Análise Huawei P9: o “flagship killer” já está nas lojas

A Huawei tem-se aproximado a passos largos dos grandes fabricantes Samsung e Apple e cada vez mais com melhores especificações de designs que fazem tremer os grandes. O novo Huawei P9 é mais um passo nesse sentido.

Características e acessórios
Design e ecrã
Desempenho
Câmara
Veredito: Huawei P9

A Huawei a passo e passo tem-se aproximado dos grandes players do mercado. Começou por melhorar o design e deixar de lado o olhar “Made in China” que muitas pessoas ainda tinham da fabricante. Melhorou o design, apostou num estilo de interface única no mundo Android, bem como num processador próprio que ano após ano tem dado as suas cartadas e a rivalizar com os grandes players do mercado. Numa comparação, está bem a cima do seu concorrente chinês MediaTek e logo atrás da Qualcomm.

Huawei P9 (8)Mas era nas fotografias que ainda precisava de dar um passo mais sério e com a parceria com a Leica, é lançado o Huawei P9 em Londres, onde estivemos presentes, que a fabricante chinesa dá um passo que a coloca lado a lado com a Samsung. Será o Huawei P9 o smartphone que poderá colocá-la ao lado da Samsung? Leia a análise completa ao huawei P9.

Características e acessórios

  • Dimensões: 145 x 70.9 x 7 mm
  • Peso: 144 g
  • Sistema Operativo: Emotion UI 4.1 baseado no Android 6.0 Marshmallow
  • Ecrã: 5,2″ IPS-NEO LCD
  • Resolução: FullHD (1080x1920p), 423 ppi
  • Câmara traseira: Dual Camera 13 MP, Dual LED Flash, f2.2
  • Câmara frontal: 8 MP, f2.4
  • Processador: HiSilicon Kirin 955, quad-core 2.5 GHz Cortex-A72 e quad-core 1.8 GHz Cortex-A53
  • GPU: Mali-T880 MP4
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32GB
  • MicroSD: até 128GB
  • Wifi: Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, dual-band, DLNA, WiFi Direct, hotspot
  • GPS: A-GPS, GLONASS
  • Sensor de impressões digitais
  • Bluetooth 4.2
  • 4G
  • Ligações: jack 3.5mm e USB-C
  • Bateria: 3000 mAh

Huawei P9 (10)O grande destaque deste Huawei P9 são as duas câmaras traseiras que prometem fotografias de grande nível, uma funcionalidade que apesar de boa até agora, nos modelos anteriores ainda não o colocava ao lado de grandes players como a Samsung, Apple ou a LG. Com esta funcionalidades, em parceria com a Leica, a Huawei quer demonstrar que tem um smartphone com uma câmara de grande nível.

Em termos de acessórios, podemos contar com um carregador de parede, um cabo USB-USB-C e uns auriculares.

Design e ecrã

A Huawei tem apostado forte no design dos equipamentos e ao contrário dos grandes players do mercado que têm mantido o design dos seus equipamentos, a Huawei tem sido diferente, ano após ano, por vezes com mais mudanças, outras vezes com menos, mas nota-se (quase) sempre a diferença entre os modelos.

Huawei P9 (4)Após no modelo anterior, a Huawei já ter apostado num modelo com acabamentos metálicos, o Huawei P9 consegue melhor ainda mais e oferecer um design praticamente perfeito, com pormenores que o tornam único, apesar de haver uma tendência generalizada que o comparar ao iPhone.

O design está tão perfeito que torna muito difícil de apontar pontos negativos a este equipamento. Até a parte traseira que em vez de metal é vidro, na área da câmara onde é colocado a marca Leica. Até aqui, não é um simples vidro com um fundo branco, mas tem um design próprio, que também o encontramos nas partes frontais, onde não existe ecrã.

Sem botões físicos na parte frontal, apenas temos a câmara frontal, o sensor de aproximidade e a coluna, com os botões a localizarem-se na lateral direita, enquanto no lado esquerdo temo o compartimento para o microSD e o cartão SIM. Em baixo temo o jack para auriculares e o mais recente USB-C, bem como a coluna de som. Na parte traseira, temos as duas câmaras com lentes Leica (ou certificads pela Leica), bem como um sensor de impressões digitais que continua a ser um dos melhores no mercado.

Huawei P9 (2)O ecrã é de 5,2 polegadas, no mesmo tamanho do antecessor e, assim, aumentando um pouco o ecrã, com as laterais arredondadas a 2,5D, o que permite uma boa ergonomia do equipamento.

