Carro elétrico da Apple chegará em 2026 e será muito inferior ao esperado

Aparentemente, a Apple não está pronta para voltar a escalar os seus planos para um carro eléctrico. Fontes da Bloomberg dizem que o automóvel elétrico, de nome de código Project Titan, já não é uma máquina totalmente autónoma. Terá alegadamente uma roda e pedais convencionais, e irá ‘apenas’ conduzir-se a si próprio em auto-estradas. A empresa também adiou o lançamento para 2026, afirmam as fontes, quando anteriormente estava apontado para 2024.

Segundo os rumores, o Apple Car irá supostamente oferecer condução autónoma para poder jogar jogos ou ver vídeo na auto-estrada, mas pedir-lhe-á para assumir o controlo quando for altura de conduzir nas ruas da cidade ou através de condições meteorológicas adversas. A Apple pode estrear a tecnologia de condução autónoma na América do Norte no início e expandir o acesso “ao longo do tempo”, já que, por enquanto, a legislação em viro na Europa nem sequer permite uma condução totalmente autónoma. Como seria de esperar, a Apple não comenta.

O Project Titan tem estado em desenvolvimento há vários anos, e tem sofrido numerosos contratempos, bem como grandes mudanças de estratégia. A empresa de tecnologia pode ter tido dúvidas já em 2015, e foi afirmado que em 2016 o veículo teria sido abandonado em favor de uma plataforma de auto condução licenciada. Os despedimentos de executivos também não ajudaram. Embora a empresa tenha voltado a focar-se num veículo completo, de acordo com rumores, teve pouco sucesso no apoio de outras marcas como a Hyundai.


Apple Inc’s CEO Tim Cook on Saturday (24 March 2018) called for “calm heads” and more open trade, amid rising concerns over a trade war between China and the United States. Trade tension between the two countries was highlighted this week when U.S. President Donald Trump unveiled plans to slap tariffs on potentially up to $60 billion in imports of Chinese goods.

Mas, as ambições mais modestas agora reveladas não são surpreendentes. É que a plena autonomia de nível 5, onde o veículo pode assumir uma condução totalmente autónoma, ainda não é permitida na Europa, e mesmo nos EUA, robotáxis Waymo só são autorizados a funcionar com bom tempo, na Califórnia

Embora os países estejam cada vez mais receptivos à condução autónoma de veículos, ainda não existe um quadro que permita ao público em geral utilizar veículos completamente autónomos. Mesmo que a Apple resolvesse todos os desafios técnicos, não conseguiria vender de forma realista um verdadeiro carro autónom em breve.

Uma mudança para um a aposta semi-autónoma poderia levar a uma concorrência mais feroz. Embora a Tesla seja claramente a líder deste segmento de veículos elétricos com condução semi-autónoma, o mercado e automóveis elétricos tem crescido rapidamente nos últimos anos. Marcas como a Ford, Hyundai, Volkswagen e Nissan são algumas com veículos elétricos muito interessantes e já à venda no mercado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui