Análise Logitech MX Master 3: Review de um rato excelente

Os ratos não são todos iguais e cada modelo pode diferir entre si como dia e noite, seja a atrasar ou a melhorar bastante as suas tarefas ao computador, é uma questão de analisar o que o mercado tem para oferecer e como podem os melhores ratos beneficiá-lo.

Os ratos geralmente têm uma reputação bastante abafada, mas, ironicamente, alguns dos seus utilizadores mais exigentes precisam que as coisas funcionem o melhor possível, e aplicam essa filosofia em todos os aspectos da vida. É para quem a Logitech está direccionada com o rato MX Master 3 que foi concebido com ênfase no conforto e na personalização para atrair programadores de software, designers e outros “criativos”. Mas pode servir igualmente para gaming, tornando as suas sessões de jogo em sessões mais rápidas e produtivas.

O MX Master 3, em particular, eleva a fasquia, transformando um dispositivo de entrada simples numa ferramenta multifuncional que pode aumentar drasticamente a produtividade. Se usa o computador para trabalhar, está com sorte, pois com este rato irá facilitar-lhe muito a vida, de tão rápido e eficaz que tudo se torna.

Design e funcionalidade

O MX Master 3 segue dicas de design do MX Master 2s, mas não se engane – sob o capot, esse rato é muito diferente. Vamos começar com a roda de rodagem redesenhada. A roda de aço emprega o que a Logitech chama de rodagem eletromagnética MagSpeed. Em termos leigos, isso significa que pode alternar da rolagem medida a linha para a visualização em páginas apenas girando com mais força, com uma rodagem contínua se assim o pretender. ideal para Excel, por ex.

Um toque na roda pode percorrer 1.000 linhas num segundo, diz a Logitech, que deve colocar um sorriso no rosto dos codificadores e de quem já trabalhou com uma volumosa quantidade de dados.

Conforto

A rolagem mais rápida é útil para tudo, desde pesquisar documentos de várias páginas até digitalizar feeds de redes sociais. No entanto, demora um pouco para se habituar. Nesse modo de “rotação livre”, a rodagem é praticamente sem atrito e silenciosa. Sem o feedback táctil de clique e colisão em ratos mais convencionais, parecia que as coisas poderiam sair do controlo rapidamente.

Ainda assim, mesmo quando um toque excessivamente zeloso faz correr por uma página, basta um toque na roda para detê-lo. E se o movimento for rápido demais, há um botão atrás da roda que pode pressionar para colocar o rato no modo “lento”, que coloca o movimento da rodagem num formato mais “normal”, digamos.

Conectividade

Assim como o seu companheiro MX Keys, o MX Master 3 pode ser emparelhado com até três dispositivos através do dongle Logitech Universal Receiver ou Bluetooth. Nesse último caso, alterna o botão Easy Switch na parte inferior do rato para um canal para colocá-lo no modo de emparelhamento e, em seguida, selecciona o MX Master 3 na lista de dispositivos Bluetooth disponíveis no seu computador, tablet ou telefone.

Quando vários dispositivos estiverem emparelhados com o rato, poderá alternar entre eles com o botão Easy Switch para o canal apropriado. Excelente para multitasking entre dispositivos diferentes.

Controlo

O software Logitech Options oferece um amplo controlo sobre os mapeamentos de botões do MX Master 3 e outras funções.

Se costuma usar vários computadores ao mesmo tempo, pode usar o MX Master 3 para controlá-los simultaneamente usando o Logitech Flow. Todos os computadores precisam de estar na mesma rede com o software Logitech Options instalado em cada um e o Flow activado nela. Feito isso, pode usar o rato nos computadores simplesmente arrastando o cursor para fora da borda de um ecrã para o outro. Melhor ainda, pode transferir imagens, texto e até pastas inteiras entre computadores, copiando e colando-os usando este método Flow. Até funciona em sistemas operativos; use-o regularmente para transferir arquivos entre um MacBook Air e um laptop Acer, por exemplo. Incrível!

