Apple divulga pedidos governamentais: Portugal pediu 175 e Brasil pediu mais de 400

23 de Dezembro de 2018
4 Partilhas 181 Visualizações

O mais recente relatório da Apple sobre pedidos de dados governamentais está cada vez mais transparente e a fabricante norte-americana até disponibiliza bastante informação para que todos possam saber o que a Apple é obrigada a fornecer. O documento revela informações sobre os pedidos governamentais por dados de utilizadores que recebe em todo o mundo.

Como seria de esperar, o relatório mostra que há cada vez mais solicitações feitas pelos dados dos utilizadores em todo o mundo. Os pedidos feitos à Apple no segundo semestre do ano aumentaram 9% em relação ao último período do relatório. No total, a Apple recebeu 32.342 pedidos de dados em 163.823 dispositivos.

Surpreendentemente (dadas as políticas orientadas para a privacidade da Europa), a Alemanha foi o país que fez o maior número de pedidos. Emitiu 13.704 solicitações referentes a 26.160 dispositivos. Os Estados Unidos, em segundo lugar, fizeram “apenas “4.570 pedidos para 14.911 dispositivos. (Esse número é mais acentuado: a população da Alemanha é de 82,79 milhões contra os 325,7 milhões dos Estados Unidos).

Houve 4.177 solicitações de dados da conta (por exemplo, informações do iCloud). Este foi um aumento de 25% no último período do relatório. A Apple supostamente recebeu entre 0 e 499 pedidos de segurança nacional, cobrindo entre 1.000 e 1.499 contas.

O relatório tem uma abordagem mais legível do que os relatórios anteriores da Apple sobre este tópico. Está disponível em uma versão do browser. Há também links para uma versão em PDF e arquivos CSV para pessoas que realmente querem entrar nos detalhes. Há muitas outras estatísticas, se você estiver interessado em conferir.

Então e Portugal e Brasil?

O governo de Portugal solicitou os dados de 175 dispositivos, houve 8 pedidos de dados financeiros e houve pedido de informação de dois utilizadores.

Quanto ao Brasil, os pedidos são mais, tendo sido solicitado as informações de 407 equipamentos, houve 2 pedidos de dados financeiros, 200 pedidos de informações sobre utilizadores e 3 de emergência.

Os pedidos de emergência estão relacionados a circunstâncias que envolvem risco iminente de morte ou ferimentos graves a qualquer pessoa e geralmente procuram informações sobre as conexões dos clientes com serviços da Apple – por exemplo, casos em que as autoridades acreditam que uma pessoa está ausente e em perigo. A Apple começou a relatar as solicitações de emergência como uma categoria separada no Período do Relatório de Transparência de 1º de janeiro a 30 de junho de 2015. Antes disso, os Pedidos de Emergência foram relatados nas categorias aplicáveis de solicitação de Conta e/ou Dispositivo.

Fonte: Apple e CultofMac

Artigos interessantes

Windows 10 sofre com ameaças de Bugs
Microsoft
15 Visualizações
Microsoft
15 Visualizações

Windows 10 sofre com ameaças de Bugs

José Nilson - 19 de Março de 2019

Como já sabemos, o Windows 10 é agora o sistema operacional mais popular do mundo. Pelo menos agora que ele…

Cuidado: Google Docs pode ser usado para praticar Bullying
Aplicações
22 Visualizações
Aplicações
22 Visualizações

Cuidado: Google Docs pode ser usado para praticar Bullying

José Nilson - 19 de Março de 2019

Quando pensamos em Bullying, pensamos logo em ameaças e intimidações verbais. Mas nem sempre é isso que acontece. Muitas vezes…

Redmi, a nova submarca da Xiaomi, não quer ser apenas de smartphones baratos
Telemóveis
23 Visualizações
Telemóveis
23 Visualizações

Redmi, a nova submarca da Xiaomi, não quer ser apenas de smartphones baratos

Bruno Peralta - 19 de Março de 2019

Nos próximos anos, os smartphones da Redmi vão melhorar em termos de qualidade e os preços dos seus produtos também…

Comente

O seu email não será publico