Análise Xiaomi MiBand 2: a smartband da Xiaomi está melhor

Xiaomi Mi Band 2

A Xiaomi tem em curso a conquista do ocidente, já que está praticamente dominado o mercado oriental. Conhecida como a Apple chinesa, os seus produtos destacam-se pelo elegante design (muitos deles réplicas dos conhecidos dispositivos da Apple), elevada qualidade e acima de tudo pelo preço extremamente acessível.

Atenta ao fenómeno dos ‘wearables’, equipamentos que registam dados do nosso corpo e das atividades que desenvolvemos, a marca lançou já o terceiro equipamento nesta gama. A Xiaomi MiBand 2  vem completar as anteriores MiBand 1 e 1S para fazer face a propostas mais onerosas no mercado e com muitas funcionalidades.

Mas será que este gadget relativamente barato cumpre a sua função? Será que precisamos dele para o nosso dia a dia? As respostas mais abaixo!

Características

Xiaomi Mi Band 2A MiBand 2 está equipada com um pequeno ecrã OLED com 0,46 polegadas. A bateria de iões de lítio tem 70 mAh de capacidade, o que permite pesar escassas 18 gramas e aguentar cerca de 480 horas sem necessidade de carregamento (segundo especifica a Xiaomi).

No interior tem incorporados sensores de frequência cardíaca e acelerómetro, sendo a conetividade efetuada através do protocolo Bluetooth 4.0. A compatibilidade é assegurada com equipamentos iguais ou superiores às versões 4.4 do Android e 7 do iOS.

O preço ronda os 30 euros na GearBest e na caixa vem também um pequeno adaptador para recarregarmos a MiBand e que pesa apenas 7 gramas.

Xiaomi Mi Band 2Com a primeira compra, acompanha uma bracelete preta, em borracha, bastante resistente. No mercado abundam outras propostas mais coloridas, sejam apenas com uma cor, ou com alegres padrões. Para os mais exigentes há também pulseiras em metal ou em couro. A alargada personalização é um dos pontos fortes desta pequena ‘cápsula’ chinesa que regista todos os nossos dados.

Vídeo

Design 

Xiaomi Mi Band 2Tal como a tiramos da caixa, a MiBand 2 parece um wearable desinteressante. À sua pulseira preta em borracha falta a personalidade exigida a este tipo de equipamentos sofisticados. Recomendamos que mal encomende a sua MiBand 2 escolha de imediato uma ou duas pulseiras adicionais, como por exemplo uma em borracha com a sua cor favorita, e outra em metal caso pretenda que ela o acompanhe em situações mais formais.

Certificada de acordo com a norma IP67 é resistente à água, ou seja não terá problemas em lidar com salpicos de água ou mesmo enfrentar um rejuvenescedor duche depois de uma intensa sessão de exercício físico. Como qualquer equipamento com certificação IP67, não é recomendável a sua utilização em atividades, como por exemplo natação.

Na face encontramos o pequeno display OLED, a grande inovação da MiBand 2. Através dele podemos a qualquer instante consultar as horas, notificações ou quantidade de passos, assim como calorias queimadas e batimentos cardíacos, bastando premir um pequeno botão touch para ir alternando entre as informações. A leitura é um pouco confusa dada a pequena dimensão do ecrã, mas ainda assim consegue cumprir a sua função.

Xiaomi Mi Band 2O sensor de frequência cardíaca encontra-se instalado na parte inferior, e bem integrado ergonomicamente.

À medida que a nossa utilização da MiBand2 foi progredindo o vidro foi acumulando pequenos riscos, nada de grave, mas que deverá ser algo que a equipa de desenvolvimento deverá estar atenta em lançamentos futuros.

Desempenho

Tal como as anteriores MiBand, a segunda versão destaca-se pelas excelentes capacidades de monitorização do sono. Os dados recolhidos são precisos e exibidos com clareza na aplicação MiFit. Para um despertar mais agradável podemos sempre programar despertadores para a nossa bracelete, tal como acontecia já com os anteriores membros da família MiBand.

Xiaomi Mi Band 2Quanto ao registo da atividade física e da monitorização cardíaca em si, a Xiaomi operou alterações profundas no algoritmo de cálculo e da sua tecnologia. As medições são agora efetuadas de forma mais precisa, mas ainda assim face aos seus concorrentes diretos no mercado ainda precisa de bastantes melhorias e afinações. Também no momento de iniciarmos corrida a deteção automática do exercício ainda é pouco fiável, mas para os utilizadores do quotidiano a MiBand 2 cumpre na íntegra o seu propósito e justifica a sua existência, mesmo tendo em conta os inúmeros falsos positivos registados com determinados movimentos feitos com o pulso.

À parte das funções de forma física e exercício a MiBand 2 revelou-se bastante útil no capítulo da gestão de notificações. Os alertas das várias chamadas e mensagens que fomos recebendo no smartphone surgiam através de vibração no pulso, pesando o facto de termos tido algumas dificuldades no emparelhamento com um Samsung Galaxy. Erro de protocolo de Bluetooth, ou juventude do software por trás da pulseira, não conseguimos descobrir a verdadeira causa.

Xiaomi Mi Band 2A aplicação que acompanha a MiBand 2, desenvolvida pela Xiaomi e que recebeu a designação MiFit é um companheiro à altura do pequeno gadget, agrupando toda a informação de forma organizada e visualmente atraente.

Como nota adicional, a autonomia da bateria, e após uma utilização regular, bastou-nos recarregar a Xiaomi MiBand 2 uma vez a cada duas semanas. Um valor distante do anunciado (20 dias) pelo fabricante chinês, mas que ainda assim é totalmente aceitável para qualquer utilizador.

Veredito: Xiaomi Mi Band 2

Xiaomi Mi Band 2A experiência de utilização da MiBand 2 é bastante boa, e o equipamento tem uma performance aceitável. Se compararmos com equipamentos mais caros existentes no mercado (Jawbone, Misfit ou FitBit) talvez deixe um pouco a desejar, mas afinal estamos a falar de um wearable que custa somente um terço.

Não gostámos de alguns erros de juventude do software MiFit, assim como algumas falhas (não significativas) de registo na atividade física. Pelo preço que é proposta no mercado, a Xiaomi MiBand 2 não terá qualquer dificuldade em impor-se e conquistar muitos clientes.

Pontos a Favor:

  • Preço
  • Excelente registo na monitorização do sono
  • Ecrã OLED
  • Resistência à água

Pontos Contra:

  • App MiFit ainda tem de melhorar
  • Medidor Cardíaco instável

Agradecemos à Gearbest por nos ter disponibilizado uma unidade para análise. Pode encontrar a Xiaomi Mi Band 2 à venda na GearBest por valores a rondar os 30€. Segue-se a nossa galeria de imagens:

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here