Anonymous atacam televisões russas

O grupo Anonymous reivindicou a responsabilidade de um ataque cibernético aos serviços de streaming e canais de notícias de Televisão na Rússia para transmitir imagens da guerra com a Ucrânia que nunca foram mostradas pelo governo de Vladimir Putin. Os canais afetados foram o Russia 24, o Channel One e o Moscow 24.

Desde o início que este grupo de hackers tem estado do lado da Ucrânia. Hoje, o grupo de hackers, que se identifica como ativistas e é composto por pessoas de todo o mundo, publicou nas redes sociais que estava envolvido na “maior operação do Anonymous já vista” de hackear canais de notícias russos.

No final do vídeo podia ler-se uma mensagem, afirmando que “os russos comuns são contra a guerra” e pedia que os russos se opusessem ao ataque à Ucrânia.

Na passada semana o parlamento russo aprovou uma lei que penaliza a divulgação de “informações falsas” sobre a “operação militar especial” em curso na Ucrânia, com penas previstas que variam desde multas até 15 anos de prisão.

Entretanto, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, fez um discurso estridente à sua nação na noite de domingo, alertando as tropas russas de que punirá aqueles que cometeram atrocidades na Ucrânia , enquanto disse que o “único lugar tranquilo” que os espera é o túmulo. “Não vamos perdoar. Nós não esqueceremos. Vamos punir todos os que cometeram atrocidades nesta guerra na nossa terra”.

Recorde-se que logo no início desta invasão, os Anonymous declararam oficialmente guerra cibernética contra o governo russo. O grupo Anonymous assumiu a responsabilidade por derrubar o site da estação de propaganda russa RT News, e alguns outros canais de notícias. A NBC News sugeriu que o presidente dos EUA recebeu informações para realizar ataques cibernéticos contra a Rússia. A Casa Branca negou o relatório, dizendo que está ‘descontroladamente fora da base’.

Fonte: The Gardian

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui