Análise Huawei P30 Pro: após três meses as câmaras continua a ser o que mais impressiona

A Huawei é uma das grandes fabricantes do mercado, sendo que nos últimos anos tem melhorado bastante no segmento dos smartphones e isso pode ser provado com os últimos topos de gama. O último modelo é o Huawei P30 Pro e, mais uma vez, a Huawei eleva a fasquia nos smartphones, com a qualidade fotográfica em grande destaque.

O Huawei P30 Pro é, sem dúvida, um dos melhores smartphones do mercado e apesar dos recentes problemas que o Governo dos EUA causou à empresa, não é por isso que a qualidade do equipamento pode ser colocado em causa. Bem pelo contrário. O Huawei P30 Pro é uma excelente escolha.

Especificações e acessórios

  • Dimensões: 158 x 73.4 x 8.4 mm
  • Peso: 192 g
  • Sistema Operativo: EMUI 9.1, Android 9.0 Pie;
  • Ecrã: 6,47” com resolução 2340x1080p
  • Quad-câmara Traseira: 40 MP, f/1.6, 27mm (wide), 1/1.7″, PDAF, OIS; 20 MP, f/2.2, 16mm (ultrawide), 1/2.7″, PDAF; 8 MP, f/3.4, 125mm (telephoto), 1/4″, 5x optical zoom, OIS, PDAF, TOF 3D camera
  • Câmara frontal: 32MP, f/2.0
  • Processador: Hisilicon Kirin 980, Octa-core (dual-core a 2.6 GHz Cortex-A76, dual-core a 1.92 GHz Cortex-A76 e quad-core a 1.8 GHz Cortex-A55)
  • GPU:Mali-G76 MP10;
  • Memória RAM: 6GB/8GB;
  • Armazenamento interno: 128GB/256GB/512 GB;
  • Dual SIM ou SIM/NanoMemory
  • Sensores: impressões digitais no ecrã; sensor de brilho; sensor de luz ambiente; infravermelhos
  • Conetividade: Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, dual-band, Wi-Fi Direct, hotspot
  • GPS: dual-band A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO, QZSS
  • Bluetooth 5.0;
  • USB Type C 3.1
  • IP68
  • Bateria: 4200 mAh de capacidade; carregamento 40W por cabo e wireless 15W

Como seria de esperar, em termos de processamento, o smartphone é muito similar ao Huawei Mate 20 Pro, sendo nas câmaras onde verificamos a granades novidades, sendo o primeiro equipamento da marca com quatro câmaras traseiras, inclusive um 5x zoom ótico.

Em termos de acessórios, felizmente a Huawei voltou a colocar uma capa de silicone para este equipamento, um pormenor que, pessoalmente, é muito positivo e que no Mate 20 Pro deixou de estar presente. De resto, auriculares, cabo USB-USBC e tomada de carregamento rápido.

Design e Ecrã

Em termos de design, poderemos dizer que não há grandes alterações, já que o equipamento mantém os acabamentos em vidro de grande qualidade e resistência, mas vemos algumas novidades em relação aos antecessores, começando pelas cores disponíveis. É verdade que o estilo “gradient” que a Huawei tem seguido mantém-se, com opções bem interessantes, como o Aurora, Amber Sunrise, Breathing Crystal, Black ou Pearl White.

Olhando para as câmaras, continua a haver a saliência, mas desta feita a organização das câmaras encontra-se numa ordem horizontal, em vez do vertical utilizado nos antecessores, e ao lado das três câmaras “principais” encontramos os sensores e a quarta câmara, a TOF.

Outra coisa que verificamos logo é na área frontal encontramos um notch gota de água, que dá uma sensação mais imersiva de ecrã na área frontal, com um ecrã OLEd de grande qualidade, mas já lá vamos, pois temos de falar de uma outra coisa antes. Onde está a coluna de som para ouvirmos a chamada? Ora não está.

A Huawei decidiu integrara uma tecnologia recente que coloca a coluna de som por trás do ecrã, sendo que funciona de forma excelente e durante a nossa longa experiência nunca encontramos qualquer problema. Além disso, integrar coisas por trás do ecrã é cada vez mais comum, sendo que o sensor de impressões digitais encontra-se, também, por baixo do ecrã.

