Apple conta com 20 milhões de ecrãs OLED da LG para o futuro iPhone 12

Os mais recentes modelos de smartphones da Apple têm contado até ao momento com displays AMOLED da Samsung nos seus melhores dispositivos. Contudo, parece que também os modelos de baixa gama da fabricante de Cupertino irão receber a tecnologia OLED, só que desta vez, fornecida por outra gigante sul-coreana, a Life’s Good.

Segundo alguns rumores, ao que tudo indica ainda este ano, dos quatro modelos previsto de iPhone 12, três garantem o fornecimento de ecrãs da Samsung com a tipologia AMOLED: uma versão de 5,5 polegadas para um modelo de gama média, habitualmente padronizado como “iPhone 12“; outra versão de 6,1 polegadas, e por fim, uma versão que deverá ser o “iPhone 12 Pro” com 6,7 polegadas — todos estes, com um volume previsto de, respetivamente, 30 a 35 milhões de displays e 15 a 20 milhões, para os últimos modelos.

Ao que tudo indica, como já tinha sido referido anteriormente, a Life’s Good (LG) seria outra das opções em cima da mesa para o fornecimento de displays com o mesmo nível de qualidade, neste caso, a tipologia OLED. Posto isto, de acordo com os rumores, uma versão de gama baixa do iPhone 12 com 6,1 polegadas poderá vir a contar com 20 milhões destes displays para configurarem o ecrã deste novíssimo equipamento — que ficará muito bem equipado por sinal, dado o know-how da fabricante coreana.

Acima de tudo, isto são boas notícias para ambas as marcas — por um lado, a qualidade que a LG pode proporcionar em termos de ecrã à Apple e, por outro, a melhoria do balanço financeira da Life’s Good que tem apresentado resultados negativos em termos de lucro dado que o último trimestre teve uma vez mais um resultado no vermelho —, posto isto, iremos ver um verdadeiro aproveitamento da qualidade a ser oferecida por estes displays que incrementaram a oferta da Apple em matéria de iPhones.

Em que difere os AMOLED dos OLED?

Os ecrãs compostos por Emissores Orgânicos de Díodos de Luz, vulgos paineis OLED seguem uma continuidade da anterior geração de Emissores de Díodos de Luz (LED) através da inclusão de um polímero orgânico. Este tipo de display excluí a necessidade de retroiluminação o que também garante uma cor preta realmente preta, desligando os píxeis. Posto isto, graças à possibilidade de apagar partes de ecrã, isto reflete-se numa poupança de bateria notável.

Os principais problemas inerentes a esta tecnologia é a rápida degradação deste tipo de ecrãs — claro, isto nunca chega efetivamente a acontecer, pois os ecrãs duram bastante tempo se não os partir-mos —, o que provoca um atraso no ligar e desligar de pixeis ou troca de cores, problema apelidado de “Ghosting“.

Por sua vez, os ecrãs feitos através de uma Matriz Ativa de Emissores Orgânicos de Díodos de Luz, ou AMOLED, uma tipologia atribuída pela Samsung para um junção de polímeros OLED com o polímero TFT (que provém dos paineis LCD). Esta junção permite diminuir o anterior atraso nas imagens e píxeis (como acontece com os OLED).

Assim sendo, ambos têm o essencial das suas potencialidades no mesmo patamar, no entanto, destacando a vantagem de reduzir o problema de Ghosting (mencionado anteriormente), no entanto, realçando o facto de as imagens serem ligeiramente amareladas comparativamente aos paineis OLED puros.

Apple apoia a LG no desenvolvimento de OLED displays

Dado a forte dependência da Apple e diversas marcas no mercado, a fabricante norte-americana, apoia a Life’s Good no desenvolvimento de ecrãs OLED para conseguir reduzir a dependência na oferta deste tipo de paineis, garantindo assim, a procura e o investimento necessário para alavancar a produção dos displayes OLED da concorrente sul-coreana. Por outro lado, os paineis LCD dos atuais iPhone 11 têm sido fornecidos pela LG, que no passado não conseguiu garantir os OLED para estes modelos — agora parece que isto irá mudar para melhor da Apple e da concorrência.

Recentemente, surgiram informações de que a Apple tem mantido contacto com um fabricante chinês de ecrãs de tipologia OLED, a BOE que apostou na contratação de engenheiros da Samsung para o desenvolvimento de novos parâmetros de qualidade — que têm estado sobre um processo de controlo de qualidade — a fim de saber se estes serão capazes de ser utilizados na gama mais baixa da marca de Cupertino.

Por agora, resta-nos saber novidades oficiais sobre o desenvolvimento das relações entre a Life’s Good e a Apple para o futuro de ambas as fabricantes que estão mais próximas do que nunca.

Fonte MacRumors

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here