Apple permite acesso ao código do iOS para afastar desconfianças de espionagem

iPhone 6 e iPhone 6 Plus (7)

São várias as acusações de acesso ilícito por parte das autoridades americanas, sendo que a Apple e o iOS também são alvos. A Apple refuta as acusações e vai permitir que a China examine o código.

Nos últimos anos, um dos assuntos mais badalados na área da tecnologia é a privacidade dos consumidores, situação que começou a ficar mais complicado após Edward Snowden divulgar que as autoridades norte-americanas tinha acesso privilegiado a várias serviços. A Apple e o seu sistema operativo móvel foram alguns dos alvos e, recentemente, Edward Snowden afirmou que não usava um iPhone devido a este poder ser ativado remotamente para espiar os utilizadores.

Após conhecimento destas informações, a China começou a desconfiar de vários serviços fornecidos por empresas norte-americanas, entre elas a IBM, a Microsoft e a própria Apple. O governo chinês acabou, mesmo, por banir o sistema operativo Windows dos serviços governamentais.

Com medo que a China fizesse o mesmo ao seu sistema operativo móvel, a Apple decidiu disponibilizar o código a especialistas designados pelo governo chinês para verificarem se deve manter-se a desconfiança, segundo o The Telegraph.

Apesar de ser uma medida pouco habitual por parte da Apple, acaba por ser natural, tendo em conta a quantidade de iPhones vendidos no mercado chinês, bem como é um país em clara expansão e com grande alcance de negócio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here