Mas temos de falar deste excelente ecrã. A Huawei já coloca OLED há algum tempo nos seus equipamentos topo de gama, sendo que o notch ainda é a opção mais comum nos ecrãs deste tipo. com uma resolução de 2340x1080p é um pouco inferior ao Huawei Mate 20 Pro, no entanto não é por isso que tem menos qualidade.

Aliás, poderemos afirmar que mal notamos a diferença entre os dois equipamentos, já que a qualidade que a Huawei no tem vindo a habiuar mantém-se no topo de gama mais recente, com excelente ângulos de visualização.

Desempenho

Quanto ao desempenho, não há grande coisa a falar, já que, como seria de esperar, é muito rápido e isso é conseguido neste equipamento com a ajuda do Kirin 980, que é um dos primeiros processadores de 7nm, além das várias melhorias de performance que o mesmo tem, quando comparado com o seu antecessor e os outros concorrentes.

Como seria de esperar, o Kirin 980 é um dos melhores processadores do mercado e torna o Huawei P30 Pro como um dos melhores smartphones do mercado e oferece um desempenho de grande nível, sendo que durante o PUBG e o Fortnite não demonstrou qualquer dificuldade, bem como a transição entre aplicações e toda a sua utilização é de um topo de gama.

Há que destacar que o EMUI 9.1 já contam com o novo GPU Turbo 2.0, que permite tirar o melhor desempenho do equipamento em determinados jogos. Tal como aconteceu com o Huawei Mate 20 Pro, uma das coisas que notei mais falta quando deixei o Mate 10 Pro é uma pequena funcionalidade que o sensor de impressões digitais traseiro permitia: ao deslizar o dedo de cima para baixo abria as notificações. Este pequeno pormenor é o que mais falta me faz, já que como recebo muitos emails, dá-me jeito ter uma forma rápida de abrir a área de notificações e ver tudo.

A bateria do Huawei P30 Pro conta com 4200 mAh e mantém um desempenho de topo nesta área, já que continua a ter uma duração de bateria incrivelmente longa, quando comparado com todos os outros smartphones.

Grande parte dos equipamentos que testo, com a minha utilização que devido à gestão do MaisTecnologia é bastante elevada, dificilmente chegam aos segundo dia de utilização, já que recebo muitos emails e notificações, permanentemente acompanho as redes sociais e o site, bem como utilizo o equipamento para grande parte da gestão do site. Mas desde que tenho smartphone da gama Mate da Huawei, deixei de me preocupar com a bateria, já que dura sempre os dois dias sem qualquer gestão da minha parte. Finalmente, a Huawei consegue o mesmo desempenho de bateria com o P30 Pro (também já acontecia com o P20 Pro).

Quando preciso de carregar o smartphone, em menos tempo obtenho mais bateria, isto graças ao novo carregamento rápido da Huawei, que permite 40W. É que dos 0% aos 70% basta 30 minutos, portanto mesmo que estejamos enrascados, mas com pouco tempo, basta ligarmos o aparelho à corrente que em pouco temos obtemos bateria suficiente para muitas horas.

Câmara

É na área da câmara que a Huawei mais se tem destacado nos seus equipamentos móveis, nomeadamente desde a parceria com a Leica que o desempenho fotográfico dos seus equipamentos subiu a um nível que coloca a concorrência em sentido. Aliás, basta olhar para a grande referência no teste das câmaras para smartphones, o DxOMark, para perceber que o investimento da Huawei nesta área está a dar frutos.

Aliás, o Huawei P30 Pro lidera o ranking de melhor câmara para smartphone, sendo que com o lançamento do Samsung Galaxy S10 5G partilha o primeiro lugar do ranking. Se olharmos para o ranking, no top 6 a Huawei consegue colocar quatro smartphones neste lugares. Portanto, é claramente uma aposta ganha por parte da Huawei. Mas vamos então focar-nos no Huawei P30 Pro.

