Apple ultrapassa as 745 milhões de assinaturas

A Apple publicou alguns dos seus mais recentes números relativos à sua App Store, assim como aos seus serviços. De acordo com os dados partilhados, os serviços da Apple já contam com mais de 745 milhões de assinaturas pagas utilizadas em mais de mil milhões de equipamentos, um feito histórico no sucesso da empresa. A Apple indicou também que desde que a sua loja foi lançada no ano de 2008, os developers que vendem os seus bens e serviços digitais já terão gerado mais de 260 mil milhões de dólares em receitas.

Apple é uma empresa multinacional norte-americana que tem o objetivo de projetar e comercializar produtos eletrônicos, software de computadores e computadores pessoais. Os produtos de hardware mais conhecidos da empresa incluem a linha de computadores Macintosh, iPod, iPhone, iPad, Apple TV e o Apple Watch.

Na seção da música estão ao rubro os novos recursos, O áudio espacial e sem perdas, compartilhamento de letras, gráficos, arte da capa em movimento e integração com aplicativos de TV, notícias, FaceTime e fotos da Apple. Existe  também alguns números cuidadosamente gerais: “dezenas de milhões” de ouvintes do Apple Music Radio e “milhões” de pessoas tocando música através do assistente de voz Siri.

blank

Olhando para o futuro, a Apple está a prometer “ainda mais estreias globais, exclusividades, entrevistas em profundidade, transmissões ao vivo, mixagens de DJ e melhor experiência de streaming do mundo para música clássica”.

Nada disso é um anúncio novo ou surpreendente, mas destaca um aspecto positivo do mercado de streaming de música em 2022. A verdade é que ninguém quer ouvir falar em estagnação neste mundo e tudo o que venha acrescentar ao já existente é sempre bem vindo.

A Apple, como a Spotify, Amazon e YouTube estão no topo do mercado e tem recursos para investir não apenas em competir com os seus rivais, como também em impulsionar o streaming.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here