Apple pode estar a trabalhar num plano de subscrição mensal para videojogos

29 de Janeiro de 2019
1 Partilhas 94 Visualizações

Apple não tem um grande histórico na área do gaming próprio, mas a fabricante poderá estar a pensar numa alternativa para aumentar os lucros no segmento do videojogos, ajudando isso as grandes receitas que as aplicações da App Store têm para todos, inclusive par aos programadores.

Assim, a Apple poderá aproveitar esta sua vantagem para com os programadores para lançar um serviço de subscrição mensal de jogos, ao estilo do que a Netflix faz com os vídeos, um estilo de negócio que está a ser um sucesso e que, a seu tempo, está a ser adotado nos mais diversos tipo de serviços.

O serviço de subscrição de jogos indicada poderá funcionar como a Netflix permitindo que os utilizadores paguem uma  valor mensal para ter acesso a todos os jogos e a uma coleção dos títulos. Presumivelmente, a coleção de jogos funcionaria em dispositivos iOS, como iPhones, iPads e toques do iPod, pois as bibliotecas de jogos macOS e tvOS são bastante pequenas.

Esta iniciativa da Apple não seria o primeiro esforço para criar um Netflix de jogos. No mundo das consolas, a Sony oferece um serviço semelhante chamado PlayStation Now com acesso a 700 jogos por um valor mensal que fica disponível em beta este mês em Portugal, enquanto o novo serviço Xbox Game Pass da Microsoft tem uma biblioteca rotativa de 100 jogos por $10 por mês. Electronic Arts, HTC e NVIDIA todos têm opções semelhantes para gamers, enquanto a Amazon e o Google estão, supostamente, ambos a trabalhar em soluções similares.

Segundo o relatório que cita várias fontes próximas do assunto, o serviço da Apple tem sido discutido desde a segunda metade de 2018, mas ainda está no início do desenvolvimento, sem detalhes sobre preços e de como irá funcionar. Para facilitar o serviço, a Apple pode assumir um papel de publicação para jogos, tendo uma grande força de marketing e oferta, mas também poderá ter ma diferente forma de divisão das receitas, que agora é de 30%.

Esta possibilidade também pode permitir aumentar a disponibilidade de jogos para dispositivos do Apple TV que executam o tvOS ou Macs que executem versões futuras do macOS, com compatibilidade de aplicativos do iPad.

Apesar desta ideia ser muito interessante, a verdade é que ao olharmos para o mercado gaming, este tem se desenvolvido noutro sentido, que é a oferta de jogos grátis, o chamado Freemium, mas que podeis permite compras dentro do jogo, sendo o grande destaque o Fortnite, que recolocou a Epic Games como uma das grandes produtos e dominantes neste segmento.

Apesar de fazer milhões dos utilizadore do iOS, os programadores de serviços, tais como jogos de Fortnite Epic e Netflix em si já estão se movendo para reduzir ou eliminar o corte da Apple de vendas no aplicativo.

Fonte: Engadget

Artigos interessantes

Ver que programas estão a usar mais internet no computador
Dicas
29 Visualizações
Dicas
29 Visualizações

Ver que programas estão a usar mais internet no computador

Nelson Paiva - 18 de Fevereiro de 2019

  O Windows regista o volume de dados que cada aplicação usa para se ligar à internet e isso pode…

Novos AirPods da Apple terão uma nova cor: Preto
Tecnologia
7 Partilhas52 Visualizações
Tecnologia
7 Partilhas52 Visualizações

Novos AirPods da Apple terão uma nova cor: Preto

Bruno Peralta - 17 de Fevereiro de 2019

Em janeiro já tinham surgido alguns rumores sobre os novos auriculares da Apple, os AirPods "2", que deverão surgir durante…

A Ford inventou um cama de casal anti transgressão
Casa & Familia
22 Partilhas91 Visualizações
Casa & Familia
22 Partilhas91 Visualizações

A Ford inventou um cama de casal anti transgressão

Sandra Pacheco - 17 de Fevereiro de 2019

Irá salvar muitos casamentos. O improvável aconteceu. Quem diria que a empresa que nunca imaginaríamos, preocupada com o relacionamento dos…

Comente

O seu email não será publico