China reforça opressão na Internet e bane…bananas!

China Button

As fortes restrições a conteúdos na Internet na China voltaram a conhecer novos contornos, desta feita é proibida a transmissão de vídeos em direto (livestreaming) de mulheres a comerem bananas de uma forma erótica (afirmam!). Esta nova medida de opressão à liberdade foi tomada pelo governo chinês que se justificou como sendo um esforço para controlar conteúdo da Internet “inapropriado e erótico”. Além destes vídeos com bananas, o governo tomou também medidas contra a proliferação de imagens de pessoas utilizando suspensórios, ligas e collants.

Segundo fontes chinesas, uma ‘camgirl’ (que coma bananas ou faça outras coisas) pode receber lucros bastante elevados, algumas delas recebem mais de 100.000 yuan por mês (cerca de 13.500 euros) se conseguirem seduzir a audiência a comprar ‘prendas virtuais’ como chocolates e acessórios de moda. As empresas de streaming arrecadam uma fatia dos lucros. A ocidente este tipo de marketing é conhecido, com celebridades a promoverem produtos como batidos de proteína e chás detox no Instagram, todavia com outra classificação.

Banindo as bananas, resta saber qual será o próximo fruto a ser promovido na China proibida, para lutar contra o mais apetecido!

Fonte: BBC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui