Cambridge Analytica: fechou mesmo, ou mudou de nome?

 

A firma Cambridge Analytica chocou o mundo ao anunciar que iria fechar portas e liquidar totalmente o seu negócio. Porém, este desaparecimento da Cambridge Analytica não implica necessariamente que as pessoas por trás da Cambridge Analytica tenham abandonado esta área de negócio.

Segundo o The Register, as pessoas por trás da Cambridge Analytica estão agora envolvidas numa firma chamada Emerdata.

O escândalo

A Cambridge Analytica anunciou que se iria dissolver na quarta-feira à noite. Este anúncio surge na sequência do afamado escândalo à volta da empresa e a forma como utilizou a informação pessoal de mais do que 87 milhões de utilizadores de Facebook para fins políticos. Essa informação foi utilizada para construir perfis psicológicos complexos dos utilizadores e, a partir dos mesmos, direccionar publicidade política com vista a manipular o seu sentido de voto.

“Apesar da confiança inabalável da Cambridge Analytica que os seus funcionário actuaram de forma ética e dentro da lei (…) o cerco dos media afastaram virtualmente todos os clientes da empresa”, podia-se ler num comunicado oficial que acompanhou a decisão de retirar a empresa de circulação.

Foi um total fecho de portas, ou uma subtil mudança de nome?

Porém, segundo o The Register, a Cambridge Analytica pode ter fechado portas, mas o registo oficial do Reino Unido de empresas e organizações (Companies House) lista uma nova companhia activa chamada Emerdata Limited, que tem atrás de si virtualmente a mesma administração e os mesmos investidores que a Cambridge Analytica. Também se auto descreve como uma empresa dedicada a “processamento de data” e actividades relacionadas, a mesma área de negócio da Cambridge Analytica.

A Emerdata foi fundada a meio de 2017 e tem estado activa deste que o escândalo da Cambridge Analytica rebentou. As actividades oficiais registadas tem sido consistentes, o que indica que a empresa tem estado activa.

Assim sendo, o The Register levanta a possibilidade de que este anúncio de fecho de portas da Cambridge Analytica pode ter sido mais um exercício de marketing do que uma catástrofe empresarial.

Fonte: The Register

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here