Bitcoin excedeu o seu “valor intrínseco”, diz JPMorgan

Desde o mês passado que o Bitcoin tem vindo a operar em alta chegando a atingir perto de US $ 8.000. Vendo esta tendência, os analistas do famoso Banco JP Morgan Chase & Co. Alegaram que o recente e grande aumento do preço da criptomoeda levou o seu preço além do seu “valor intrínseco”.

Nos últimos dias, o preço real mudou drasticamente sobre o custo “, comentaram os analistas do JPMorgan, informação essa obtida num artigo do Bloomberg.“Essa divergência entre os valores reais e intrínsecos traz alguns ecos do aumento do pico no final de 2017, e no momento em que essa divergência foi resolvida principalmente por uma redução nos preços reais”.

Para chegar a essa conclusão, a equipe do JP Morgan tratou o Bitcoin como uma commodity, calculando seu “custo de produção” com base em vários fatores, incluindo energia computacional estimada, despesa com eletricidade e eficiência energética de hardware.

“Definir um valor intrínseco ou justo para qualquer criptomoeda é claramente desafiador”, continuaram os analistas. “De facto, as visões variam de alguns pesquisadores argumentando que não tem valor fundamental, para outros que estimam valores justos bem acima dos preços atuais.”

O preço do Bitcoin caiu brevemente de quase US $ 8.000 para US $ 7.050 em 17 de maio, depois que US $ 250 milhões em posições compradas foram liquidadas na BitMEX. Desde então, o BTC subiu de volta para US $ 7.945 no momento da edição deste artigo.

Até agora, o JP Morgan criou o hábito de se debater com o Bitcoin e as criptomoedas. Em 2017, o CEO Jamie Dimon chamou a moeda de “fraude” – uma declaração que suavizou mais tarde, sugerindo que simplesmente não se importa com o Bitcoin. Desde então, o JP Morgan lançou a sua própria moeda digital baseada em blockchain, que não era nem uma criptomoeda, nem uma stablecoin.

Fonte: Bloomberg

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here