Apple acusada de reprimir concorrência sobre o Screen Time do iOS

Quando falamos do Screen Time, o qual foi introduzido no iOS 12, temos com certeza que levar em consideração a incrível funcionalidade e praticidade da ferramenta para os pais e qualquer outra pessoa que queira manter uma tampa sobre o uso do dispositivo.

É a ferramenta que todo pai precisa, uma benção, como muitos chamam. Porém, parece que há preocupações sobre a falta de competitividade induzida pela Apple. Ou seja, tem suspeitas que ela esteja reprimindo os aplicativos que competem com esse recurso.

O New York Times e a Sensor Tower descobriram que a Apple retirou ou solicitou limitações de recursos para “pelo menos” 11 dos 17 aplicativos de controle e tempo de tela mais populares.

Por sua vez, os líderes desses desenvolvedores afirmam que a gigante americana está tentando desencorajar aplicativos que rivalizam com o Screen na questão de nicho de Funcionalidade do tempo. Os criadores de dois aplicativos, Kidslox e Qustodio, entraram com uma queixa de concorrência na UE em 25 de abril.

Alguns desses aplicativos tinham recursos mais avançados, como suporte para o gerenciamento de dispositivos Android e o bloqueio de sites em navegadores, além do Safari.

O Times também entendeu que os desenvolvedores receberam apenas notas breves exigindo mudanças. As quais não tinham nenhum tipo de raciocínio ou detalhes para ajudá-los a modificar seus aplicativos ou explicar por que seus aplicativos corriam o risco de desaparecer. Efetivamente, as empresas tiveram que mudar seus modelos de negócios com pouco aviso.

A Apple

Tammy Levine, da Apple, disse em um comunicado que a empresa trata “todos os apps da mesma forma, incluindo aqueles que competem com nossos próprios serviços”. Ela acrescentou que o objetivo da Apple era criar um ecossistema que oferecesse acesso a “tantos aplicativos de qualidade quanto possível”, e descartou a noção de que a aparente reprimir a Apple estava ligada à introdução do Screen Time.

Essa declaração não é susceptível de satisfazer os críticos. O Spotify entrou com uma queixa na UE acusando a Apple de múltiplas práticas anticompetitivas, incluindo a limitação de serviços que desafiam com seu serviço interno de música.

Atualmente, você não pode usar o Siri para controlar o Spotify, por exemplo. Há também uma percepção de longa data de que a Apple entra no território de aplicativos de terceiros, intencionalmente ou não – o termo ” Sherlocked ” refere-se aos momentos em que a Apple introduz um recurso que torna um aplicativo praticamente irrelevante.

Os desenvolvedores de gerenciamento de tempo de tela sentem claramente que estão sob uma pressão semelhante e podem relutar em recuar. Enfim, isso nada mais é do que a Apple mostrando sua tendência à não gostar de competição. E o fato é que isso não ocorre desde já, e sim há algum bom tempo.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here