Aplicação Messenger pode voltar a ser integrado na aplicação do Facebook

Lembra-se quando, há alguns anos, o Facebook nos forçou a fazer download da aplicação Messenger para conversar com amigos? Parece que agora ele pode retroceder e procurar introduzir de volta o chat no aplicativo principal do Facebook.

Em um tweet, Jane Manchun Wong, uma especialistas em aplicações, publicou uma captura de ecrã da nova função integrada de chat na aplicação do Facebook. No canto superior direito,pode ver o mesmo ícone do Messenger que leva a uma janela de chat diretamente no aplicativo principal. No momento, se quiser enviar mensagens via Facebook em dispositivos móveis, a aplicação mudará imediatamente para o Messenger ou solicitará o download, caso ainda não o tenha feito.

Tudo isso com notícias recentes de que o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, planeia colocar o Instagram, o WhatsApp e o Messenger em uma única plataforma. O New York Times citou fontes dentro do Facebook que indicam que, enquanto os serviços permanecerão em aplicações próprias, a tecnologia por trás dos três será unificada. Em qualquer caso, o relatório do Times sugere que a integração dos três serviços de mensagens é uma grande prioridade para o Facebook em 2019, já que Zuckerberg está a pressionar para que a unificação seja concluída até o final deste ano ou início de 2020.

É possível que o chat recorrente na aplicação principal do Facebook faça parte desse esforço, embora não esteja claro se ou quando estará disponível para o público. Até ao momento, por parte do Facebook ainda não houve um comentário oficial a esta nova informação.

No mínimo, o Facebook este novo recurso infica-nos como o CEO do Facebook mudou em relação às mensagens e à “família de aplicativos” do Facebook em geral. Em 2014, ele explicou que a mudança forçada para um aplicativo autónomo do Messenger era porque, “No smartphone, cada aplicação só pode se concentrar em fazer bem uma coisa, nós pensamos. … O objetivo principal do aplicativo do Facebook é News Feed.”, sendo este um dos motivos porque foi lançado o Messenger numa aplicação separada para os dispositivos móveis.

Claramente, essa visão de uma aplicação mudou desde que o Facebook adquiriu o Instagram e o WhatsApp. Inicialmente, Zuckerberg prometeu que o Instagram e o WhatsApp permaneceriam independentes. Desde então, os fundadores do Instagram e do WhatsApp saíram do Facebook e tendo em conta a má impressão da rede social após a série aparentemente inesgotável de escândalos no Facebook, juntar todas estas aplicações pode ser uma manobra para manter os utilizadores presos. Veremos o que irá acontecer.

Fonte: TheNextWeb

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here