Carros autónomos circulam antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio

O Japão pretende colocar carros autónomos a circular antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A notícia está na Bloomberg. As autoridades governamentais estão a trabalhar com fabricantes como a Toyota e a Nissan no sentido de ter carros autónomos nas ruas uma semana antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio para transportar atletas, público e staff entre diferentes pontos.

Apesar de ainda não haver dados oficiais confirmados, estima-se que até 100 veículos sejam disponibilizados durante os Jogos para levar os passageiros. Os testes devem começar a ser feitos ainda esta semana e o Japão pretende continuar a encomendar e testar este tipo de veículos até 2022. O objetivo dos responsáveis daquele país asiático é ter os carros autónomos à venda no mercado até 2025.

Para os atletas, as viagens na Aldeia Olímpica vão ser feitas a bordo do E-Palette, que tem capacidade para 20 pessoas. O público em geral poderá usar os Acessible People Mover e o Concept-i foi designado para transportar a Tocha Olímpica.

Estima-se que os veículos transportarão, durante a segunda semana de julho, mais de 7 mil pessoas. As Olimpíadas começam no dia 24 do mesmo mês. Com a iniciativa, o governo pretende promover a tecnologia na cidade, ajudar as empresas do país a lidar com a diminuição da população ativa e a garantir que há transportes a funcionar mesmo em zonas com menos pessoas.

Desde que chegou ao poder em 2012, Shinzo Abe tem tentado resolver os problemas do envelhecimento populacional no Japão (e a consequente diminuição da população ativa), ao promover a entrada de mais mulheres no mercado de trabalho, diminuir a diferença salarial entre homens e mulheres, abrir as portas a mais talento do estrangeiro, e estimular o desenvolvimento da inteligência artificial.

Em 2018, estimativas do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão mostram que as pessoas com mais de 75 anos compõem mais da metade da população idosa do país (que, por sua vez, é 14% da população total), mostrando a necessidade em desenvolver mecanismos para assegurar cuidados e transporte da população. Dados do primeiro trimestre de 2018 mostram que a economia do país contraiu pela primeira vez desde 2016, acabando o maior período de crescimento económico do país desde a década de 1980.

O Japão não é o único país a investir na tecnologia de carros autónomos. Desde abril que, na Califórnia, Estados Unidos, já não é preciso um humano ao volante dos carros autónomos. Na Europa, a Alemanha, que é um país com uma forte indústria automóvel, elaborou recentemente um conjunto de regras éticas e definiu que os carros autónomos devem sempre poupar o máximo número de vidas possível em caso de acidente. Os carros autónomos também estão a chegar à Península Ibérica, com os governos de Portugal e Espanha a juntar esforços para criar corredores de teste de veículos autónomos e conectados (um entre Porto e Vigo, e outro entre Évora e Mérida).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here