Audi inventa amortecedor inédito, elétrico e de funcionamento rotativo

Audi eROT

A aposta dos fabricantes de automóveis em componentes capazes de regenerar energia cinética em energia elétrica tem sido diretamente proporcional à aposta em soluções de motorização elétrica para automóveis.

O novo protótipo da Audi, o eROT, explora um caminho até aqui nunca trilhado e que consiste num sistema de amortecedores rotativos de funcionamento eletromecânico que renderão o trabalho até aqui desempenhado pelos amortecedores hidráulicos da atualidade. Estes novos amortecedores têm a capacidade de gerar energia elétrica através do movimento gerado pelas ondulações das estradas, oferecendo níveis ainda mais elevados de conforto quando comparado com um sistema de suspensão convencional.

O eROT da Audi arrancou já a sua fase de testes, com a equipa de engenharia a ter avançado com números interessantes relativos à recuperação de energia: cerca de 3 W numa autoestrada e 613 W numa estrada secundária. A estes ganhos de energia elétrica corresponde uma redução de emissões de gases de carbono até 3 gramas em cada quilómetro percorrido. O sistema eROT funciona com recurso a um sistema elétrico de alta voltagem (48 v) e com a configuração atual do sistema oferece uma capacidade energética de 0,5 kW/h aos quais em situações de pico podem corresponder 13 kW. O sistema de alta voltagem possui ainda um transformador capaz de modular a corrente para 12 v.

A Audi tem planos para incorporar a tecnologia de suspensão eROT nos primeiros modelos já em 2017, garantindo poupanças na ordem dos 0,7 litros a cada 100 km.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here