Análise Xperia Z Ultra: o Ultra da Sony

Xperia Z Ultra (1)Ultra em potência, mas Ultra também em tamanho. Grande demais para um telefone, pequeno para um tablet, Leia a nossa análise e descubra por si mesmo se este é o Sony para si.

Quando tivemos o primeiro contacto com o Xperia Z Ultra, ficamos seriamente na dúvida em que categoria iríamos colocar este dispositivo. Aparenta ser pequeno para um tablet mas as suas dimensões excedem o razoável para um telefone, porém a qualidade deste dispositivo associado ao seu potente processador poderão cativar aqueles mais cépticos. Segue a nossa análise e testes.

Índice:

Características e acessórios
Design e ecrã
Interface e Desempenho
Câmara e Multimédia
Veredicto: Xperia Z Ultra

Características e acessórios

  • Dimensões: 179.4 x 92.2 x 6.5 mm
  • Peso: 212 g
  • Sistema Operativo: Android 4.2
  • Memória Ram: 2 GB
  • Ecrã: X-Reality multitouch de 10 dedos,  6,4 polegadas
  • Resolução: 1080 x 1920 pixels/334 ppi
  • Câmara: 8MP com /Frontal: 2MP
  • Processador: Quad-core 2.2 GHz (SnapDragon 800)
  • GPU: Adreno 330
  • Memória interna: 16GB  com expansão por MicroSD até 64GB.
  • Bateria: 3050 mAh (não amovível)
  • Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, dual-band, DLNA, Wi-Fi Direct, Wi-Fi hotspot
  • GPS com A-GPS e GLONASS
  • Bluetooth v4.0
  • NFC e 4G
  • Jack de Áudio Normalizado de 3.5 mm
  • USB 2.0
  • Norma IP58 (resistente à água e ao pó)

Xperia Z Ultra (3)Em termos de especificações ficamos bastante satisfeitos e até surpreendidos com o novo dispositivo da Sony. Incluindo o novo processador Snapdragon 800 e com a GPU Adreno 330, o desempenho não estaria à partida comprometido, fato que confirmamos depois nos testes que efectuamos. Os 2 GB de memória Ram parecem suficientes mas se pensarmos nas aplicações do Futuro, a inclusão de 3GB não seria mal pensada.

Lamentavelmente este modelo não tem Flash o que compromete as fotos noturnas ou com luz insuficiente. O que mais chamou à atenção foi a qualidade do ecrã bem como o dispositivo ser certificado com a norma IP58. Esta norma comprova que o dispositivo é resistente à água e ao pó. Nos testes que efectuamos comprovou-se que o mesmo é estanque e que o ecrã continua a ter um bom desempenho mesmo húmido.

Design e ecrã

Xperia Z Ultra (7)Em termos de Design apenas apontamos negativamente para o tamanho como já referimos no inicio do artigo. Como telefone é muito grande para operarmos com uma só mão. Como tablet, torna-se pequeno para aplicações que exijam uma maior dimensão de ecrã.

A nível de materiais utilizados temos que nos render. O aspecto vidrado do telefone é bastante atrativo e sedutor, com linhas direitas e todo ele reflecte o cuidado da marca no aspecto sóbrio que quiseram transmitir. O facto de a bateria não poder ser amovível para alguns pode ser considerado um ponto negativo mas é um mal necessário se queremos que a água não entre para dentro do nosso dispositivo.

Um aspecto negativo que temos a apontar é sem duvida o sistema de introdução do cartão micro-sim. Ao levantarmos a porta de segurança que contém o compartimento do cartão, reparamos numa bandeja muito pouco convencional e de difícil acesso. Para pessoas com as mãos maiores, será necessário o uso de uma pinça para extrair a mesma e aí sim, colocar o cartão da operadora.

O ecrã foi sem dúvida um dos pontos fortes deste novo Z Ultra. Com uma resolução Full HD e uma densidade de pixels aceitável, a reprodução de conteúdos multimédia é favorecida pela qualidade de contraste e nitidez do dispositivo, mesmo em condições adversas, como por exemplo a incidência de luz solar direta.

