Análise Samsung Galaxy A52: um dos melhores smartphone de gama média

A Samsung não é só uma das melhores fabricantes do mercado como lidera há vários anos o segmento dos smartphones, tendo lançado não só equipamentos topo de gama, mas na gama de entrada e de média gama os equipamentos têm dado um grande salto qualitativo nos últimos anos, nomeadamente com a chegada da gama A.

Pessoalmente, nunca fui grande adepto dos equipamentos de média gama da Samsung, mas desde o lançamento desta nova nomenclatura que os smartphones oferecem uma boa qualidade do seu produto aos consumidores, a preços que se encontram dentro do que grande parte das pessoas podem (e querem) comprar. No mês passado, a Samsung lançou os novos Samsung Galaxy A52 e A72, já com opções de 5G, que apesar de não estar ainda disponível em Portugal deve chegar em Breve.

Hoje partilhamos convosco a nossa análise ao Galaxy A52, a versão mais barata destas novidades e “apenas” com 4G, que ainda deve ser a melhor opção, já que mesmo quando o 5G chegar ainda demorará a ser “massificado” e estar a preços mais interessantes. Um modelo que nõa esconde que é de média-gama, mas sem dúvida de grande qualidade que pretende colocar-se no topo desta gama.

blank

Especificações

  • Dimensões: 159.9 x 75.1 x 8.4 mm
  • Peso: 189g
  • Sistema Operativo: One UI 3.1 baseado no Android 11
  • Ecrã: 6.5″ , 2400px1080p, 20:9, 60Hz, 407ppi
  • Câmara traseira: 64 MP, f/1.8, 26mm , 1/1.7X”, 0.8µm, PDAF, OIS; 12 MP, f/2.2, 123˚ (ultrawide), 1.12µm; 5 MP, f/2.4, (macro); 5 MP, f/2.4, (profundidade)
  • Câmara frontal: 32 MP, f/2.2, 26mm (wide), 1/2.8″, 0.8µm
  • Processador: Qualcomm SM7125 Snapdragon 720G, Octa-core (2×2.3 GHz Kryo 465 Gold e 6×1.8 GHz Kryo 465 Silver)
  • GPU: Adreno 618
  • Memória RAM: 8GB
  • Armazenamento interno: 256GB, expansível por MicroSD
  • USB-C
  • Bateria: 4500 mAh

A caixa do Samsung Galaxy A52 é bem minimalista, mas a fabricante não seguiu a tendência presente nos equipamentos topo de gama, dessa forma continua presente o cabos USB-C e o carregador de parede, sendo que não temos auriculares ou capa de silicone.

Design e ecrã

blank

Em termos de design, não há dúvidas que o Galaxy A52 tem um ótimo aspeto com um ecrã vivo, laterais de plástico que imitam o metal muito bem e a traseira do equipamento com uma cor interessante. E é nesta área que temos uma sensação agridoce, já que se a traseira do smartphone tem um ótimo aspeto, assim que lhe tocamos percebemos que é claramente plástico.

A cor que nos calhou para teste é o azul marinho e não há dúvida que o aspeto do smartphone é excelente, mas o toque da traseira é demasiado plástico, no entanto, a espessura entre a traseira e os sensores fotográficos está bem feito, apesar de ter, obviamente, uma espessura superior à traseira. Preferia que a traseira tivesse um plástico igual ao das laterais. Mas não podemos esquecer de uma coisa: este é um smartphone de gama média, considerado de gama média-baixa, já que a gama média-alta pertence ao A72, dessa forma, percebemos que a qualidade dos materiais nõa pode ser equiparada com outros equipamentos.

Um excelente aspeto positivo é a cor que inicialmente parece-nos demasiado “fora da caixa”, mas com o tempo passamos a gostar e a apreciar a decisão.

blank

Em termos de ecrã, felizmente a Samsung oferece um Super AMOLED e não há dúvidas que a qualidade do ecrã é o que a fabricante sul-coreana nos tem habituado. Cores vivas, com brilho suficiente para uma utilização no exterior, uma resolução superior ao FullHD e com HDR, que melhore a sua qualidade e é um smartphone que irá permite bons momentos de visualização de media.

Desempenho

Em termos de especificações, o smartphone tem a qualidade esperada neste segmento, sendo que sem dúvida vai cumprir com todas as tarefas que pretende fazer num smartphone. O processador foi entregue ao Qualcomm Snapdragon 720G, Octa-core (2×2.3 GHz Kryo 465 Gold e 6×1.8 GHz Kryo 465 Silver), sendo que acompanhado com 6GB de RAM e 128GB de armazenamento, o smartphone garante um desempenho de qualidade. Em termos gráficos temos o Adreno 618.

Durante a utilização que lhe demos por mais de duas semanas, conseguimos usar o equipamento de todas as formas que um utilizador comum o faz, seja na visualização dos vídeos, em pequenos momentos de jogo ou aplicações e cumpriu em todos os momentos.

Obviamente que quando fizemos uma utilização mais intensiva, encontramos alguns obstáculos e lentidão, mas não podemos esperar que um smartphone de gama média faça o mesmo que numa gama alta.

blank

Em termos de software, a Samsung oferece o OneUI que, felizmente, tem melhorado nos últimos tempos. Uma das coisas que nunca me agradou em smartphones destas gamas da Samsung há alguns anos atrás era o software, que vinha cheio de blotware e fazia com que o equipamento não respondesse com qualidade, mas que felizmente com o OneUI a Samsung deu o passo certo.

A duração da bateria também cumpriu com o esperado, com uma utilização de dois dias numa utilização normal.

Câmara

blank

O Samsung Galaxy A52 possui uma câmara principal de 64 MP que é assistida por estabilização ótica de imagem. Ótimo ver um funcionalidade de topo chegar à entrada da média-gama, sendo que a inteligência artificial faz um trabalho decente na qualidade das fotografias captadas. Este apenas um dos quatro sensores.

Também temos uma câmara ultra-wide de 12 MP, uma câmara macro de 5MP e outra de profundidade de 5MP e este conjunto de câmaras oferece uma qualidade fotográfica bastante boa, mesmo em situações de baixa luminosidade.

Obviamente, não são excelentes fotos, já que estamos longe da qualidade do Galaxy S21 ou de outras da gama Premium, mas nesta gama de preço, o Galaxy A52 é bastante bom e com uma qualidade fotográfica boa no geral. As fotos de captamos são bastante boas e a macro acaba por surpreender e demonstrar uma grande evolução em relação ao antecessor Galaxy A51.

Segue alguns exemplos de fotos captadas pelo equipamento:

Em termos de zoom também acabei surpreendido pelo resultado, como pode confirmar em baixo:

Quanto à câmara frontal temos um sensor de 32MP de boa qualidade e mesmo em ambientes com pouco luminosidade porta-se bem.

Quanto ao vídeo, o smartphone permite captar vídeos em 1080p até 60fps e 4K a 30 fps, com nitidez e a estabilização ótica que oferece, temos aqui um dos melhores smartphones nesta gama de preço na captação de fotografias e vídeo.

Veredito: Samsung Galaxy A52

O Samsung Galaxy A52 é a mais recente aposta nesta gama de mercado e apesar de estarmos a ver um aumento generalizado de preços em todas as gamas de smartphone, este equipamento pretende oferece uma das melhores qualidade-preço do mercado.

blank

O smartphone não é perfeito, mas tem muita qualidade, sendo que não há como evitar a sensação de plástico que a traseira do smartphone tem, apesar de o conjunto de cores disponíveis ser muito interessante, como é o caso da unidade testada. Por outro lado, as câmaras são boas com estabilizador ótico e a câmara é soberba, com 90Hz e sem dúvida que a área frontal faz-nos esquecer a traseira.

O smartphone já está disponível em Portugal e até dia 11 de abril, se comprar o smartphone também receber grátis uns Galaxy Buds+ brancos, tudo por 379,90€.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here