Análise Blackberry Key 2 LE: O regresso dos blackberrys

28 de Dezembro de 2018
2 Partilhas 128 Visualizações

Apelando ao consumidor mais retro ou a profissionais, a Blackberry lançou dois aparelhos: o Blackberry Key 2 e o Blackberry Key 2 LE, numa versão menos musculada.

Em análise temos a versão LE. Leiam a nossa análise e fiquem a conhecer o novo Blackberry Key 2 LE.

Especificações e acessórios

  • Dimensões: 150.3 x 71.8 x 8.4 mm
  • Peso: 156 g
  • Sistema Operativo: Android 8.1 (Oreo);
  • Ecrã: 4.5” IPS LCD capacitivo, 16M cores 1080 x 1620 pixels de resolução
  • Câmara traseira: 13 MP, f/2.2, 1/3.1″, 1.12µm, PDAF
  • Câmara frontal: 5 MP, f/2.4, 1.12µm, sensor de profundidade
  • Processador: Qualcomm SDM636 Snapdragon 636 (14 nm), Octa-core 1.8 GHz Kryo 260
  • GPU:Adreno 509;
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 32 GB;
  • Dual SIM ou SIM/NanoMemory
  • Sensores: impressões digitais ; sensor de brilho; sensor de luz ambiente;
  • Conetividade: Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, dual-band, DLNA, Wi-Fi Direct, hotspot
  • GPS: A-GPS, GLONASS
  • Bluetooth 5.0;
  • USB Type C 2.0
  • Bateria: 3000 mAh de capacidade;

As especificações apresentadas colocam este telefone numa gama média alta.

No que diz respeito a acessórios, contamos apenas com um earphones na caixa.

Design e Ecrã

A Blackberry tentou trazer neste modelo os velhinhos teclados físicos juntando-o a um touchscreen capacitivo moderno. O teclado apresentado é um teclado QWERTY, o qual confesso, demorei algum tempo a adaptar-me. Ao fim de tantos anos a utilizar smartphones sem teclado físico tirou-me a capacidade de fazer força com os dedos.

O teclado é preciso e confesso que não induz a erros de escrita.

Fundido a este teclado temos um ecrã de 4.5″ de resolução fullHD. Este comporta-se muito bem em todas as condições de luminosidade.

Infelizmente, com este design, encontramos um dos pontos negativos deste telefone: o facto de termos um teclado físico obriga, necessariamente, a que o ecrã seja pequeno demais, sendo que, na utilização do dia a dia, nem sempre necessitamos de utilizar o teclado.

Os materiais utilizados neste telefone são muito interessantes. Apesar de serem todos plásticos, apresentam um toque muito interessante e mostram qualidade e robustez. O ecrã traseiro texturado para além de ficar muito bem, permite que agarremos no telefone com segurança de que não o vamos deixar cair. Na versão testada (em preto), o logótipo da Blackberry funde-se perfeitamente com a capa traseira, conferindo um visual muito interessante.

Outro ponto interessante é um botão lateral (mesmo por baixo do botão de power) que permite criar atalhos personalizados.

O sensor de impressões digitais também foi, na minha opinião, muito bem pensado (e escondido) já que está colocado mesmo por cima da barra de espaço. Confesso que, aquando da configuração inicial do telefone, perdi algum tempo a encontrar este sensor.

Desempenho

No que diz respeito a desempenho, este Blackberry Key 2 LE comporta-se muito bem.

Vem equipado com um processador de média gama, Qualcomm SDM636 Snapdragon 636 com o clock a 1.8 GHz, apoiado por uma unidade gráfica Adreno 509.

Permite a utilização das aplicações mais comuns sem qualquer problema. No entanto, dado a reduzida dimensão do ecrã, não se adequa de todo a um dispositivo de reprodução de media (videos, jogos, etc).

Nas aplicações de benchmark, pontuou, no geekbech, 4951 pontos em multi core e 1345 pontos em single core.  Já no Antutu, pontuou 116128 pontos.

Vem instalado com o Android 8.1 (Oreo). Pena que ainda não possamos contar com o Android 9.0 (Pie)…

No campo do som, este Blackberry Key2 LE porta-se muito bem. Mesmo em ambientes mais ruidosos conseguimos ouvir perfeitamente o som que sai das colunas.

A bateria que equipa este Blackberry tem 3000 mAh de capacidade, mais do que suficiente para um dia de utilização normal.

Câmara

Este modelo vem equipado com uma câmara dupla traseira de 13MPx com uma abertura f/2.2. A câmara frontal apresenta uma resolução mais baixa (5 MPx) com uma abertura f/2.4.

Em condições de boa luminosidade, as câmaras conseguem captar muito bem as cores e texturas, dando especial ênfase às texturas. No entanto, em condições de pouca luminosidade, o desempenho cai a pique, sendo que as imagens obtidas são de muito mais baixa qualidade.

A câmara frontal, de 5 MPX, permite tirar boas fotos, desde que tenhamos uma boa luminosidade.

Uma excelente característica é o facto de estes sensores serem capazes de gravar video em formato 4K a 30 fps.

Veredito: Blackberry Key2 LE

O blakberry Key 2 LE é um aparelho muito interessante que que vai buscar a característica típica dos Blackberry – o teclado QWERTY.

A existência de um teclado físico vem trazer um estilo retro a este aparelho e, sem dúvida, que por isso, se diferencia no campo do design.

No entanto, o teclado físico vem roubar espaço precioso de ecrã, o que nos dias que correm não é de todo ideal.

O desempenho global é bom e permite correr várias apps em simultâneo sem comprometer o desempenho.

O desempenho da câmara em condições de boa luminosidade surpreende, sendo que em condições de luz mais pobre desilude.

Neste equipamento, é difícil definir pontos fortes e pontos fracos já que está vocacionado para um público muito especifico. Todos os pontos que consideramos menos positivos tornam-se irrelevantes se considerarmos que estamos na presença de um telefone que privilegia a produtividade em detrimento do entretenimento.  E é assim que um Blackberry deve ser.

Agradecemos à Blackberry por nos ter facultado este telefone para a nossa análise. Abaixo fica a nossa galeria de imagens.

Artigos interessantes

Xiaomi demonstra o melhor sensor de impressões digitais no ecrã até ao momento
Destaques
20 Visualizações
Destaques
20 Visualizações

Xiaomi demonstra o melhor sensor de impressões digitais no ecrã até ao momento

Bruno Peralta - 16 de Janeiro de 2019

Os fabricantes de smartphones estão retirando lentamente os tradicionais leitores de impressão digital em favor dos sensores no ecrã, mas…

Falhas de segurança no jogo Fortnite põem dados dos utilizadores em risco
Jogos / Consolas
23 Visualizações
Jogos / Consolas
23 Visualizações

Falhas de segurança no jogo Fortnite põem dados dos utilizadores em risco

Daniela Azevedo - 16 de Janeiro de 2019

Um grupo de investigadores da empresa de cibersegurança Check Point descobriu vulnerabilidades no famoso jogo Fortnite, que afetaram os dados…

Oppo oficializa um sensor ótico 10x e um sensor biométrico no ecrã maior
Destaques
26 Visualizações
Destaques
26 Visualizações

Oppo oficializa um sensor ótico 10x e um sensor biométrico no ecrã maior

Bruno Peralta - 16 de Janeiro de 2019

A Oppo teve um evento durante o dia de hoje onde apresentou uma nova configuração de uma câmara de 10x,…

Comente

O seu email não será publico