Análise: Novo iPad (4ª Geração)

iPad 4ª geração (1)

Mais uma análise do seu site de tecnologia, desta vez o mais recente tablet da Apple. O iPad 4 foi lançado poucos meses depois do iPad 3, mas será que as diferenças valem a pena?

Pela primeira vez, a Apple mudou uma política que tem seguido no últimos anos. Cada dispositivo tem uma média de um ano “de vida” e tem acontecido com todos os dispositivos da Apple, até agora. O Novo iPad com ecrã retina mudou o que estávamos habituados e que pode significar uma alteração na política da Apple e lançar um novo dispositivo a cada  seis meses, que já foi referido em diversos rumores nos últimos meses.

Se o compararmos ao Novo iPad de 3ª geração, verificamos que as diferenças centram-se no processador e no novo cabo de conexão ao tablet, o Lightning. Fora estas duas alterações, o tablet mantém-se tal e qual o seu antecessor, por isso este upgrade não foi muito bem aceite pelos fãs, nomeadamente para quem tinha adquirido o iPad de 3ª geração. A versão que nos foi disponibilizada foi com 3G, cedido pela Vodafone Portugal.

Características e Acessórios

o Dimensões: 241.2 x 185.7 x 9.4 mm
o Peso: 662g
o Sistema Operativo: iOS 6
o Memória: 16GB/32/64 de memória interna (Sem MicroSD)
o Dimensão do ecrã: 9.7”
o Resolução: 1536 x 2048 pixels, 264 ppi
o Câmara Traseira e Frontal: 5MP e 1.2MP
o Processador Apple A6X Dual-core a 1,4GHz
o GPU: PowerVR SGX554MP4 (quad-core)
o RAM: 1GB
o Bateria: 11.560 mAh

iPad 4ª geração (9)Pela primeira vez, a Apple lançou um upgrade a um produto passado poucos meses, o que causou bastantes críticas por parte dos consumidores. Apesar de as alterações serem poucas, para quem adquiriu o iPad 3 pensando que iria ter o topo de gama durante um ano, enganou-se redondamente, aliás foi enganado pela Apple.

Mas a realidade é que as alterações não justificam a troca de dispositivo. A grande alteração é o processador, que é o novo Apple A6X, um upgrade ao processador lançado com o iPhone 5, um mesmo dual-core mas a 1,4GHz, enquanto  no iPhone 5 era de 1,3GHz. Em comparação com o iPad 3, a Apple indica que o processamento duplicou, o que significa que temos um iPad 4 duas vezes mais rápido que o seu antecessor.

Além do CPU, também o GPU foi melhorado, de um triple-core para um quad-core PowerVR SGX554MP4, que também melhorou o processamento gráfico, que já era excelente. A outra grande alteração que é assinalável é o novo cabo Lightning, apresentado com o iPhone 5 e já presente no iPad mini.

Tal como tem acontecido com os anteriores tablets da Apple, a fabricante não oferece qualquer acessório adicional, ao abrir a caixa do iPad só tem o carregador e o cabo de ligação USB/Lightning. No entanto, acedendo ao site poderá encontrar um sem número de extras para o seu tablet.

Design e funcionalidade

iPad 4ª geração (3)O Design não é alterado há três gerações. Aliás, quando o comparamos com o iPad 2 e o iPad 3 não vemos, praticamente, diferença alguma, mantendo o design de sucesso que tem conseguido a liderança do mercado há vários anos. Apesar de um design de sucesso, a Apple tem demonstrado estagnação na evolução do design, o mesmo tem acontecido no iPhone, como relatamos na análise ao iPhone 5.

Apesar das críticas à pouca evolução, a realidade é que o design é excelente, o corpo de alumínio é muito bom ao toque, apesar de um pouco escorregadio. São muitas as críticas aos produtos Apple, mas uma coisa é certa: o iPad é caro mas é um produto de luxo.

Na parte de baixo do iPad temos o compartimento para o Lightning, enquanto na parte de cima encontramos os auriculares e o botão de ligar/desligar. Na parte esquerda do iPad encontramos o compartimento para o cartão MicroSIM, enquanto do lado direito temos o botão de ligar/desligar as notificações e o volume. A coluna de som continua situada em baixo na parte de trás do dispositivo.

