ARM produz chips para implantar no cérebro que serão realidade em breve

A ARM é uma das principais fabricantes de processadores a nível mundial. O mais novo projeto da empresa, desenvolvido em estreita colaboração com o Centro de Engenharia Neural Sensorimotora da Universidade de Washington visa a produção de chips para implante no cérebro humano. Os processadores desempenharão a nobre tarefa de criar um sistema que possa auxiliar pessoas afetadas por paralisia ou doenças degenerativas do sistema nervoso.

Através de um interface bidirecional cérebro-computador (BBCI) o processador conseguirá traduzir as informações enviadas pelo cérebro a outras partes do sistema nervoso. Em desenvolvimento está a capacidade de no futuro poder traduzir as informações que o sistema nervoso e conduz de imediato ao cérebro. Com esta comunicação o processador que a ARM tem pronto poderá ajudar pessoas com paralisia muscular a recuperarem movimentos ou até mesmo a sensibilidade em membros paralisados.

O projeto foi desenvolvido para conseguir que as pessoas recuperem a mobilidade, e poderá em breve extender-se a pacientes com lesões na coluna vertebral e a pacientes com próteses mecânicas.

Por isso, a ARM terá no mercado o chip com base na conhecida arquitetuta Cortex M0 – o mais pequeno da gama de processadores da marca. Alguns protótipos estão já a ser testados e vão chegar em menos de dez anos.

Veja também...

Deixe o seu comentário