Apple Magsafe Wallet: indispensável ou inútil?

A forma como a Apple nos apresenta os produtos, de várias gamas, leva-nos, muitas vezes, a querer adquiri-los de imediato, ao ponto de não questionarmos a razão da sua existência ou mesmo a sua importância e utilidade.

Em novembro passado, aquando da apresentação dos últimos modelos de iPhones, a Apple apresentou uma carteira que se cola, de forma magnética, à parte traseira do telemóvel, um acessório dispendioso com o único propósito de carregar os cartões bancários, de visita, etc. Este produto está na linha de outros já apresentados, como as capas com o reforço da bateria, que mal cabia no bolso.

Desde a apresentação do primeiro iPhone em 2007 (que foi introduzido como um telefone, um leitor de música ou um computador num só dispositivo) ou do iPad (que passou a permitir armazenar inúmeros livros e publicações periódicas naquele equipamento) que a Apple tende a melhorar a forma como lidamos com os objetos no dia a dia, tornando a sua utilização mais prática e fácil.

A utilidade dos últimos produtores apresentada pela Apple pode ser questionável, mas até que ponto a sua criação é coerente com a forma como a empresa pensa o futuro?

Tecnologias como o AirPlay, com o qual podemos enviar informações de contactos pessoais ou da nossa empresa, mas principalmente o sistema de pagamento Apple Pay, que agora também é possível utilizar apenas com o Apple Watch, têm o único propósito de evitar que carreguemos connosco… cartões!

Se empresa acredita, como muitos de nós acreditamos, que o futuro vai ser leve, wireless, que não vamos precisar de levar no bolso coisas como as chaves do carro, dinheiro físico, cartões bancários, bilhetes, entre muitas outras coisas, por que razão o último produto da linha Apple tema utilidade que referimos? Fica a questão.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here