Apple Watch cada vez mais dedicado ao bem estar e actividade física do utilizador

Imensas pessoas actualmente utilizam o Apple Watch e verificam que o gadget de facto têm funções bastante importantes na saúde e exercício físico,  além de ser somente um dispositivo para lermos notificações recebidas no iPhone.

E parece ser esse o caminho que a Apple têm apostado ultimamente para o seu Apple Watch, cada vez mais disponibilizar ferramentas para que no nosso pulso tenhamos um produto que nos ajude a ter mais atenção à nossa saúde e bem estar físico e psicológico.

Imensos relatos têm surgido nos últimos tempos tempos desde que principalmente foi disponibilizado a função de ECG em conjugação com a monitorização da batida cardíaca, onde algumas vidas humanas têm sido salvas devido aos alertas para sintomas de que algo não esteja bem a nível cardíaco, onde nem os próprios utilizadores sabiam de tal.

Mas segundo um relatório divulgado pela Wired, não tinha sido este o objectivo inicial da Apple quando lançou o seu primeiro Apple Watch para o mercado. Na altura em 2017, Sumbul Desai da Apple afirmou “We never sat back, as a company”, e mais “Let’s do healthcare”.

Disse ainda que o primeiro passo da empresa a preocupar-se com a saúde e bem estar dos seus utilizadores começou com a aplicação Health. Ainda segundo Sumbul, ao colocar o sensor de batidas cardíacas no Apple Watch, a marca conseguiu arranjar um meio de utilizar o mesmo para calcular com bastante precisão as calorias gastas pelo utilizador, apesar do mesmo Sumbul ter admitido que nunca tinha sido a intenção da marca colocar um sensor de batidas cardíacas no gadget.

Dado o feedback que a empresa começou a receber em 2017 sobre casos que foram diagnosticados somente após o Apple Watch ter alertado para algo fora do normal, a Apple mudou de estratégia e começou desde então a aplicar-se cada vez mais em munir o equipamento de funcionalidades mais aprimoradas, precisas e úteis a cada versão nova do Apple Watch.

Com estas notificações de alerta de batidas cardíacas irregulares e com a introdução do ECG no Apple Watch 4, foi o suficiente para que as coisas começassem a mudar.

Mas nem tudo foi hardware. Muitas das novas funções foram sido postas à disposição dos utilizadores com as actualizações do watchOS que, com o passar do tempo chegou-se a um ponto onde inclusive é possível monitorizar o ciclo menstrual de uma mulher bem como medir o nível de ruído, tanto a nível de auriculares como a nível externo.

Pelo que já vai circulando pela internet, o futuro equipamento da marca pode trazer consigo a possibilidade de controlar os níveis de ansiedade e a medição também do sono, algo que esta última funcionalidade só era possível recorrendo a aplicações de terceiros. Resta portanto aguardar e esperar para ver o que o Apple Watch 6 trará de novo e se o que hoje é rumor é tornado realidade.

A ser verdade, mais uma vez a Apple voltou a investir no bem estar e na saúde dos seus clientes, nomeadamente para quem usa um Apple Watch.

Fonte: AppleInsider

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here