Atenção Spotify: Há mais um concorrente a oferecer uma opção grátis (Tidal)

Hoje em dia já existem muitas opções de escolha para o streaming de música, como o Apple Music, YouTube Music ou Amazon Music, no entanto, neste mercado, ainda continua a ser liderado pelo Spotify, acredito que muito por culpa de ter uma oferta quase única no mercado, uma subscrição grátis que permite usufruir do conteúdo com algumas limitações e publicidade. Mas agora há um sério concorrente.

Os exemplos que referi em cima, nenhum deles tem uma opção grátis, apesar de também ser verdade que cada vez há opções mais em conta para quem usufruir de música legal e através de streaming. Mas agora há um concorrente que também oferece ma opção grátis, o Tidal. Sim, o streaming que sempre se destacou por oferecer qualidade de som nos seus serviços.

Foi durante esta semana que passou, que a Tidal anunciou grandes mudanças na sua plataforma, nomeadamente ao adicionar uma opção grátis, mas também nas opções de pagamento aos artistas.

blank

Começando com as opções de subscrição, a empresa agora tem uma opção gratuita. Os utilizadores poderão experimentar o serviço gratuitamente, com as desvantagens de a qualidade do áudio ser limitada a 160 kbps AAC e com interrupções de anúncios.

O plano Premium anterior de 6,99€ ou R$16,9 foi renomeado para HiFi e em vez de 320kbps AAC agora oferece qualidade de CD sem perdas de 1411kbps FLAC. O resto do plano permanece o mesmo.

O plano HiFi de 13,99€ ou R$22,8 foi renomeado para HiFi Plus. Este plano agora adiciona acesso a música codificada de alta resolução * MQA, Dolby Atmos e Sony 360 Audio. Ele também inclui dois novos recursos, pagamentos diretos ao artista e royalties centrados nos fãs.

Os pagamentos diretos aos artistas utilizam 10% da taxa de assinatura dos assinantes e os repassarão ao artista mais transmitido. Quanto mais ouve um artista, mais ele lucrará com os seus 10%. O seu artista favorito do mês será destacado no perfil junto com o quanto ele recebeu. Isso, é claro, se soma às opções de pagamento existentes para os artistas, e não uma substituição, o que deve garantir que os artistas ganhem mais, desde que as pessoas realmente os ouçam, o que é um formato muito interessante para os próprios artistas.

blank

Os royalties centrados nos fãs enviarão os royalties diretamente ao artista, em vez de agregá-los. Isso fará com que os artistas que são ouvidos mais gerem mais receita, o que faz todo o sentido e é uma forma mais justa de partilha de receitas com artistas. Assim, os utilizadores saberão os artistas que ouviram e quanto receberam. Esta novidade estará disponível no início de 2022.

Apesar de o Tidal não ser dos serviços mais utilizadores, foi dos primeiros concorrentes ao Spotify e sempre se destacou por oferecer qualidade de som de grande qualidade, ma sem dúvida que este novo formato de recompensa dos artigos é muito interessante e bem mais justo do que utilizado pelos outros.

Também é importante de referir que este plano grátis está disponível apenas nos EUA. Mas sendo que o Tidal está disponível em Portugal e Brasil, é muito provável que também chegue por cá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here