Apenas 1,6 milhão de smartphones da Sony foram vendidos no terceiro trimestre

Apesar da Sony ter uma grande participação em diversos setores, prevendo um lucro recorde para o quatro trimestre de 2018, a divisão de smartphones da fabricante japonesa continua indo de mal a pior.

No terceiro trimestre deste ano, a empresa disse que vendeu apenas 1,6 milhão de unidades, representando uma redução de 1,8 milhão com relação ao mesmo período do ano passado, além de uma queda de 0,4 milhão se compararmos com o segundo trimestre de 2018.

Traduzindo tudo isso em receita, a Sony registrou um total de US$ 1 bilhão, o que é bem abaixo do esperado. Apesar dos diversos corte de custos feitos pela empresa, a divisão de smartphones ainda apresentou uma perda maior que o esperado, somando US$ 265 milhões. De acordo com a Sony, isso pode ser atribuído a baixa nas vendas em regiões como Europa, América Latina e Oriente Médio.

Quanto as previsões futuras, a Sony revisou todas elas. Inicialmente, a fabricante japonesa esperava vender 10 milhões de smartphones no primeiro trimestre de 2019, mas diminuiu esse número para 9 milhões em julho deste ano. Agora, o valor caiu para 7 milhões. Além disso, espera-se que a divisão móvel ainda registre perdas de US$ 841 milhões, uma quantia significativamente maior que a expectativa anterior de US$ 264 milhões.

Meses atrás, a empresa disse que esperava que a divisão de smartphones gerasse lucros significativos até o final de 2019 ou início de 2020, tudo com a ajuda das redes 5G. No entanto, a Sony confirmou que ainda prevê perdas até o início de 2020. Para muitos consumidores, os milhões perdidos pela empresa tem um motivo: preço alto em seus smartphones e a falta de um bom marketing.

O Xperia XZ3, por exemplo, atual top de linha da Sony, traz especificações competentes e recursos interessantes, mas peca por custar bem mais que concorrentes vindos da China ou de outras marcas. Ainda assim, ele continua sendo uma boa opção para quem está em busca de um flagship e pode gastar um pouco mais.

Sua tela OLED é de 6″ com aspecto 18:9, e de acordo com a fabricante, esse é o primeiro “display QHD+ HDR com tecnologia de processamento de imagem da Sony Bravia TV”. Na prática, isto significa que o novo Xperia XZ3 suporta as melhores tecnologias de HDR disponíveis no mercado.

Por dentro, temos um processador Snapdragon 845 octa-core, aliado a 4GB de RAM e 64GB de armazenamento interno – expansível via microSD até 512GB. No departamento de câmeras, a Sony manteve apenas um único sensor na traseira de 19MP com abertura f/2.0. Para selfies, existe uma câmera frontal de 13MP com abertura f/1.9.

Uma bateria de 3.330 mAh com suporte a carregamento rápido e sem fio mantém o Xperia XZ3 ligado. Em software, este modelo traz a interface proprietária da Sony baseada no novo Android Pie.

Fonte: PhoneArena

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here