Na parte da frente temos o ecrã retina, que é impressionante. A Apple adotou o nome de ecrã retina no iPad 3, que superou as expetativas. A qualidade gráfica do ecrã é excelente, bem como os ângulos de visão deste dispositivo. Jogar, ver fotografias ou, simplesmente, navegar na internet dá um prazer incrível, do qual muito poucos concorrentes se podem gabar.

Sempre ouvi dizer que os produtos Apple são leves, como pude constatar com o iPhone 5, por isso fiquei surpreendido com o peso do iPad, 662g. Pode não parecer muito, mas como já experimentei um Asus Transformer Infinity e tinha um peso inferior, notei a diferença e fiquei um pouco desiludido. Não é um peso elevado, mas após algum tempo a apoia-lo numa mão começamos a achar que o dispositivo até é pesado.

Interface e Desempenho

iPad 4 iOS (5)A Interface do iPad 4ª geração não surpreende, já que o iOS não altera a sua interface há 4 anos. Sim, é mais uma das críticas à Apple na pouca inovação, também o sistema operativo móvel sofreu poucas alterações a nível de design. Mas a interface do iOS 6 é excelente e intuitiva. Para perceber melhor o sistema operativo da Apple, aconselhamos a leitura da nossa análise ao iOS 6.

O que falta no iPad 4 em relação à análise que fizemos ao iOS 6 do iPhone 5 é o Passbook, que é exclusivo do iPhone e iPod, por enquanto. Também a possibilidade de tirarmos uma foto panorâmica não é permitida no iPad, no entanto, eu sou bastante reticente em utilizar um tablet para tirar fotos, portanto não considero esta funcionalidade essencial para um tablet.

A grande vantagem que o iOS ganha em relação ao Android é no campo das aplicações. Ao começarmos a utilizar aplicações que usamos em tablets Android verificamos que a maioria funciona muito melhor no iOS do que no Android e, muitos deles, estão personalizados ao ecrã do iPad, o que não acontece no Android. Basta olharmos para a loja de aplicações para verificarmos que a Apple preocupa-se com os utilizadores, pois há uma área específica só de aplicações para o iPad e temos a certeza que ao instalarmos são aplicações personalizadas para o ecrã do iPad.

iPad 4 iOS (4)

Nos testes de desempenho usamos o SunSpider para testar o browser e o Passmark para o desempenho do CPU. No Sunspider, o iPad 4 obteve 853.9ms, um excelente resultado  se não o melhor, conseguido até hoje por um dispositivo móvel. O iPhone 5 tinha registado 933, enquanto o HTC 8X tinha registado 895.9 ms com Windows Phone 8. 

Em relação ao PassMark registou 26749 pontos ao testo do CPU, o que revela uma grande superioridade em relação aos outros dispositivos Apple. Numa comparação do teste de desempenho, verificamos que o iPad 4 é muito superior ao iPad 3, que registou 11 mil e superior ao iPhone 5, que registou 22 mil.

É verdade que não são precisos testes de desempenho para percebermos a qualidade de processamento deste iPad, mas os resultados dos testes ajudam a perceber e a comparar com o iPad 3 e iPhone 5.

Como acontece com os produtos Apple, a duração da bateria é excelente, sendo só igualável a outros dispositivos Apple. Usei-o como apoio, nomeadamente quando estava fora de casa. Nessa utilização, em 3G, conseguiu durar-me uma semana sem necessitar de carregamento, ligado umas 6 a 8 horas por dia e sendo utilizado cerca de 2 horas por dia.

Câmara e Multimédia

iPad 4ª geração (4)As câmaras do iPad 4 são exatamente as mesmas do iPad 3, por isso poucas alterações houve neste ramo. A qualidade da fotografia não é de topo, mas os 5MP até se safam, apesar de continuar com a minha visão de que os tablet não servem para tirar fotos. Em termos de vídeos, é a mesma coisa.

