Aprender na sala de aula digital: como fazer com que o ensino em casa corra bem

As escolas estão fechadas e os estudantes estão em casa. Mas, obviamente, continuam a ter de estudar. Portanto agora a novidade é a telescola.

Os recursos digitais em particular estão a ajudar estudantes, pais e professores a interagir enquanto não se podem encontrar em pessoa. No entanto, o ensino digital não funciona sempre na perfeição. Aqui ficam algumas dicas e indicações para garantir que os estudantes se divertem mais enquanto aprendem e têm a tecnologia certa para a tarefa.

A telescola é mais útil do que apenas para emergências. Uma das grandes vantagens que oferece é a oportunidade de avançar o ensino digital como uma parte firmemente integrada do currículo no futuro. Estar em rede através de email, mensagens em tempo real, Moodle ou outras plataformas permite que professores e estudantes comuniquem eficazmente.

Uma vez online, os estudantes têm não só acesso a tarefas e sumários dos materiais de ensino, como também a um canal de comunicação direta com professores e colegas através de videoconferência. Desta forma, os professores podem garantir que as matérias são transmitidas corretamente aos seus alunos.

blank

Para além disso, faz sentido tirar partido dos numerosos materiais de ensino disponíveis online para oferecer o melhor apoio possível ao processo de aprendizagem. Existem muitos websites destinados a este fim, providenciando exercícios auxiliares para todos os níveis e escalões etários como maneira de suplemento ao currículo.

Aprender com sucesso através de diversão e jogos

Muitos já sabem que aprendemos melhor quando nos estamos a divertir. Mas a ligação entre a diversão e o ensino em casa não é necessariamente óbvia para todos. A aprendizagem digital, mais do que qualquer outro método, oferece uma variedade de formas divertidas de introduzir e aprofundar matérias. Com videojogos é possível estudar uma língua estrangeira, enquanto outras aplicações ajudam a desenvolver competências em matemática.

Módulos de e-learning auxiliam o processo de aprendizagem, muitas vezes com apoio de conteúdos multimédia. Recursos como aqueles disponibilizados pela Escola Virtual e LeYa oferecem várias possibilidades para ensino à distância. Existe também o programa televisivo Estudo em Casa na RTP Memória para alunos até ao ensino secundário. Fontes não faltam para continuar os estudos: a dificuldade pode mesmo ser escolher!

O que os pais devem ter em atenção

Aprender a usar os meios digitais é essencial. A ideia não é apenas dominar a tecnologia, mas sobretudo aprender a usar os meios digitais de forma responsável. No caso das crianças mais pequenas, o uso supervisionado da Internet e outras fontes digitais é a melhor solução, tanto para o seu processo de aprendizagem, como para saber que conteúdos estão a ser consumidos.

No entanto, raramente é possível controlar a utilização destes recursos pelas crianças em todos os momentos. Nestes casos, pode-se optar por medidas preventivas como configurações de filtragem no router, para que a Internet fique mais segura. E para evitar um consumo de conteúdos excessivo, ajuda estabelecer restrições de tempo. Basta restringir o acesso à Internet a horários específicos e o problema fica resolvido!

Confiar na devolo para conseguir a rede perfeita

blank

Quem quiser aprender matemática online, trocar mensagens em tempo real com professores ou fazer videoconferências com outros colegas para comparar os resultados dos trabalhos vai precisar de uma ligação rápida à Internet. Os adaptadores powerline da devolo são muito práticos para tornar isto realidade, mesmo no quarto das crianças ou no sótão, uma vez que transportam o sinal de Internet pela casa através da rede elétrica.

A vantagem: paredes e tetos deixam de representar obstáculos para o sinal. Para além disso, é possível usar a app Home Network para configurar várias regras de segurança e limitar o tempo de acesso à Internet. As opções de aplicação flexíveis e instalação fácil da devolo garantem uma Internet rápida, estável e segura em toda a casa. Isto significa que qualquer tomada elétrica se pode converter num ponto de acesso ultrarrápido à Internet. O resultado: os estudantes podem usar uma solução digital até ser altura de ver os seus colegas e professores em pessoa outra vez.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here