Não há grandes dúvidas que assim que começamos a tirar fotografias com este equipamento, estamos perante um dos melhores smartphones nesta área. As fotografias são de grande qualidade e não há muito melhor do que isto no mercado. Como seria de esperar, as fotografias têm boa qualidade, bom brilho e fazem um excelente equilíbrio dos brancos, isto tudo graças a uma inteligência artificial que a Huawei usa e abusa nas câmaras.

Se a inteligência artificial já tinha impressionado antes, agora o que impressiona é a qualidade fotografia quando fazemos zoom. Relembramos que o Huawei P30 Pro tem uma lente com zoom 5x ótico e até 10x em zoom híbrido e é incrível. Sim, incrível é mesmo a palavra certa, pois não deixamos de estar a falar de um telemóvel.

Sinceramente, acho que a melhor forma não é falar da excelente qualidade que o equipamento tira fotos com zoom, mas sim demonstrar e, por isso, segue-se alguns exemplos que já partilhámos no Instagram.

Também temos de referir que a Huawei adicionou a hipótese de fazer zoom até 50x. Como seria de esperar, não sendo ótico o zoom perde, obviamente, muita qualidade, mas, mesmo assim, não deixa de impressionar pois, mais uma vez, estamos a falar de um telemóvel e apenas software a fazer este zoom. Destaca-se a forma como este mesmo zoom tem um excelente desempenho quando tiramos uma foto à lua.

Mas, outra vez, a melhor forma é mesmo você ver as fotos de captamos com o smartphone:

Outra área da fotografia que também impressiona é em situações de pouca luminosidade. Mais uma vez, não faz milagres, por isso não deixa de colocar muito grau na imagem, mas mesmo assim, a qualidade é elevada surpreende, pois em algumas situações nem eu próprio conseguia ver o que a câmara consegue captar.

Em termos de vídeo, a qualidade é bastante boa e podemos ver o estabilizador de imagem OIS e AIS a funcionarem. Normalmente, capta vídeo em Full HD, mas a opção para 4K está lá e podemos ativar, apesar de estar limitada a 10 minutos, parece que é para nos relembrar que ocupa muitoe spaço. No entanto, o zoom em vídeo vai estragar.

Veredito: Huawei P30 Pro

O Huawei P30 Pro é um excelente smartphone e um dos melhores do mercado. É impossível não destacar a câmara, pois é o ponto chave deste equipamento e a grande aposta da Huawei nos últimos tempos que tem, obviamente, dado frutos. Aliás, o ranking do DxOMark mostra isso mesmo e não surpreendente ver que o Huawei P20 Pro, o topo de gama do ano passado, ainda está presente no top 6 deste ranking, passado mais de um ano depois.

Além disso, o design do equipamento é excelente e as cores disponibilizadas são incríveis, bem como a duração da bateria é longa, tal como a fabricante nos tem vindo a habituar nos seus equipamentos. Há aqui outra coisa que temos de considerar ponto positivo: o preço. É verdade que o smartphone tem um preço exorbitante e muito superior ao ordenado mínimo, mas não deixa de ser um topo de gama e se olharmos para os outros topo de gama que estão presentes no mercado, os preços são bem superiores que este.

No entanto, a saliência da câmara continua a ser um ponto negativo que nada me agrade. Felizmente que conseguimos compensar isso com uma capa quase obrigatória hoje em dia. Também a única possibilidade ser um cartão SD proprietário, o NanoSD, é um ponto negativo, pois enquanto não for standard (se chegar a ser) o preço deste tipo de cartões ronda os 60€. Um pouco absurdo.

Pontos a Favor:

  • Qualidade fotográfica de outro mundo, com destaque para o zoom
  • Bateria de longa duração e carregamento rápido
  • Design
  • Já referi que o Zoom é espectacular?
  • Fotos com pouca luminosidade
  • Preço

Pontos Contra:

  • Saliência da câmara
  • Cartão SD Proprietário

Desde já agradecemos à Huawei Portugal por nos ter disponibilizado uma unidade do Huawei P30 Pro para análise. O smartphone tem um PVP de 999€, mas certamente que com uma procura rápida encontrará preços bem mais interessantes para este equipamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here