O MX Master 3 oferece ainda muitos recursos poderosos e torna-o num pacote que parece natural e confortável, não importa o que esteja a fazer. Existem ratos mais personalizáveis, muitos deles feitos para jogos, mas o MX Master 3 oferece o que precisa para percorrer a maior parte do dia a dia – processamento de texto, leitura de documentos – tão rápido que os olhos mal conseguem acompanhar, bem como se precisar também é muito funcional para o gaming.

Com um pouco de prática, em breve tanto o seu gaming como o seu trabalho serão controlados na perfeição, com muito mais eficácia e rapidez, e poderão torná-lo numa autêntica máquina.

Personalização

Além de ser necessário para activar o Logitech Flow, o software Logitech Options desbloqueia diversas opções personalizadas para o MX Master 3. Qualquer um dos botões do rato pode ser remapeado para outras tarefas e funções apenas seleccionando-os numa imagem gráfica e escolhendo numa lista de opções. O software também oferece um controlo considerável sobre a funcionalidade de ponteiro e rolagem. Pode usar essas opções em conjunto para criar atalhos personalizados para apps específicas.

Mas muitas pessoas não estão inclinadas a criar meia dúzia de mapeamentos com vários botões diferentes. Sabendo disso, a Logitech incluiu vários perfis predefinidos para algumas das apps mais usadas. Quando instala o software Logitech Options, ele verifica o seu computador em busca dessas apps e habilita os mapeamentos para os que encontrar.

Os mapeamentos em si são bastante astutos. No Photoshop, por exemplo, a roda de rolagem horizontal controla o tamanho do pincel; os botões frontal e traseiro desfazem e refazem as alterações; e a roda de rolagem principal moverá uma imagem se a mantiver pressionada e mover o rato. Pode, é claro, reatribuir qualquer um desses itens para alguma outra tarefa, mas em praticamente todos as apps, os mapeamentos padrão são os mais intuitivos. Por exemplo, no Excel, a roda lateral irá percorrer de forma lateral a sua base de dados.

Veredito: Logitech MX Master 3

Como melhorar algo que já faz exatamente o que quer? Foi a pensar nisto que os MX se tornaram no que são actualmente. Como tudo na vida, há sempre espaço para melhoria. Os ratos MX Master da Logitech há muito que são os favoritos dos caçadores de produtividade que desejam ler, processar e produzir o máximo possível e o mais rápido possível. Isso pode parecer banal para a maioria das pessoas hoje em dia, mas nem todos compram um rato para as questões básicas. Há quem precise realmente que os ratos funcionem com ainda mais rapidez e precisão por questões profissionais.

O mais recente rato MX da Logitech, o MX Master 3 reforça a série como a principal fonte de entrada para poderosos periféricos de escritório. Pequenos ajustes tornam o uso ainda mais fácil e confortável. Além disso, um novo privilégio de software torna a personalização avançada mais acessível, para que até os menos picuinhas possam optimizar o seu fluxo de trabalho e encontrar o seu ritmo. Seja um especialista em multitarefas ou simplesmente tenha a carga de trabalho de um, vale a pena investir neste rato.

Pode considerar que 109€ por este rato é muito… Por um rato. Mas, não dúvida, se é um profissional, este preço a pagar irá compensar muito. Só mesmo utilizando-o e percebendo o que ele pode fazer por nós na nossa produtividade é que irá perceber que vale cada cêntimo pago.

Lá está, quem quer qualidade tem que pagar por ela, e se é um apaixonado, seja por gaming ou por trabalho, pode ir juntando dinheiro aos poucos até poder adquirir este periférico e em breve toda a sua experiência no escritório sofrerá um autêntico reboot, permitindo-lhe mesmo ganhar mais com as suas tarefas.

O novo Logitech MX Master 3 já está à venda em Portugal por 109€ no site da Logitech ou nas lojas de retalho e podemos garantir: se é profissional, vale cada cêntimo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here