O contrário acontece com a multimédia e os jogos. Aqui o excelente ecrã tira partido total do que de melhor conseguimos encontrar e rodar um vídeo Full HD  é incrível. A qualidade de imagem é excelente e a resolução Retina do iPad 4ª geração permite que possamos tirar partido de um bom filme em qualquer lugar. Isto aliado à excelente bateria, permite que possamos ver mais de 5 horas de filmes.

Nos jogos mantemos a excelente qualidade, aliada ao CPU e GPU, obtemos um excelente desempenho. Para testar os jogos, decidi instalar a mais recente versão do Real Racing 3, que é gratuito e que oferece dos melhores gráfico que podemos obter de um jogo grátis. E o resultado é impressionante, como podem ver pelas imagens.

iPad 4 Real Racing 3 (6)

iPad 4 Real Racing 3 (4)

A qualidade gráfica do jogo é excelente e o ecrã do iPad tira partido de todo o poder gráfico que o jogo tem para nos dar. O jogo é fluído, sem qualquer break. Claro que estar a virar o iPad como se fosse um volante no meio da rua não dá muito bom aspeto, mas acreditem que ao começarem a jogar este jogo no iPad, perdem totalmente a noção do tempo (e do “ridículo”).

Podem verificar nos testes de desempenho que o browser Safari no iPad obtém resultados excelentes no SunSpider e se eu já era fã do browser no iPhone 5, sou ainda mais no iPad. Fiquei simplesmente deliciado com a facilidade e a fluidez que o Safari oferece. É simplesmente incrível.

Tal como já tinha reparado no iPhone 5, utilizar o Safari para escrever no site era fácil, agora com um ecrã de um tamanho considerável, trabalhar no iPad consegue equiparar-se a um netbook. A única coisa que noto falta é um rato.

Na minha perspetiva, o Safari é o melhor browser mobile que existe. Já experimentei vários, desde o Firefox, ao Dolphin e o Chrome, mas nenhum dos anteriores referidos consegue-se equiparar ao Safari, tanto em fluidez como em produtividade, que é o que se procura no iPad.

Veredito: Novo iPad 4

iPad 4ª geração (9)Eu tinha dúvidas em relação ao iPad, não me conseguia imaginar a ter dois dispositivos com sistemas operativos diferentes, mas fiquei rendido. O iPad é lider no mercado dos tablets com toda a razão e demorará um pouco até ao Android conseguir chegar perto. É verdade que o iPad e o iOS podem melhorar, nomeadamente o iOS, mas acredito que seja uma questão de tempo até o iOS começar a adotar algumas funcionalidades presentes em outros sistemas operativos móveis que tanto têm sido pedidos pelos consumidores. Fiquei rendido ao iPad.

Mas foi um erro por parte da Apple lançar um novo dispositivo pouco tempo depois, acabando por desiludir os consumidores. A isso somou-se a introdução do cabo lightning no iPad, o que, para quem tem dispositivos anteriores, causa um problema de adaptadores, obrigando os consumidores a adquirirem acessórios extras.

As alterações ao iPad 3 são mínimas e não valem um novo investimento, mas se nunca experimentou um iPad, sem dúvida que vai ficar muito bem servido com este exemplar. O iPad é um dispositivo muito produtivo e que faz exatamente o que lhe espera e há mais, as aplicações próprias para iPad são muito mas fluídas que as do Android, um dos grandes pontos a favor do tablet da Apple.

Pontos a Favor:

+ Excelente ecrã retina

+ Excelente Design

+ Duração de bateria

Pontos Contra:

– Design não alterado há 3 gerações

– Pouca evolução em relação ao iPad 3

Pode adquirir o Novo iPad de 4ª geração no site da Apple ou nos principais retalhistas a partir de 509 euros a versão Wifi e a partir dos 627 euros a versão com 3G, disponível no site da Vodafone. Fique com a nossa galeria de imagens.

5 COMENTÁRIOS

  1. É Bom MAS extremamente CARO e EM termos de tecnologia precisa de um upgrade. Quad cores e 4GB RAM com 256GB de disco. Assim justifica os valores exorbitantes que são uma roubalheira constante da Apple.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here