água, certificando-o como “Splash Resistant”. De fora ficou por saber se cumpre alguma norma de homologação internacional IP. Um calcanhar de aquiles dos equipamentos chineses. Para ser conseguida esta resistência a Xiaomi tratou a ranhura dos cartões SIM com isolamentos especiais para que não entre água ou humidade e possa danificar qualquer componente interno.

Além da conetividade tradicional (Wi-Fi), que foi melhorada com o padrão (MI-MU) para oferecer melhor estabilidade e rapidez de ligação, também surge com a mais recente geração de Bluetooth, 5.0. A inclusão de NFC fica a dever-se à necessidade de compatibilidade com os mais modernos sistemas de pagamentos móveis.

Inesperado por todos era a incorporação de altifalantes estéreo, um fator que muitos fabricantes descuram, mas a que a Xiaomi esteve atenta no sentido de conseguir pontos extra no mercado.

Acabamentos de luxo

O processo de fabrico extremamente cuidado com maquinação em vários estágios confere ao novo Xiaomi Mi6 acabamentos dignos de um equipamento de luxo. O modelo mais destacado é o que recebe pintura de cor azul, e que é acompanhado na venda por duas opções em branco e preto mais convencionais.

Para os que pretenderem mais exclusividade a Xiaomi desenvolveu uma edição especial prateada muito apelativa, assim como uma variante em cerâmica preta com alguns contornos em ouro de 18 quilates nas câmaras traseiras.

Características técnicas Xiaomi Mi 6

  • Ecrã: 5,15″ polegadas FHD 1.920×1.080 px
  • Processador: Snapdragon 835 Octa Core a 2.45 GHz
  • RAM: 6 GB
  • Memória interna: 64 GB / 128 GB
  • Micro SD: não
  • Câmara traseira: 12+12 Mpx com estabilizador ótico em 4 eixos
  • Câmara frontal: 8 Mpx
  • Android: 7.1 Nougat
  • Bateria: 3.350 mAh
  • Diversos: leitor de impressões digitais, Wi-Fi 802.11 b/g/n/ac, NFC, Bluetooth 5.0 e resistência à água.

Preços e primeiras vendas

As primeiras unidades do Xiaomi Mi6 serão postas à venda no próximo dia 28 de abril na China. Tal como noutros produtos da marca para o conseguirmos nos mercados europeus será necessário recorrer à importação direta.

Xiaomi Mi 6 (6 GB de RAM + 64 GB): 2499 yuanes (340 euros)
Xiaomi Mi 6 (6 GB de RAM + 128 GB): 2899 yuanes (390 euros)
Xiaomi Mi 6 (6 GB de RAM + 128 GB) (cerâmico): 2999 yuanes (410 euros)

Veja também...

Deixe o seu comentário