Câmeras de vigilância com reconhecimento facial nas ruas dos EUA

 

A utilização de reconhecimento facial nas câmeras das principais cidades chinesas, assim como o recurso a óculos com reconhecimento facial por parte da polícia, já não são novidade para ninguém. O governo chinês tem vindo a gostar dos resultados obtidos por este tipo de tecnologia e os projectos de vigilância digital tem vindo a aumentar no país.

Agora, a tecnologia de reconhecimento facial já está a ser utilizada nos Estados Unidos da América.

A cidade de Orlando está a testar um projecto-piloto

Numa conferência de imprensa na quinta-feira, o chefe da polícia de Orlando, John Mina, falou sobre o projecto-piloto que a polícia de Orlando está a levar a cabo com reconhecimento facial. Mina garantiu que este reconhecimento de faces esteve sempre limitado a um pequeno número de voluntários e que os membros do público não tiveram as suas faces reconhecidas por este sistema.

“Nós nunca usaríamos este tipo de tecnologia para perseguir cidadãos aleatórios, imigrantes, activistas ou pessoas de cor,” disse Mina durante a conferência. “O programa piloto serve apenas para testarmos esta tecnologia, para verificarmos se ela sequer funciona.”

Começou em segredo

O programa estava a ser conduzido em total segredo, até ser exposto por uma reportagem da ACLU-NC. Quando chegou às notícias que um programa deste género estava a ser levado a cabo na cidade, a polícia afirmou que as únicas câmeras com reconhecimento facial estavam dentro do posto policial. Nesta conferência, reconheceu que há três câmeras em locais públicos a recorrer a esta tecnologia. Porém, afirma que apenas sete voluntários da polícia tiveram as suas faces colocadas numa base de dados para reconhecimento.

A polícia de Orlando defende a utilização da tecnologia

Mina acabou por defender a utilização desta tecnologia a uma maior escala devido ao seu potencial para garantir uma intervenção mais rápida e eficaz das forças policiais.

Tecnologia da Amazon

Estas câmeras utilizam a tecnologia Rekognition Video e Amazon Kinesis Video Streams.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here