Análise Xiaomi Mi5S Plus: um topo de gama a baixo preço

Os produtos da Xiaomi tomaram de assalto o mercado. A marca foi talvez a principal responsável pela inversão de consciências europeias que até ao lançamento dos smartphones da Xiaomi mostravam alguma repulsa por estes equipamentos ‘made in China’. A alteração aconteceu com equipamentos com elevada qualidade de componentes, acabamento e fabrico, e o Mi5S Plus que ensaiamos é um bom exemplo disso.

Um excelente equipamento com especificações topo de gama, mas um preço muito em conta.

Índice:
Análise do Xiaomi Mi 5S Plus em vídeo
Especificações e acessórios
Design e Ecrã
Desempenho
Câmara
Veredito: Xiaomi Mi 5S Plus

A escolha de componentes operada pela Xiaomi foi feita em linha com o que de melhor o mercado pode oferecer. O Mi5S Plus nasceu praticamente ofuscado pelo Mi Mix que tomou de assalto o imaginário dos consumidores pelo seu design irreverente. Apesar da grande variedade de artigos que a Xiaomi comercializa, o Mi5S Plus consegue destacar-se como um excelente telefone, pena que se perca um pouco num leque tão grande de modelos que a marca tem em venda atualmente.

Análise do Xiaomi Mi 5S Plus em vídeo

Especificações e acessórios

O Mi 5s Plus surge com ecrã com 5,7 polegadas cuidadosamente inserido numa armação metálica com um agradável toque a alumínio escovado. No interior o processador Snapdragon 821 associado a uma bateria de grande capacidade são capazes de satisfazer os mais exigentes que podem ainda contar com a câmara dupla com 13 MP na traseira. Os amantes das selfies podem contar com a tradicional câmara UltraPixel que distingue os modelos da Xiaomi e que tão bom retorno tem dado nos mais variados equipamentos da marca.

À saída da caixa, que em muito se assemelha (para não dizer que copia) as dos iPhone, o Mi5S Plus desilude por não possuir slot de expansão microSD, não trazer incluída uma proteção mais efetiva do ecrã já que foi abandonada a escolha de vidros Gorilla Glass. A câmara podia responder já a requisitos mais exigentes e oferecer Estabilização Ótica de Imagem (OIS), assim como o altifalante instalado podia ser já stereo, como a concorrência já tão bem normalizou.

Todos os Xiaomi Mi5S Plus vêm acompanhados de uma capa transparente que oferece alguma (mas não muita) proteção, carregador com recarregamento rápido e cabo USB Tipo-C.

  • Dimensões: 154,6 x 77,7 x 8 mm
  • Peso: 168 g
  • Sistema operativo: MIUI 8.0, Android 6.0 Marshmallow;
  • Ecrã: 5,7” Full HD
  • Câmara traseira: câmara dupla 13 MP+ 13MP, f/2.0, Flash Duplo
  • Câmara dianteira: 4 MP, f/2.0, 1080p
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 821, quad-core (2×2,35 GHz Kryo e 2×2,2 GHz Kryo)
  • GPU: Adreno 530
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 64 GB;
  • Dual SIM;
  • Ligações: jack 3,5 mm e USB Tipo-C
  • Sensores: impressões digitais; sensor de brilho; sensor de luz ambiente; infravermelhos;
  • Conetividade: Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, dual-band, DLNA, WiFi Direct, hotspot
  • GPS: A-GPS, GLONASS, BDS,;
  • Bluetooth 4.2 A2DP Low Energy;
  • USB Type C
  • Bateria: não amovível com 3800 mAh de capacidade e recarregamento rápido Quick Charge 3.0 (83% em meia hora)

Design e Ecrã

Para o Mi 5s Plus, a Xiaomi partiu de uma folha em branco, deixando de parte todas as caraterísticas estéticas conhecidas de outros modelos de smartphones como o pioneiro Mi 5. O ecrã é envolvido por uma caixa metálica que tem arestas finamente biseladas. A tampa traseira possui um toque excelente a alumínio escovado que lhe confere um caráter muito exclusivo. Nas extremidades superior e inferior a textura é mais rugosa devido a estas peças serem fabricadas em plástico para desempenharem a função da antena, apresentando a parte central um brilho distinto e original. A decisão de não recorrer do mesmo princípio utilizado no Mi5S não foi a melhor escolha que a Xiaomi realizou.

O posicionamento na parte traseira do leitor de impressões digitais foi muito bem conseguido do ponto de vista da ergonomia, assim como os botões metálicos instalados na face lateral direita que servem para ligar ou desligar o aparelho e também para regular o volume, este último de peça única. No lado esquerdo podemos encontrar o slot para inserir os dois cartões nanoSIM.

Os botões capacitivos instalados na face dianteira estão também posicionados e a retroiluminação a branco torna agradável a utilização do Xiaomi Mi5S Plus.  Na extremidade inferior está posicionada a porta USB Tipo-C ladeada por duas grelhas.

Para o ecrã a Xiaomi optou por um painel LCD IPS com 16 milhões de cores e 5,7 polegadas de dimensão. As margens laterais são reduzidas o que proporcionam um rácio de 74,6% de ecrã face à superfície total. A resolução é de 1080 x 1920 px e o phablet topo de gama da marca chinesa tem densidade de 386 ppi.

Nota negativa para a ausência de um vidro de proteção adicional com provas dadas no mercado como os Gorilla Glass fabricados pela Corning e que outrora equiparam modelos da Xiaomi.

Desempenho

O processador Qualcomm Snapdragon 821 tem uma excelente performance graças aos seus núcleos Kryo, dois que trabalham a 2,35 GHz e outros dois a 2,2 GHz, auxiliados por 4 GB de memória RAM. A placa gráfica Adreno 530 completa o desempenho ímpar que este telefone apresenta. A versão testada tinha 64 GB de armazenamento interno e que não podiam ser ampliados com recurso a cartões microSD.

A opção da Xiaomi pela velocidade e desempenho do Mi5S Plus é evidente. A placa gráfica Adreno 530 porta-se também à altura de um verdadeiro atleta.

Comparativamente com outros equipamentos, o Xiaomi Mi5S Plus consegue aproximar-se das marcas obtidas pelo topo de gama Samsung Galaxy S7. Apesar do seu preço inferior, o equipamento chinês consegue em algum testes posicionar-se acima de nomes bem conhecidos no mercado.

Quanto ao processador Snapdragon 821 permanecerá atual por muitos anos e até mesmo numa utilização mais exigente não se notam qualquer tipo de limitações neste excelente Xiaomi Mi5S Plus. A liderança dos smartphones topo de gama está cada vez mais ameaçada por propostas como as que a Xiaomi lança para ocupar o lugar de topo de gama.

A bateria, por força do irritante sistema de gestão de energia da capa MIUI 8, consegue excelente autonomia. Os 3800 mAh chegam e sobram para um dia de utilização intensiva. Se não forem configurados corretamente os parâmetros de poupança de energia podemos ficar impedidos de receber notificações de novas mensagens no WhatsApp ou em outras plataformas de aplicações.

O recarregamento rápido da bateria funciona também de forma impressionante, como hoje em dia se exige.

Câmara

A aposta da Xiaomi num sensor duplo com 13 MP para a parte traseira pretende acompanhar a mais recente tendência tecnológica. Apesar de possuir deteção de fase para a focagem e do sensor possuir abertura focal 2.0, os resultados ficam aquém do esperado. A lentidão na captação das imagens em ambientes com menos luminosidade resulta em imagens tremidas, também por força da ausência de estabilização ótica da imagem. O flash de LED com duas tonalidades proporciona iluminação equilibrada das cenas a fotografar.

Entre as funções adicionais está o modo ‘beleza’ neste Xiaomi Mi5S Plus que é capaz de identificar género e idade das pessoas quando captamos selfies que podem ter até 4 MP.

A gravação de vídeo é bastante boa, conseguindo o Mi5S Plus da Xiaomi gravar vídeos com 2160p a 30 frames por segundo. A velocidade máxima mantém-se quando alteramos a resolução para apenas 1080p.

Veredito: Xiaomi Mi 5S Plus

O Mi5S Plus é uma excelente proposta no segmento dos phablet. Os bons acabamentos não conseguem contudo esconder alguns pormenores menos cuidados do design, como o bisel da aresta lateral. A pega é bastante boa, até mesmo quando assistimos apenas com uma mão a vídeos mais demorados.

Para os utilizadores europeus é capaz de ser deprimente a ausência da maioria das bandas de comunicação 4G LTE, o que causa transtornos à velocidade de transferência de dados. Também a capa MIUI 8 não está à altura do que neste momento se faz a ocidente. Apesar de muito rápida e isenta de problemas está orientada para o mercado chinês, sendo necessários alguns truques para se conseguir extrair o máximo rendimento.

Notada a ausência de carregamento sem fios, assim como da possibilidade de expansão através de slot microSD. Estas duas tendências são capazes de prolongar atualmente em muito a vida de um modelo de smartphone no mercado. A Xiaomi colocará no sucessor do Mi5S Plus outro empenho.

Pontos a Favor:

  • Design e aparência;
  • Desempenho;
  • Qualidade de construção;
  • Preço

Pontos Contra:

  • Ausência de carregamento sem fios e slot microSD
  • Sistema operativo pouco orientado para utilização europeia
  • Câmara preguiçosa em certos momentos quando trabalha com os dois sensores.

Desde já agradecemos à Gearbest por nos ter disponibilizado o Xiaomi Mi 5S Plus para análise. Pode ser adquirido no site por menos de 360€, mas os preços estão sempre a alterar, portanto para saber o preço exato neste momento, deverá aceder ao link em cima.

Seuge-se a nossa galeira de imagens:

Veja também...

Deixe o seu comentário