Apple lança novo iPad Pro com Face ID, USB-C e quer substituir os computadores

30 de Outubro de 2018
10 Partilhas 137 Visualizações
Passatempo BQ Aquaris X2

Hoje foi dia de mais um evento realizado pela Apple, onde a empresa da maça apresentou as suas apostas nos para tudo o resto que não o segmento mobile, com claro destaque para os novos iPads, um segmento que a fabricante norte-americana já não esconde: A ideia é concorrer com os computadores.

É verdade que o segmento dos tablets está a cair e o há cada vez menos consumidores à procura de produtos neste segmento, onde agora temos os computadores a concorrer mais diretamente. E se pensávamos que o iPad iria manter-se no segmento dos tablets, enganem-se a aposta da Apple é clara: o iPad é para concorrer com os computadores.

O novo iPad tem várias novidades, começando logo pelo seu design que é diferente, não por força de uma evolução, mas porque a Apple procedeu a algumas alterações neste segmento no mesmo sentido que os smartphones estão a seguir. Começando, desde logo, por deixar de haver o botão Home, com o TouchID, demonstrando que o sensor de impressões digitais não é a forma preferencial da Apple em termos de segurança, mas sim o reconhecimento facial, também é transportado do iPhone para os novos iPads.

Desta forma, encontramos nos novos iPads os vários sensores com que já nos habituamos a ver no notch do iPhone X, com destaque para a câmara frontal de 7MP e o sensor de infravermelho que permite desbloquear o equipamento através do reconhecimento facial.

Como já não tem botão, o novo iPad consegue aumentar o tamanho do ecrã, mantendo o mesmo tamanho, sendo que agora os novos iPads têm um ecrã de 11 polegadas e 12,9 polegadas, o que permite ter molduras mais finas que os antecessores, bem como o próprio dispositivo está 15% mais fino, com a redução de 1mm de espessura.

Quanto ao processamento, a Apple deu a conhecer o novo processador A12X Bionic, um octa-core de CPU e uma GPU com 7 núcleos, o que aumenta o desempenho de um único núcleo em 35% e em multi-tarefas o desempenho é 90% melhor, o que é incrível. Como costuma acontecer, a Apple não revela a memória RAM que está presente no equipamento, mas é bem provável que haja, pelo menos 4GB de RAM num equipamento desta qualidade.

Numa demonstração da qualidade do produto, durante a apresentação a Apple usou o Photoshop e o Adobe AR, uma aplicação de edição de realidade aumentada.

Com o melhoramento do equipamento, veio também uma Apple Pencil melhorada, sendo que agora a Stylus é carregada por wireless, quando se coloca a caneta no “descanso” no topo do iPad de forma magnética, o que é um grande avanço e faz todo o sentido.

Outra novidade surpreendente é que o novo iPad 2018 tem USB-C, em vez da porta proprietário da Apple, o lightning. Por um lado, é surpreendente, mas tendo em conta que a Apple não esconde que o iPad tem como objetivo concorrer com os computadores, ter USB-C permite que seja utilizado com um infinito número de acessórios, essencial neste mercado. Em termos de armazenamento, começa nos 64GB e vai até ao 1TB de armazenamento.

Durante o próprio evento a Apple não esconde que os computadores com Windows são os grande concorrentes e compara as vendas do iPad para as grandes fabricantes de computadores, demonstrando que já vende bem mais do que essas empresas. Para isso, também tem disponível um teclado, o Smart Keyboard Folio, que apenas permite duas posições de utilização para o iPad.

Preços e disponibilidade

O iPad está a melhorar o seu desempenho e compete, cada vez mais, com os computadores, mas também o seu preço está a aumentar. Os novos iPads começam nos 909€, par ao iPad Pro de 11 polegadas com 64GB de armazenamento, um preço algo alto.

O site da Apple em Portugal já está atualizado com os novos produtos e os mesmo já podem ser encomendados, só começam a chegar aos clientes no dia 7 de novembro.

  • iPad Pro de 11″ com 64GB – 909 euros (Wifi) e 1079€ (4G)
  • iPad Pro de 11″com 256GB – 1079 euros (Wifi) e 1469€ (4G)
  • iPad Pro de 11″ com 512GB – 1299 euros (Wifi) e 1469€ (4G)
  • iPad Pro de 11″ com 1TB – 1739 euros (Wifi) e 1909€ (4G)
  • iPad Pro de 12,9″ com 64GB – 1129 euros (Wifi) e 1299€ (4G)
  • iPad Pro de 12,9″ com 256GB – 1299 euros (Wifi) e 1689€ (4G)
  • iPad Pro de 12,9″ com 512GB – 1519 euros (Wifi) e 1079€ (4G)
  • iPad Pro de 12,9″ com 1TB – 1950 euros (Wifi) e 2129€ (4G)

Já agora, estes preços não incluem nem teclado nem a Apple Pencil, que são adquiridos à parte. O Smart Keyboard custa 199€ para a versão de 11 polegadas e 219€ para o de 12,9 polegadas, enquanto a Apple Pencil tem o preço de 135€.

Artigos interessantes

Android 9.0 Pie chega ao LG G7 One
LG
28 Visualizações
LG
28 Visualizações

Android 9.0 Pie chega ao LG G7 One

Wagner Pedro - 20 de Novembro de 2018

O primeiro smartphone da LG a receber o novo Android Pie é G7 One, aparelho que, como o próprio nome…

Galaxy Note 10 pode ser lançado com tela maior que a do iPhone Xs Max
Samsung
34 Visualizações
Samsung
34 Visualizações

Galaxy Note 10 pode ser lançado com tela maior que a do iPhone Xs Max

Wagner Pedro - 20 de Novembro de 2018

Há algum tempo, surgiram rumores que a linha Galaxy Note seria unificada à Galaxy S, no entanto, informações recentes apontam…

Partiu o vidro do seu iPhone? Procure um especialista na iLoja
Sites
31 Visualizações
Sites
31 Visualizações

Partiu o vidro do seu iPhone? Procure um especialista na iLoja

Bruno Peralta - 20 de Novembro de 2018

Quem nunca deixou cair o smartphone? Certamente que já lhe aconteceu demasiadas vezes, mas grande parte das vezes apenas fica…

Comente

O seu email não será publico