Android Auto vs. Android Automotive: tudo o que precisa saber

A Google afirma que a adoção do Android Auto está a aumentar continuamente, e por exemplo, o modo sem fio já está instalado em cerca de 100 milhões de carros por aí fora. E embora o Android Auto pareça ser um grande sucesso, a Google também está a apostar forte numa experiência de carro muito mais avançada, com tecnologia Android Automotive.

A adoção de sistemas como o Android Auto e CarPlay estão em ascensão, e se olharmos para os seus recursos e a forma como eles trabalham, é bastante claro por que isso está acontecendo.

O que é Android Automotive?

Em primeiro lugar, vamos ver o que é Android Automotive e por que a Google se preocupa tanto com isso. Em comparação com o Android Auto, o Android Automotive é um sistema operativo completo que pode potencializar toda a experiência ao conduzirmos. É instalado na unidade principal disponível do automóvel, e portanto é responsável por tudo desde o momento que ligamos o motor até quando sai do carro.

blankPortanto, para o sistema de infoentretenimento do seu carro, o Android Automotive é praticamente o que o Windows é para um PC. Desnecessário será dizer, que ao oferecer o Android ao nível do sistema operativo, a Google poderá fornecer drivers com recursos mais avançados, alguns dos quais não seriam possíveis sem uma integração tão profunda no sistema.

O Android Automotive não pode ser instalado por condutores, pois a única maneira de obtê-lo é comprando um carro novo que vem com o sistema operativo pré-carregado. A própria Google está a realizar parcerias com fabricantes de automóveis, pré-instalando o Android Automotive na unidade principal diretamente da fábrica.

blank

Quais as diferenças entre Android Auto e Android Automotive?

A primeira diferença entre os dois sistemas é a forma como são alimentados. Embora o Android Auto exija um smartphone Android para para funcionar, o Android Automotive corre diretamente na unidade principal sem a necessidade de um cabo ou qualquer outro acessório. O Android Auto oferece acesso fácil a aplicativos como Google Maps, Waze, Spotify e chamadas telefónicas, mas o Android Automotive também.

Na verdade, o maior benefício do Android Automotive instalado nativamente numa unidade principal, é que ele oferece uma integração mais profunda com os serviços da Google. Portanto, embora o Android Auto possa controlar apenas as aplicações em execução no telefone, como navegação ou reprodução de música, o Android Automotive também tem acesso às funções do carro, como o sistema de ar condicionado.

O ´Google Assistent´ é responsável por fornecer as mãos livres, mas, mais uma vez, no Android Auto, ele só tem acesso a aplicações instaladas no dispositivo móvel. A maneira mais fácil de ver a grande diferença que a integração do Android Automotive faz é examinar os recursos do Google Maps. Já sabemos como o Google Maps funciona no Android Auto, pois os recursos disponíveis na unidade principal são praticamente os mesmos como num telefone móvel.

blank

Mas no Android Auto, tudo é levado a um novo nível, pois o Google Maps pode monitorizar o seu nível da bateria e calcular a rota para um destino definido de acordo com o seu alcance. O Google Maps pode direcioná-lo para estações de carregamento sempre que estiver com pouca bateria, tudo porque os serviços do Google acedem a mais informações sobre o carro e outras funções.

Resumindo, o Android Auto e o CarPlay usam telefones para potenciar toda a experiência otimizada para carros e desde que todos tenham um dispositivo móvel no seu bolso, é fácil ver por que tantas pessoas acham super conveniente espelhar a interface no ecrã maior do habitáculo. O próprio Android Auto pode ser alimentado por qualquer dispositivo com Android 6.0 e mais recente, e as únicas coisas que ele requer são uma unidade principal e um cabo de alta velocidade. E se o Android Auto sem fio for compatível, o cabo nem será necessário, a menos que o motorista também queira carregar o telefone enquanto estiver no carro.

Portanto, no geral, dado que é o sistema operativo que alimenta a unidade de infoentretenimento, o Android Automotive pode oferecer muito mais recursos, enquanto o Android Auto limita-se apenas a espelhar o ecrã do smartphone no ecrã maior. Não é preciso dizer que o Android Auto é a solução mais económica para a maioria das pessoas, especialmente considerando que o Android Automotive requer um novo carro, mas no futuro, a gigante das buscas, com base em Mountain View espera expandir em ambas as frentes para conquistar uma parte muito maior do setor automóvel.

Fonte: Autoevolution

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here