Em termos de resolução, a Huawei continua a apostar no Full HD, acredito que porque o 2K consome mais bateria e, temos de admitir, não é a área onde a Huawei se destaque. No entanto, e a realidade é mesmo esta, para o utilizador comum, a diferença entre uma resolução e outra é praticamente inexistente, já que os nossos olhos já não conseguem distinguir os pixéis e, apenas, numa utilização para a Realidade Virtual, que é uma área que a Huawei ainda não tem as armas apontadas, é que poderá fazer sentido.

Assim, este ecrã Full HD tem uma excelente qualidade, com boa core e excelentes ângulos de visualização.

Desempenho

A Huawei tem mantido a aposta num processador da casa, o HiSilicon que já vai no modelo Kirin 955. Com quatro núcleos Cortex A53 a 1,8GHz e outro quad-core A72 a 2,5GHz, um processador um pouco melhor que o presente no Huawei Mate 8.

Em termos de testes de desempenho, também temos visto uma grande evolução deste processador, sendo que consegue concorrer com os topos de gama, apesar de estar um nível a baixo. Num comparativo, podemos verificar que o Kirin 955 é superior aos processadores topos de gama do ano passado, mas está logo atrás dos processadores de 2016, como o Snapdragon 810 e o Exynos presente no Galaxy S7.

Em termos práticos, não se verifica qualquer diferença. A verdade é que os processadores já estão tão evoluídos que já não é possível comprar da mesma forma, pois todos eles consegue gestão de desempenho de grande qualidade, sem engasgos ou lags, e o Huawei P9 cumpre como todos estes objetivos. Mesmo com várias aplicações aberta, não se verifica qualquer problema, já que este processador também vem acompanhado por 3GB de RAM e a GPU Mali-T880 MP4. Para a gestão dos sensores, há o co-processador i5.

Além disso, não nos podemos esquecer de o comparar aos processadores que a Apple usa. A Apple ainda se mantém nos dual-cores e não é por isso que o desempenho do equipamento fica atrás dos Snapdragon, bem pelo contrário. Tudo vai depender da otimização que a marca dá ao software, o que a Apple faz de uma forma praticamente perfeita. Como a Huawei fabrica processadores para si própria, tem todas as condições para conseguir fazer o mesmo, já que o Android permite alguma otimização.

Huawei P9 Interface (1)Assim, o Huawei P9 é um smartphone muito fluido, com um excelente desempenho, sem engasgos, sem lags e corre todos os jogos e aplicações sem qualquer problema. Se procuram um smartphone que aguente potência, este não os vai desiludir.

Um dos grandes trunfos continua a ser o sensor de impressões digitais e a sua localização que é perfeita e um dos melhroes no mercado. Não é por acaso que a maioria dos concorrentes e fabricantes estão a colocar este sensor biométrico na parte traseira, apesar de a Samsung e a Apple manterem o botão home para essa função.

A Huawei continua a ter um dos melhores sensores biométricos do mercado, sendo que a única que lhe faz frente é o sensor da Apple, pois apesar das claras melhorias que a Samsung tem feito, ainda não tem a mesma qualidade e funcionalidade desta fabricante.

Huawei P9 Interface (2)Um dos grandes tendões de aquiles é a bateria que apesar de não ser muito má, na falta de pontos negativos num equipamento desta qualidade, é uma coisa que temos de apontar. Não é que seja muito pior que os seus concorrentes, mas noto que não é tão fácil de conseguir dois dias de utilização com este equipamento.

Considero normal que um smartphone dure dois dias num utilização normal, mas com este equipamento tenho mais dificuldades de o conseguir e se puxar um pouco mais por ele, dura um dia e ponto final.

Se os outros fabricantes conseguem, a Huawei também consegue e se neste equipamento conseguiram melhorar a qualidade fotográfica, acredito que em breve consigam uma melhor gestão no consumo de bateria.

Neste momento, o simples facto de ser mais difícil de o conseguir utilizar por dois dias, sem termos de o ligar à corrente, é um ponto negativo deste equipamento.

Câmara

A qualidade da câmara é a funcionalidade que a Huawei mais destaca neste equipamento móvel e, sem dúvida, que sempre foi uma das melhorias que os smartphones da fabricante chinesa precisavam. Assim, a Huawei não deixou esta área por mãos alheias e estabeleceu uma parceria com a Leica.

