Bug no Galaxy S10 consome bateria em pouco tempo

Testes feitos em sites especializados, apresentaram o chipset Exynos do Samsung Galaxy S10 com um desempenho inferior ao Snapdragon 855.

Na maior parte dos países com excepção aos EUA, o S10 é equipado pelo processador Exynos. Mas nos últimos tempos houve um agravamento no que diz respeito á diferença de qualidade entre os dois processadores.

Segundo relatos de usuários do S10 com Exynos foram afetados por um bug que faz com que o consumo da bateria se gaste em muito pouco tempo. As reclamações foram publicadas no fórum do XDA Developers e no Reddit, que fizeram testes e encontraram duas falhas nos telemóveis que possuem o processador Exynos.

O modelo S10 da Samsung tem um sensor de aproximidade que liga o visor do telemóvel assim que se pega nele. A falha detetada faz com que o dispositivo se confunda e se ligue em movimentos aleatórios como por exemplo quando está guardado em malas ou mochilas, o que provoca um consumo excedente de energia. A esta falha foi dado o nome de “bug do sensor de proximidade”.

A todos os possuidores deste modelo em particular com o Exynos sugere-se que até que a Samsung não encontre soluções para resolver o bug em questão, desative as funções “Lift to Wake” e “Tap to Wake”. O que evita que o visor ligue automáticamente.

O segundo bug encontrado impede que o telemóvel ative o “Modo Repouso” quando não está em uso, apenas depois de chamadas feitas pelo WhatsApp e Messenger. As ligações normais não causam qualquer problema. O problema é que passa despercebido porque mesmo estando o visor desligado, não está no “Modo Repouso” o que provoca um maior consumo de bateria.

A solução encontrada para corrigir este problema temporariamente até que a Samsung lance uma actualização para eliminar estes bugs, é reiniciar o Galaxy S10 depois destes tipos de chamada.

Estas falhas não foram encontradas em todos os possuidores deste modelo da Samsung com o Exynos.

A Samsung enviou uma declaração oficial ao Phone Arena sobre o assunto, dizendo estar ciente do problema e irá ser lançada uma atualização para resolvê-los o mais rápido possível. Recomendam aos usuários dos Galaxy S10 manterem o software atualizado com a versão mais recente.

Fonte

1 COMENTÁRIO

  1. A sério ?!! Onde é que eu já vi isto num produto da Samsung, já sei, no Samsung Gear S3 Frontier, dos 100% aos 5% bateria em 3-4h, sem justificação nenhuma. Foi a pior m**da que podia ter comprado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here