CES 2022 cada vez mais vazio: Mais baixas de peso como a Google, Intel ou Lenovo

Para quem acompanha o mundo tecnológico, sabe que o CES, que decorre em Las Vegas, é o primeiro dos grandes evento de tecnologia que dá o pontapé de saída para as inovações tecnológicas do ano que se inicia.

A expetativa é que este ano de 2022 já usufrui-se de um evento presencial de grande qualidade, mas que não vai acontecer. Algumas grandes empresas já tinham anunciado que não estariam presente na CES 22, agora foi a vez da Lenovo, Intel e da Google.

Seguindo a Lenovo e a Intel, o Google também anunciou que não terá uma presença local na CES 2022. “Após uma consideração cuidadosa, decidimos não termos a nossa presença no show da CES 2022. Nós temos monitorizado de perto o desenvolvimento da variante omicron e decidimos que esta é a melhor escolha para a saúde e segurança de nossas equipes “, disse a empresa ao TechCrunch.

Quanto à Google era uma questão de tempo, já que a outra subsidiária da Alphabet, Waymo, havia tomado a decisão de não comparecer à feira pessoalmente. A retirada do Google é particularmente notável dada não apenas a sua estatura na indústria, mas também a quantidade de dinheiro que investiu no evento nos últimos anos.

Do jeito que as coisas estão, a Consumer Technology Association, a organização que organiza a CES todos os anos, ainda planeja levar adiante a feira. “A CES 2022 será presencial de 5 a 8 de janeiro em Las Vegas com fortes medidas de segurança em vigor, e o nosso acesso digital também está disponível para pessoas que não desejam ou não podem viajar para Las Vegas”.

Há vontade de querer que o ano 2022 seja um o início da normalidade, mas podemos ver que ainda não será este ano que isso irá acontecer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui