Análise Xiaomi Redmi 2 e Mi Band: um smartphone low-cost a bom preço

Xiaomi Redmi 2 (1)

Se está à procura de um smartphone low-cost, damos-lhe uma nova opção que só poderá ser feita através de lojas online, mas este Xiaomi Redmi 2 é uma excelente escolha.

Características e Acessórios
Design e ecrã
Interface
Câmara e Desempenho
Mi Band
Veredito: Xiaomi Redmi 2

A Xiaomi é uma fabricante cada vez mais conhecida dos portugueses, apesar de a mesma não se vender no mercado nacional, apenas por importação ou lojas online. A verdade é que a Xiaomi tem crescido muito no mercado asiático e já é líder de vendas na China, à frente de Samsung e Apple, o que demonstra a sua qualidade.

Mas o ponto vencedor desta marca é a qualidade-preço, já que oferece especificações muito interessantes por um preço imbatível. Com os custos de importação, o valor aumenta um pouco, mas por este preço consegue um smartphone quad-core Snapdragon 410, com 4G? Leia a nossa análise ao Xiaomi Redmi 2 para perceber melhor.

Características e Acessórios

  • Xiaomi Redmi 2 (16)Dimensões: 134 x 67.2 x 9.4 m
  • Peso: 133 g
  • Sistema Operativo: MIUI baseado no Android 4.4.2 KitKat
  • Ecrã: 4,7″ IPS LCD
  • Resolução: HD (1280x720p) e 312 ppi
  • Câmara traseira: 8 MP com flash
  • Câmara frontal: 2MP
  • Processador: Snapdragon 410 quad-core A53 a 1,2GHz
  • GPU: Adreno 306
  • Memória RAM: 1 GB
  • Armazenamento: 8 GB
  • GPS: A-GPS, GLONASS, Beidou
  • Bluetooth 4.0
  • 4G
  • Wi-Fi 802.11 b/g/n, Wi-Fi Direct, hotspot
  • Ligações: MicroUSB, jack 3.5mm
  • Bateria: 2.200 mAh
  • Extras: Dual SIM

Em termos de características não há nada surpreendente. O que surpreende é o preço do equipamento (117€) tendo em conta estas especificações, já que para encontrarmos algo equipado no nosso mercado teremos de dispensar quase o dobro do valor.

Em termos de acessórios, só temos disponível o carregador de parede e o cabo USB-microUSB, sendo que como este equipamento é importado, é adicionado o adaptador europeu para a nossa ficha.

Design e ecrã

Xiaomi Redmi 2 (9)Em termos de design, é um smartphone normal, com a capa traseira de plástico que pode ser retirada para ter acesso à bateria e cartões SIM e microSD, sendo que o suporte Dual-SIM é uma mais-valia deste equipamento.

Um aviso para a capa traseira de plástico que é um pouco escorregadia, portanto não será “muito difícil” deixar cair o smartphone. Felizmente, é fácil retirar a capa traseira e colocar um cartão SIM ou um cartão microSD, além do acesso à bateria, que consideramos uma mais-valia no caso de precisarmos de substituir a bateria.

Em termos de ecrã, acreditamos que tem o tamanho ideal, 4,7 polegadas e com uma resolução HD, consideramos que estas especificações são as mínimas para um smartphone, para assim tirarmos partido de todas as funcionalidades que um smartphone nos permite.

A qualidade do ecrã é boa, tanto em termos de ângulos de visualização como na qualidade das cores, sendo que também é bom quando está sujeita diretamente à luz solar. Com a resolução HD ver vídeos será fácil e com qualidade.

Xiaomi Redmi 2 (13)Por baixo do ecrã temos os botões físicos na cor vermelha. Achamos a escolha da cor dos botões interessante e dá-lhe um bom ar, no entanto não terem luz própria causa algumas dificuldades numa utilização noturna, mas nada que não nos habituemos rapidamente. A luz de notificação encontra-se por baixo do botão físico, sendo muito bem colocado e com uma luz intensa o suficiente para chamar a atenção.

Interface

Redmi 2 Interface (2)O Redmi 2 vem com o MIUI, baseada no Android mas com uma personalização própria da Xiaomi. Foi a primeira vez que experimentamos e ficámos muito agradados com a mesma, já que está tudo muito simples e limpo, no entanto algo diferente do Android original, já que não há um menu de aplicações: todas as aplicações estão no ambiente de trabalho, ao estilo da interface utilizada pela Huawei e no iOS da Apple.

Apesar do sistema operativo ter o português, já que é baseado no Android, existe algumas coisas que não estão traduzidas e para isso nada melhor do que ligar-se à grande comunidade do Miui Portugal. Como o nosso equipamento é importado, vem com algumas aplicações em chinês, apesar de a maioria estar traduzido.

Redmi 2 Interface (3)No entanto, achámos melhor utilizar a versão do MIUI Portugal, já que permite-nos ter tudo em português, além de uma versão do MIUI mais limpa, sem aplicações desnecessárias, uma excelente opção já que o smartphone tem 1GB de RAM e é importante mantermos apenas o que precisamos.

Após termos tudo em português de Portugal, nada melhor do que continuarmos a usufruir desta excelente experiência de interface. Sou adepto deste estilo, apesar de ser um grande fã do Android original, já que temos tudo no mesmo sítio, sendo acessível apenas deslizando o dedo para outra página do ambiente de trabalho.

Também temos acesso a várias funcionalidades da própria Xiaomi, como armazenamento em nuvem, mas para isso teremos de registar uma conta da Xiaomi.

Câmara e Desempenho

Xiaomi Redmi 2 (15)Quando adquirimos um smartphone deste preço já sabemos que a câmara não é lá muito boa, mas neste caso ficámos surpreendidos. Acredito que haja poucos dispositivos que, a este preço, ofereçam uma qualidade fotográfica como o Xiaomi Redmi 2 oferece.

Com uma câmara traseira de 8MP, conseguimos tirar fotografias com boa qualidade, não impressionando, mas mais do que o suficiente e de grande qualidade para esta gama de preço. Verificamos alguma lentidão na velocidade de focagem e, consequentemente, a tirar a fotografia, mas não se pode ter tudo. Como também é de esperar nesta gama, as fotografias com pouca luminosidade ficam aquém do ideal. Podem ver alguns exemplos, sendo que as imagens originais estão na nossa página do Flikr:

Redmi 2 fotos (2) Redmi 2 fotos (3) Redmi 2 fotos (4)

Em termos de desempenho ele cumpre com o esperado. Na sua utilização, não verificámos lentidão nem engasgos, no entanto há que relembrar que como tem 1GB de RAM é importante não abrir demasiadas aplicações senão é normal que comece a notar-se o equipamento a arrastar-se. Claro que 2GB seria muito melhor, no entanto, por este preço, não se querer tudo. O que também pode ser pouco é a memória interna, de apenas 8GB. É que com o sistema operativo, pouco mais de 4GB ficam disponíveis e com alguns jogos é o suficiente para que o smartphone não deixe instalar mais aplicações.

Então e se a isto tudo ainda adicionarmos o 4G? O Redmi 2 tem a conetividade 4G, o que vai de encontro ao que maioria das operadoras oferece, hoje me dia. É verdade que não funciona em todos os sítios, mas nas grandes cidades poderá usufruir da “alta velocidade” com o Redmi 2.

Experimentamos vários jogos e não tivemos qualquer problema a correr os mesmos, como o Asphalt 8, um jogo que “pede” processamento. Temos ainda que falar da bateria de 2200 mAh, que cumpre com o esperado. Numa utilização intensa conte com 1 dia de bateria, mas numa utilização mais normal/moderada, conseguirá os dois dias de bateria sem qualquer dificuldade.

Mi Band

Xiaomi Mi Band (1)

Além do smartphone, a Tiny Deal também nos enviou a Mi Band, uma pulseira fitness que se destacou pelo seu preço, 15 dólares na loja online. Sem dúvida, que por este preço não encontrará nada igual, mas será que é de qualidade? É sim.

Quanto aos passos é um pouco difícil de calcular se os valores indicados são verdade, já que não conseguimos contar a quantidade de passos que damos, mas dá sempre para ter uma ideia de quanto andamos e quantas calorias perdemos por dia.

Onde ficámos muito impressionados foi na monitorização do sono. Continuamos sem ter certeza sobre o sono profundo ou do sono leve, mas a precisão sobre a indicação de quando começamos a dormir e quando acordamos é impressionante. Um dos pontos negativos do Huawei Talkband B1 (já corrigido no TalkBand B2) era que considerava tempo de sono quando nos sentávamos no sofá. Ficámos bastante impressionados.

Xiaomi Mi Band (2)Mas há aqui mais uma coisa que a Xiaomi acertou, que é se, por acaso, o dispositivo errar, é-nos permitido a alteração da hora a que nos deitamos ou acordamos, o que é excelente no caso de o dispositivo falhar, recalculando o resultado “final”, uma funcionalidade que todos deveriam ter, para que fosse possível corrigir algum erro.

Outro dos grandes destaques é a bateria. A Xiaomi tinha indicado uma duração de um mês de bateria, mas eles estão enganados. É que, com a minha utilização, em 24 dias a bateria ainda só ia nos 56%. IMPRESSIONANTE. Pela média, isto irá durar até aos 2 meses, ou um pouco menos que isso.

A aplicação é muito simples de utilizar, no entanto está em inglês, o que poderá ser difícil para quem não percebe. Mas a aplicação é muito simples e fácil de utilizar, com o acesso às várias informações, como os passos, o sono ou as calorias, a serem óbvias e de fácil acesso. Todos os resultados estão acompanhados de um gráfico, o que permite fazer uma comparação diária, semanal ou mesmo mensal.

Se procura um dispositivo para ter uma ideia do seu exercício físico durante o dia, bem como a qualidade do seu sono e calorias perdidas, por um preço muito em conta, esta é, sem dúvida, a melhor opção. E já tinha referido que a duração da bateria é impressionante?

Veredito: Xiaomi Redmi 2

O Redmi 2 tem tudo para ser o smartphone perfeito, boas especificações, conetividade 4G e um preço fantástico de 117€, sendo que com a Mi Band fica por 133€. Ora, por este preço, é impossível encontrar algo melhor no mercado nacional, nomeadamente que também inclua o 4G.

Ainda temos de adicionar que tem suporte a dois cartões SIM, um cartão microSD, especificações muito interessantes e com uma câmara de boa qualidade. No entanto, mais memória RAM e memória interna davam jeito, mas por este preço não podemos ter tudo e há coisas que acabam sendo colocadas de lado. Outra coisa a ter em conta é ter a traseira escorregadia, portanto uma capa mais rugosa para proteger o equipamento deve ser ponderado.

Pontos a Favor:

  • Preço
  • Bom Hardware
  • Leve
  • 4G

Pontos Contra:

  • 8GB de memória interna
  • Traseira escorregadia

Agradecemos à Tiny Deal por nos ter disponibilizado o Xiaomi Redmi 2 e a Xiaomi Mi Band, sendo que as mesmas podem ser encontradas na sua loja online por 117€ e a Mi Band por 16,75€, com o conjunto dos dois por 133,12€. Fique com a nossa galeria de fotografias:

6 COMENTÁRIOS

  1. Por um pouco mais já se encontra disponível a versão deste modelo com 2gb de RAM e 16gb de armazenamento. A maioria das lojas online que vendem Xiaomi já teem e a diferença de preço compensa na minha opinião.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here