Apple anuncia: Vão faltar iPhone 14 Pro nas prateleiras

Os preços dos produtos aumentaram bastante, mas isso não fez com que as vendas descessem. Bem pelo contrário, já que a Apple registou um aumento de vendas durante as primeiras semanas. Mas, com a aproximação do Natal, as vendas poderão cair a pique e não será por falta de procura.

A Apple divulgou uma declaração a avisar os investidores e clientes que a disponibilidade do iPhone 14 Pro e do iPhone 14 Pro Max está muito limitada na sequência dos recentes encerramentos de fábricas devido às restrições da COVID-19 na China.

Isto significa que a Apple está provavelmente a baixar as estimativas de vendas para o período de festas e que terá um potencial impacto nos valores das receitas para o trimestre. Os clientes devem contar com tempos de espera mais longos ao encomendar um novo modelo do iPhone 14 Pro a partir de agora. Será que vale a pena comprar o iPhone 14 ou o iPhone 14 Pro?

A empresa disse que está a trabalhar para restaurar os níveis normais de produção para os seus modelos mais recentes, o iPhone 14 e o iPhone 14 Pro, ao mesmo tempo que tem em consideração as precauções que tem de ter para a saúde e segurança dos trabalhadores.

Em particular, a Apple disse que as restrições COVID-19 aplicadas numa instalação em Zhengzhou, China, estão a ter impacto na produção do iPhone 14 Pro e do iPhone 14 Pro Max.

“As restrições da COVID-19 afetaram temporariamente as instalações de produção do iPhone 14 Pro e do iPhone 14 Pro Max localizadas em Zhengzhou, na China. As instalações estão atualmente a funcionar a uma capacidade significativamente reduzida. Tal como temos feito ao longo da pandemia COVID-19, estamos a dar prioridade à saúde e segurança dos trabalhadores da nossa cadeia de fornecimento”, afirma a Apple em comunicado.

A COVID-19 tem tido impacto na cadeia de abastecimento do iPhone nos últimos dois anos, embora esta situação deva ser invulgarmente severa, já que desencadeou um comunicado oficial por parte da Apple. Isto sugere que a Apple acredita que a interrupção terá um impacto real no seu desempenho trimestral, pelo que está a notificar os acionistas com antecedência, bem como também avisa os clientes de possíveis dificuldades.

A Apple reiterou que continua a ver uma forte procura do iPhone 14 Pro e do iPhone 14 Pro Max. Os analistas acreditam que o desempenho de vendas da linha Pro excedeu as expectativas, enquanto a procura do iPhone 14 e do iPhone 14 Plus é inferior ao esperado.

Atualmente, a Apple Online Store está a citar estimativas de entrega de 4 semanas para a maioria das configurações do iPhone 14 Pro. Em contraste, as encomendas do iPhone 14 e 14 Plus estão disponíveis para entrega imediata. Veremos se isto também não terá impacto na expansão de vendas dos novos iPhones para outros países, que normalmente acontece antes do Natal para aproveitar a época festiva.

Atualmente, em Portugal, a informação que o site oficial da Apple mostra é que o iPhone 14 e o iPhone 14 Plus têm stock disponível para envio imediato, enquanto o iPhone 14 Pro e iPhonr 14 PRo Max têm estimativa para envio entre 4 a 5 semanas.

Quanto ao Brasil, para o iPhone 14 e iPhone 14 Plus a entrega é feita entre 2 a 4 dias úteis, enquanto o iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max é de 4 a 5 semanas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui