Análise Samsung Galaxy A23 5G: Review

É verdade que temos a tendência de olhar para os smartphones topo de gama, mas a não ser a Apple, as marcas ganham mercado nos equipamentos de entrada e média gama, uma área onde a Samsung sempre foi forte, mas nos últimos tempos tem uma estratégia bem agressiva, melhorando a qualidade e as especificações dos seus produtos nestas gamas.

Hoje em dia, características como boas qualidades fotográficas, 4GB de RAM (ou até mais) e 5G é quase obrigatório e já começamos a ver em smartphones de média-gama estas características. Mas a competição de outras marcas também é agressiva, nomeadamente das marcas chinesas. Será que o Galaxy A23 5G fica atrás?

Especificações Samsung Galaxy A23 5G

  • OS: One UI 4.1 – Android 12
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 695
  • Ecrã: LCD 120HZ PLS de 6,6 polegadas
  • Ligações sem fios: 5G, Bluetooth 5.1, WiFi, GPS. GLONASS, BDS, GALILEO
  • Memória: 6 GB de RAM + 128 GB de armazenamento interno
  • 8 GB de RAM + 128 GB de armazenamento interno
  • Conectores: USB Tipo C, OTG
  • Ranhuras de cartões SIM: Duplo SIM (Nano-Sim) + Slot MicroSIM Dedicado
    Bateria: 5,000mAh com carga de 25W
  • Câmaras: Câmaras traseiras: Principal – 50MP, f/1.8; Ultrawide – 5MP, f/2.2; Macro – 2MP, f/2.4; Profundidade – 2MP, f/2.4
  • Câmara frontal: 8MP, f/2.2

Na caixa também já vemos a nova estratégia da Samsung em não incluir carregadores. Se é verdade que considerar má escolha não incluir carregadores em equipamentos que oferecem carregamentos muito rápidos, como no Vivo X80 Pro ou no Oppo Find X5, acabo por concordar e perceber essa escolha nestes equipamentos de entrada.

É verdade que pode ser mau para o consumidor que se inicia nos smartphones e que pode não ter um carregador, mas também é verdade que hoje em dia isso é raro, até porque se não for nos smartphone, é noutros produtos que são acompanhados por carregadores. Por exemplo, eu tenho um carregador que não uso que vinha com o meu aspirador portátil.

Mas, num smartphone que tem “apenas carregamento normal”, aceito que não se considere necessário a introdução de carregadores num produto que “qualquer” um outro funcionar.

Design

A parte traseira é feita de plástico baço, e o design é semelhante ao de outros smartphones da série A, tais como o Samsung Galaxy A53 5G e o A73 5G. A versão para teste foi o preto, mas a Samsung lançou como outras cores, como o Azul Claro, Laranja e branco.

Há uma transição suave da placa traseira para o módulo da câmara que consiste em quatro câmaras e um flash LED. A câmara da frente tem um design de entalhe de lágrima.

Quanto aos botões e portas, existe um botão de alimentação com um leitor de impressões digitais incorporado e os botões de volume no lado direito. O SIM está no lado esquerdo e pode acomodar dois nano cartões SIM e uma ranhura dedicada para cartões MicroSD. Na parte inferior, há uma porta jack de áudio 3,5mm e uma porta USB Type-C.

Ecrã e Som

É óptimo ver que, apesar de ainda estar a usar o design do entalhe de lágrima, eles melhoraram a sua qualidade de exibição. O Samsung Galaxy A23 5G tem agora um ecrã de 120Hz, em comparação com o ecrã de 90Hz do seu predecessor. É ainda um ecrã de 6,6 polegadas, mas agora é um LCD PLS, uma actualização do LCD TFT do seu predecessor com uma resolução de 1080×2408 pixels.

Quanto à qualidade do visor, é brilhante e pode ser utilizado mesmo sob o sol; o ângulo de visão é óptimo e os detalhes são nítidos. As configurações da taxa de actualização com o A23 5G são apenas Standard, o que bloqueará a taxa de actualização para 60Hz. Também temos o Adaptativo, que ajustará automaticamente a sua taxa de actualização do ecrã até 120 Hz. Infelizmente, se estiver à procura de uma taxa de actualização do ecrã bloqueado a 120 Hz, não tem opção para isso.

Tem um altifalante de baixo consumo e soava claro e adequado quer ouvíssemos Spotify ou víssemos vídeos de streaming.

Desempenho

Este ano, o Samsung Galaxy A23 5G escolheu a Qualcomm como seu processador, em vez de utilizar o MediaTek. Dentro está um Qualcomm Snapdragon 695, emparelhado com 4GB de RAM, que também tem uma característica que estende a sua RAM até 8GB de RAM virtual se houver espaço disponível suficiente nos seus 128GB de armazenamento interno.

Têm também um modelo de 6GB + 128GB, que não está à venda em Portugal, sendo que apenas encontramos as variáveis de 64GB e 128GB.

Um dos pontos fortes dos smartphones Samsung é a sua actualização de software. Todos os dispositivos Samsung são elegíveis para quatro grandes actualizações do Android. Assim, podemos esperar que o nosso Samsung Galaxy A23 5G, que está atualmente a executar One UI 4.1 baseado no Android 12, receba uma actualização dentro de quatro anos. Isto é bastante impressionante em comparação com outras marcas, que apenas implementam 1 ou 2 anos de suporte de actualização nos seus dispositivos.

Temos a versão 5G, que é óptima hoje em dia, uma vez que a 5G continua a expandir a sua cobertura. Sinceramente, não acredito que veja vantagens entre o 4G e 5G, mas é melhor comprar um produto já a pensar no futuro.

A Galaxy A23 5G tem uma aplicação Game Booster que melhora a nossa experiência de jogo. Ajuda-nos a manter o nosso foco no jogo, dando-nos a opção de ocultar notificações.

Conseguimos jogar jogos exigentes com gráficos baixos como Mobile Legends no Ultra graphics e High Refresh Rate sem qualquer problema. Tentámos também o Genshin Impact, que é um jogo graficamente intensivo, e conseguimos jogar com o mínimo de gaguez num cenário gráfico baixo. Podemos coloca-lo para uma configuração gráfica mais alta, mas aí perceberá que o smartphone não vai acompanhar. O Galaxy A23 5G era aceitavelmente quente mesmo durante jogos longos ou aplicações intensivas de processamento.

No que diz respeito às suas características de segurança, tem um scanner de impressões digitais no seu botão de alimentação que funciona adequadamente enquanto o Face Unlock também tem m funcionamento aceitável.

Câmara

As câmaras da Galáxia A23 5G ostentam agora uma configuração de quad-câmera com flash incorporado. A sua câmara principal é agora 50 Megapixels com OIS, uma actualização dos 48 Megapixels sem OIS do seu predecessor. No entanto, as nossas imagens padrão com a câmara principal foram definidas para 12,48MP e é necessário alterar a proporção da câmara se se quiser tirar partido da câmara de 50MP. As outras duas são a lente de 8 Megapixels de largura e um par de câmaras macro/profundidade de 2 Megapixels.

Ficámos satisfeitos com a qualidade que estamos a obter da sua câmara. O seu desempenho é bom, independentemente da situação de luz. Conseguimos obter bons detalhes e cores decentes, sendo que num ambiente mal iluminado, ainda consegue obter uma imagem decente sem utilizar o modo nocturno da câmara. Relativamente ao modo retrato A23 5G, é capaz de separar devidamente a pessoa do fundo.

O ultrawide, como de costume, é apenas uma câmara de 8MP. Notará uma diminuição na qualidade, pois não é tão nítida, mas ainda é utilizável para as suas redes sociais. A câmara frontal é aceitável: é capaz de nos dar resultados de aspecto natural, mas por vezes vamos encontrar alguma granulosidade nas nossas fotos.

Para a qualidade do vídeo, só podemos captar até 1080p 30fps tanto para as principais câmaras traseiras como dianteiras. Se tiver boa iluminação ao tirar um vídeo, está tudo bem, mas se captar vídeo em ambientes mal iluminados pode ser difícil obter um bom resultado, pois produz vídeos granulados.

Bateria

A Galaxy A23 5G utiliza uma bateria de 5.000 mAh, mas foi atualizada em termos de carga, uma vez que agora é capaz de carregar 25 W em comparação com os 15 W da sua geração anterior. Na nossa utilização, tem sido capaz de sobreviver à nossa utilização geral.

Durante 12 horas de uso geral, tais como percorrer as redes sociais, navegar na Internet com dados de 5G, selfies e jogar jogos, conseguiu ter uma bateria de 15% depois de todas estas utilizações. Também a carregámos depois e demorou quase duas horas a carregar até 100%.

Veredicto: Samsung Galaxy A23 5G

Ficámos impressionados com o desempenho do Samsung Galaxy A23 5G. Apesar de ter um custo um pouco superior a 200€, estamos a obter um ecrã de 120Hz, a capacidade de multitarefa ou de jogar jogos gráficos com uma temperatura decente, e a capacidade de durar um dia com a sua bateria. É uma vantagem que ainda tem uma ranhura de armazenamento expansível, um compartimento para auriculares com fios, e quatro anos de suporte de software.

Mas não é perfeito. A câmara é capaz de tirar uma fotografia decente, mas se espera uma qualidade soberba no sensor ultrawide, e câmara de selfie irá obter resultados inconsistentes. Além disso, 4GB de RAM começa a ser pouco para as utilizações hoje em dia, sendo que por este preço consegue alguns equipamentos com mais do que 4GB de RAM. Não notámos essa necessidade na nossa utilização, mas se pretende que o smartphone dure muitos anos, é provável que venha a notar a falta de mais RAM.

No entanto, continua a ser um bom smartphone pelo seu preço, especialmente se ainda quiser ter uma tomada para auscultadores e armazenamento expansível.

O Samsung Galaxy A23 5G tem um PVP de 379€, no entanto, é possível obtê-lo com desconto com uma rápida pesquisa. No atual momento, podemos aconselhar a Amazon, que tem um preço de 229€, o que é um excelente preço por este smartphone.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui