Apple acusada de reprimir concorrência sobre o Screen Time do iOS

Quando falamos do Screen Time, o qual foi introduzido no iOS 12, temos com certeza que levar em consideração a incrível funcionalidade e praticidade da ferramenta para os pais e qualquer outra pessoa que queira manter uma tampa sobre o uso do dispositivo.

É a ferramenta que todo pai precisa, uma benção, como muitos chamam. Porém, parece que há preocupações sobre a falta de competitividade induzida pela Apple. Ou seja, tem suspeitas que ela esteja reprimindo os aplicativos que competem com esse recurso.

O New York Times e a Sensor Tower descobriram que a Apple retirou ou solicitou limitações de recursos para “pelo menos” 11 dos 17 aplicativos de controle e tempo de tela mais populares.

Por sua vez, os líderes desses desenvolvedores afirmam que a gigante americana está tentando desencorajar aplicativos que rivalizam com o Screen na questão de nicho de Funcionalidade do tempo. Os criadores de dois aplicativos, Kidslox e Qustodio, entraram com uma queixa de concorrência na UE em 25 de abril.

Alguns desses aplicativos tinham recursos mais avançados, como suporte para o gerenciamento de dispositivos Android e o bloqueio de sites em navegadores, além do Safari.

O Times também entendeu que os desenvolvedores receberam apenas notas breves exigindo mudanças. As quais não tinham nenhum tipo de raciocínio ou detalhes para ajudá-los a modificar seus aplicativos ou explicar por que seus aplicativos corriam o risco de desaparecer. Efetivamente, as empresas tiveram que mudar seus modelos de negócios com pouco aviso.

A Apple

Tammy Levine, da Apple, disse em um comunicado que a empresa trata “todos os apps da mesma forma, incluindo aqueles que competem com nossos próprios serviços”. Ela acrescentou que o objetivo da Apple era criar um ecossistema que oferecesse acesso a “tantos aplicativos de qualidade quanto possível”, e descartou a noção de que a aparente reprimir a Apple estava ligada à introdução do Screen Time.

Essa declaração não é susceptível de satisfazer os críticos. O Spotify entrou com uma queixa na UE acusando a Apple de múltiplas práticas anticompetitivas, incluindo a limitação de serviços que desafiam com seu serviço interno de música.

Atualmente, você não pode usar o Siri para controlar o Spotify, por exemplo. Há também uma percepção de longa data de que a Apple entra no território de aplicativos de terceiros, intencionalmente ou não – o termo ” Sherlocked ” refere-se aos momentos em que a Apple introduz um recurso que torna um aplicativo praticamente irrelevante.

Os desenvolvedores de gerenciamento de tempo de tela sentem claramente que estão sob uma pressão semelhante e podem relutar em recuar. Enfim, isso nada mais é do que a Apple mostrando sua tendência à não gostar de competição. E o fato é que isso não ocorre desde já, e sim há algum bom tempo.

Fonte

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here