Após queda de 60% no lucro, Samsung prevê recuperação

E para surpresa de muita gente, ou não, a Samsung registrou uma queda de 60% no lucro operacional no primeiro trimestre. O que podemos chamar de um tombo incrível para uma empresa do calibre da Samsung. Mas enfim, a empresa parece estar confiante em uma reviravolta no segundo semestre de 2019.

A companhia alertou os investidores no início do mês que os resultados perderiam as expectativas do mercado e agora confirmaram que os lucros caíram para 6,2 trilhões de Won no trimestre, com queda de 13,5% na receita, para 52,4 trilhões de Won.

O declínio foi atribuído à desaceleração das vendas de smartphones, à queda no preço dos chips de memória e à menor demanda por painéis de displays. Dessa forma, podemos entender que a empresa passou por uma fase de “resfriamento” de suas vendas. O que deve ser a razão para a empresa estar confiante que irá se recuperar após essa fase.

Samsung e os seus lucros

A unidade de semicondutores da Samsung registrou queda de 64% nos lucros operacionais, para 4,1 trilhões de won, enquanto a divisão de telas registrou uma perda de 560 bilhões de won. O lucro móvel caiu 40 por cento, para 2,3 trilhões de won, com fortes vendas do Samsung Galaxy S10, compensado por embarques sem brilho nos segmentos de médio porte.

Para não deixarmos lacunas e explicarmos direito quem é a Samsung no mundo, iremos explicar uma breve parte. A Samsung, como todo sabemos, é a maior fabricante de celulares do mundo. Mas além disso, muita gente não sabe que ela também é uma importante fornecedora de seus concorrentes.

E para os fãs da Apple que pensam que ela é independente, temos que decepcionar ao informar que ela também fornece componentes para a Apple. Mas em contrapartida, a Samsung também acaba sendo particularmente suscetível a uma falta de crescimento no mercado.

Tal era a preocupação da Samsung com a situação, foi necessária a etapa sem precedentes de emitir um aviso de pré-orientação no mês passado para se comunicar com os acionistas o mais rápido possível.

No entanto, ela agora avisa que espera que as coisas se recuperem no segundo semestre de 2019, impulsionado pela recuperação dos preços de memória e pelo aumento da demanda dos operadores de data center. A empresa também espera que novos dispositivos da série Samsung Galaxy A e Galaxy Note ajudem as vendas de smartphones.

Novas áreas de lucro

O 5G é também uma área de crescimento, com a Samsung a esperar que aparelhos compatíveis impulsionem as vendas dos seus próprios aparelhos e os dos concorrentes alimentados pelos seus componentes. A gigante coreana também está de olho em uma fatia maior do mercado de redes e se beneficiou da chegada do 5G em sua terra natal.

E apesar do problema que ela teve, a Samsung também afirmou que vê os telefones dobráveis ​​como uma área de crescimento, seja em termos de exibição ou de receita de aparelhos.

Mas enfim, o seu lucro acabou tendo uma boa queda, e isso não tem como negar ou esconder. Mas também temos que notar que a empresa é uma das gigantes, e se ela está com toda essa confiança que irá se recuperar, só podemos esperar, pois o resultado é quase confirmado que isso irá acontecer.

fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here