Interface e Desempenho

Xperia Z Ultra (12)Estranhamente este Sony vem com uma versão mais antiga do Android. Com o KitKat à porta é de estranhar que o Z Ultra não venha pelo menos com o Android 4.3. As habitais teclas Home, back e Multitask, presentes nos dispositivos que correm o Sistema Operativo da Google, fora do ecrã, estão neste modelo incorporadas no mesmo, aparecendo quando tocamos no dispositivo. Alguns utilizadores poderão estranhar mas com as 6,4 polegadas de ecrã, uma linha com estas teclas pouco ou nada interferem com a operacionalidade do telefone.

Em termos de desempenho ficamos bastante surpreendidos. Muito culpa do processador de elevado desempenho, tanto a CPU como a GPU, dão provas da eficácia deste dispositivo em lidar com aplicações complexas e que requerem bastante das especificações dos dispositivos. De seguida iremos mostrar os gráficos de como o Z Ultra se comportou e um breve comparativo com outros telefones que estão na mesma gama.

Testes de desempenho

Para os nosso testes, usamos como habitualmente os programas de benchmark da AnTuTu, o Vellamo e o 3D Mark. Como podem ver no primeiro teste o Z Ultra ficou à frente de grandes dispositivos como é o caso do Galaxy S4 e HTC One. A pontuação obtida deixa numa posição bastante confortável o telefone da Sony.

Também no Vellamo o telefone esteve à altura do processador que comporta. Nos nossos testes de desempenho em ambiente de HTML 5, ficou mesmo à frente de dispositivos como o Note 3 da Samsung.

Numa vertente mais virada para os jogos, o desempenho é bastante estável como comprovam os resultados obtido no 3D Mark. O Xperia correu de uma forma bastante fluída todos os jogos que são usados para teste por este programa de benchmark.

Ficamos apenas decepcionados com os testes de bateria. Com o 4G ligado e usando com alguma frequência o dispositivo a bateria não foi suficiente para durar um dia. Se usarmos apenas a rede 3G, aumentamos consideravelmente a autonomia do mesmo porém comprometemos a velocidade de transferência de dados.

IP58 – Teste de resistência á água.

Realizamos um pequeno video de como o Xperia é resistente à água. Podemos ver o liquido a ser vertido para o ecrã e com o mesmo ainda húmido a sua operacionalidade não ficou comprometida.

Segue o video:

httpv://youtu.be/CnZmCxrmQTk

Câmara e Multimédia

Xperia Z Ultra (8)Em termos de câmara a desilusão foi bastante grande. Com uma câmara de “apenas” 8 MP, não podemos esperar muito deste dispositivo mas para piorar, a Sony decidiu não incluir um flash o que atribui às fotos em ambiente menos iluminados, uma qualidade bastante fraca.

O video não surpreende mas cumpre a sua função. Mas se olharmos para as dimensões do Xperia Z Ultra, notamos que não foi concebido a pensar neste tipo de utilização. O manuseamento do aparelho torna-se algo desagradável pois o tamanho elevado do mesmo não é o adequado para essa utilização.

Em termos de reprodução multimédia penso que já dissemos tudo. A qualidade de ecrã soberba e os potentes componentes no interior deste Xperia, tornam a experiência de utilização bastante agradável, não se negando em momento algum a qualquer jogo ou filme com requisitos de memoria ou processamento superiores.

Veredicto: Xperia Z Ultra

Dependendo para que fim vamos usar este telefone/tablet, penso que a aposta da Sony foi ganha. grande desempenho aliado a um ecrã soberbo, colocam o Xperia Z Ultra no topo das pontuações dos benchmarks. Mas se o tamanho e portabilidade, bem como a vertente multimédia o fascinam, haverá certamente no mercado outras opções bastante mais em conta.

Pontos a Favor:

  • Poder de processamento
  • À prova de água
  • Ecrã excelente

Pontos Contra:

  • Câmara sem Flash
  • Dimensões
  • Bateria com desempenho fraco

Segue a nossa habitual galeria de imagens do dispositivo:

Galeria de imagens fotografadas com o Xperia Z Ultra:

Aproveitamos para agradecer à Sony a cedência desta unidade para testes e relembramos que podem encontrar no mercado português, exemplares deste dispositivo com preços desde os 510€.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here