O Huawei P9 tem dois sensores Sony IMX286 com 12MP cada, sendo que um deles é RGB e outro é monocromático, abertura de f/2.2, mas falta um estabilizador de imagem. Quando temos uma câmara de grande qualidade, e olhamos para os concorrentes, a falta de um estabilizador de imagem tem de ser considerada uma falha. Até porque os smartphones anteriores Mate S e o Mate 8 têm essa funcionalidade, bem como a concorrência, logo é um ponto negativo deste equipamento.

Huawei P9 (7)Em termos de software da câmara, também aqui teve dedo da Leica, nomeadamente na criação do algoritmo para tratar a imagem capturada. Há vários modos: Lapso de tempo, Panorama, Vídeo, Foto, Câmara lenta, Supernoite, HDR, Monocromático, Marca de água, Pintura de luz, Embelezar (vídeo) e Embelezar (foto), sendo que também as definições são simples e intuitivas.

Felizmente, esta aplicação está muito bem conseguida, muito intuitiva e com as variadas funcionalidades a que estamos habituados, mas há que referir um modo PRO. Sim, um modo profissional que basta arrastar uma pequena barra que se encontra ao lado do botão para dentro e, assim, têm acesso a todos os parâmetros de forma manual: abertura do diafragma, ISO, velocidade de obturação, modo EV, modo de foco (AF-S / AF-C e MF) e equilíbrio de brancos.

Um dos grandes modos que a Huawei publicitou é o modo bokeh, que é um modo que permite focar e desfocar a profundidade da fotografia no pós-edição, com uma abertura de F0.95 a F16. E, sem dúvida, que este formato de fotografia é muito interessante e permite “fazer aquele brilharete”. No entanto, não vale a pena exagerar com este software, para não ficarmos com uma fotografia demasiado “falsa”, já que é claro que esse efeito é realizado através de software.

Um outro grande destaque na capacidade fotográfica deste equipamento é as fotos a preto e branca, graças à lente monocromática. É que estas fotografias ficam, realmente, incríveis e com muito detalhe. Dá vontade de estar sempre a tirar fotografias com o monocromático ativo. São mesmo incríveis, como pode ver nas imagens seguintes. Pode ver as fotos originais na nossa página do Flickr.

Huawei P9 - Fotos

Mas, como é de esperar nesta gama de preços, o Huawei P9 tem uma excelente qualidade fotográfica, com boas cores, bons pretos e razoáveis fotos com pouca luminosidade. Neste último parâmetro, como seria de esperar, anda está a largos passos do que seria excelente, mas tem melhorado muito nos últimos tempos e já permite tirar fotos com razoável qualidade.

Huawei P9 - Fotos

Huawei P9 - Fotos

Em termos de vídeo, o HuaweiP9 faz excelentes vídeos com boa qualidade, mas no máximo é Full HD a 60 fps. É verdade que ainda há poucas televisões ou monitores com suporte a 4K, logo captar nessa qualidade também não é uma fator essencial, no entanto quando o comparamos com os concorrentes, esta novidade ainda está em falta.

Veredito: Huawei P9

Huawei P9 (12)Tendo em conta o preço/qualidade, é sem dúvida o único “flagship killer” que poderá encontrar à venda nas lojas físicas. Há muitas opções online, importadas da China, mas com o suporte que a Huawei pode oferecer, sem dúvida que não encontrará nenhum que rivalize com este.

Tem um design muito bom, uma excelente câmara, com um sensor monocromático de “tirar o chapéu”, um dos melhores sensores de impressões digitais e um preço muito competitivo e bem abaixo dos outros players do mercado.

Não é tudo perfeito, já que a câmara poderia ter um estabilizador de imagem, que faz alguma falta, bem como capturar vídeos em qualidade 4K, apesar de não ser imperativo. Também no que toca à autonomia da bateria, poderia ter um desempenho melhor.

Pontos a Favor:

  • Design
  • Preço
  • Câmara, com sensor monocromática de excelência
  • Sensor de impressões digitais

Pontos Contra:

  • Falta de OIS
  • Não capta vídeo a 4K
  • Autonomia

Agradecemos à Huawei por nos ter disponibilizado uma unidade deste excelente Huawei P9 para teste, que pode ser adquirido por 599€ desbloqueado, ou 499€ bloqueado a uma das operadoras. Segue-se a nossa galeria de imagens:

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here