Apple já permite denuncias de Fraudes na sua App Store

A Apple agiu com base numa serie de pedidos dos utilizadores, agora já é permitido o utilizador denunciar diretamente um aplicativo fraudulento da sua lista na App Store com uma versão nova aprimorada do seu botão “Relatar um problema”.

Como Richard Mazkewich e o caçador de golpes Kosta Eleftheriou apontaram no Twitter, o botão retornou às listagens de aplicativos individuais pela primeira vez em anos, mas agora inclui uma opção dedicada “Denunciar um golpe ou fraude” no menu suspenso.

No iOS 15, a única maneira de encontrar esse botão era rolar até à parte inferior da guia Aplicativos ou Jogos na App Store, ser expulso para um site onde precisaria de se ligar novamente. Em seguida, pode escolher entre “Denunciar atividade suspeita”, “informar um problema de qualidade”, “solicitar reembolso” ou “encontrar meu conteúdo”. Nenhuma das opções oferecia uma maneira clara de denunciar um golpe e a opção “Relatar atividade suspeita” leva o utilizador para o Suporte da Apple.

Anteriormente a Apple só deixava o utilizador relatar “um problema de qualidade” depois de efetuar o pagamento e já ter caído no golpe. Mas agora, ao que parece todos os aplicativos gratuitos com compras na aplicativo oferece a opção “Informar um problema”.

A grande questão é se a Apple realmente irá tomar as medidas com relação a esses relatórios. A Apple tem apenas 500 revisores humanos de aplicativos em comparação com 15.000 moderadores de conteúdo no Facebook, 20.000 no Google e, sim, 2.200 no Twitter (uma empresa longe de ser a mais valiosa e lucrativa do mundo).

blank

Curiosamente, pode haver algum movimento nessa frente também: Eleftheriou apontou que a Apple começou a contratar uma posição de “Investigador ASI” no dia 8 de setembro. “Os investigadores da ASI são responsáveis ​​por investigar tendências e aplicativos fraudulentos, bem como os desenvolvedores envolvidos”, dizia parte do anúncio de emprego.

A Apple definitivamente parece começar a ouvir a recente onda de raiva em torno da App Store, além de uma variedade de pequenas concessões forçadas na sequência do escrutínio judicial e regulatório, a Apple apenas começou a permitir que os utilizadores revistassem os próprios aplicativos da empresa que ela empacota com cada iPhone. A imunidade ao escrutínio do utilizador pode não ser a vantagem mais flagrante que a Apple obteve na sua própria App Store, mas é bom ver a empresa nivelando o campo de jogo.

Fonte: Kosta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here