Bitcoin continua em queda

bitcoins

O Bitcoin e as outras criptomoedas continuam num mau mês, com os preços da moeda mais famosa a cair abaixo dos sete mil dólares. Para os analistas a culpa desta queda deve-se à queda do mercado de ações, bem como a perspetiva deste tipo de moedas serem mais reguladas na Rússia.

Os preços do Bitcoin, do Ethereum, do Ripple, do Litecoin e do Bitcoin Cash caíram de 6% a 7% nas últimas 24 horas, de acordo com a CoinMarketCap. Algumas das moedas alternativas com menor relevo, como TRON, VeChain e Binance Coin, apresentaram quedas de dois dígitos no último dia, a instabilidade é como se apostasse na ApostaGolos.com.

Para Mati Greenspan, analista da eToro, cada vez existe uma maior ligação entre o mercado de ações:

“Eu acho que há uma grande ligação na forma como as pessoas estão a gerir os seus portfolios e as criptomoedas estão cada vez mais correlacionadas com os mercados de ações, especialmente nas últimas semanas. Cada vez mais agentes estão a adicionar bitcoins aos portfolios e com isto as pontes de liquidez estão a ser construídas.”

A ligação entre o Bitcoin e o mercado de ações é cada vez mais elogiada. Ontem, Wall Street “Bond King” Jeffrey Gundlach disse à Reuters que “o Bitcoin continua na liderança”, e a sua utilização um indicador para os mercados é mais do que apenas um “pressentimento” agora. O Bitcoin fechou no mínimo do ano na semana passada e agora atingiu outro valor mínimo do ano esta semana, disse Gundlach.

Uma ligação entre o Bitcoin e os mercados de ações convencionais é um misto de confusão para as moedas criptográficas. Alguns investidores, particularmente os seguidores da criptografia original, só aderiram à Bitcoin em primeiro lugar por causa da sua dissociação descentralizada dos mercados de moedas e títulos, e qualquer vínculo que possa surgir entre os dois será visto como um envenenamento do poço. Para os outros, ligar os mercados é a única maneira de controlar a volatilidade e ajudar as criptomoedas a serem mais aceites.

Ainda sobre as criptomoedas, a Rússia tornou-se no mais recente país a estudar a ideia de uma forte regulamentação do comércio de criptomoedas. Segundo a TNW, o vice-chefe do Serviço Governamental de Monitorização Financeira disse numa conferência que “a prática de troca livre de criptomoedas não é usada em nenhuma parte do mundo, mesmo em jurisdições com leis menos rígidas”, e que “deve ser notado que a questão está a ser ativamente discutida.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here