Apple prepara-se para deixar a Qualcomm pendurada no 5G

A Apple tem nos habituado a preferir produção própria nos mais diversos módulos de hardware dos seus produtos. Podemos olhar para o processador dos dispositivos móveis que já o utilizam há diversos anos e, mais recentemente, temos o processador para MacBook M2 a dar passos importantes nesta área. Mas parece que a Apple não vai ficar por aqui.

No mais recente leak do conhecido analista da Apple, Ming-Chi Kuo, a Apple estará a preparar-se para substituir a Qualcomm como fornecedor dos modems 5G dos seus iPhones. Os primeiros iPhones da Apple usando os seus próprios modens 5G aparecerão em 2023 “no mínimo”, afirmou Kuo. Se isso for verdade, a Apple confiará na Qualcomm para fornecer seus modems para pelo menos mais algumas gerações de iPhones.

“Prevemos que o iPhone adotará o design de modens de banda 5G da própria Apple em 2023, no mínimo”, afirma o relatório. “Como as vendas do Android no mercado de smartphones 5G de topo estão lentas, a Qualcomm será forçada a competir por mais vendas no mercado de baixo custo para compensar a perda de pedidos da Apple.”

O novo rumor se alinha com um relatório recente do Barclays que afirmava que os modems 5G personalizados da Apple apareceriam em iPhones 2023, como observa o MacRumors. Dados os desafios que a Apple e a Intel enfrentaram para implementar um modem 5G, não é surpreendente que a Apple esteja levando algum tempo para desenvolver os seus próprios chips, após ter adquirido à Intel todo o processo.

A Apple atualmente usa o modem Snapdragon X55 da Qualcomm nos modelos atuais do iPhone 12 e espera-se que use os modems X60 e X65 nos modelos 2021 e 2022. Uma vez que a empresa muda para seus próprios modems, pode reduzir as restrições de oferta (e, portanto, preços) em modems 5G, tornando a tecnologia mais viável para smartphones de baixo custo, de acordo com Kuo.

Fonte: MacRumors

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here