Análise Huawei MateView: Review

Embora a Huawei tenha criado algumas TVs interessantes, ficou conhecida pelos seus smartphones e, mais recentemente pelos seus gadgets, como smartwatchs. Mas, começou a dar uns passos muitos importantes no mundo dos computadores, sendo que a sua entrada no mercado de monitores foi bem mais modesta, apenas com dois modelos, o MateView GT, para gaming, e o MateView, para o trabalho.

Mas se o MateView GT, por ser para gaming, parecia bem interessante, o MateView pensado para o mercado profissional, sem dúvida que impressiona, ainda por cima com uma compatibilidade com os dispositivos Huawei incrível. O preço é que o coloca apenas disponível para alguns.

Construção de design

O Huawei MateView foi um dos primeiros dispositivos lançado já compatíveis com o Harmony 2.0, o sistema operativo da fabricante chinesa que tem sido desenvolvido após os “problemas” com os EUA. Ora, isso permite que, por exemplo, haja uma integração incrível com os produtos da marca, como os smartphones ou os tablets, mas também contam com a integração com os computadores.

O Harmony 2.0 foi projetado para aproveitar ao máximo a tecnologia de exibição sem fio no MateView e consegue cumprir facilmente com esses objetivos.

Este monitor conta com um design impressionante que poderia facilmente carregar o logotipo da Apple em termos de qualidade de construção e equilíbrio. Ele vem pré-montado no suporte, o que é útil, mas, infelizmente, não pode desconectá-lo e usar um suporte de especificação VESA, para o poder montar na parede, por exemplo, o que pode afastar alguns clientes.

O suporte permite algum movimento vertical e inclinação, mas não oferece rotação ou giro da base, infelizmente. Os vídeos promocionais da Huawei mostram todos os movimentos realizados com um único dedo, mas na minha experiência foi necessário um pouco mais de força do que aparenta.

Na parte traseira do suporte estão três entradas que incluem a alimentação (USB-C), HDMI e uma mini DisplayPort. Como é possível a sincronização sem fios de forma faiclitada com os produtos da marca, pode não precisar de grande gestão de cabos, no entanto durante o meu teste utilizei com o meu computador, o que levou a ligar-me através do HDMI.

A Huawei utiliza o USB-C para a alimentação, sendo que todas as entradas estão no braço de suporte, e não no ecrã em si, o que vai facilitar a movimentação do monitor se necessário.

Além de ser uma entrada de display, o USB-C também conecta duas portas USB-A no braço de suporte, fornecendo um hub USB básico. Qualquer rato, teclado ou outro periférico USB conectado através dessas portas é conectado automaticamente a qualquer sistema que se conecte via USB-C, o que é uma vantagem e permite reduzir os cabos a circular para o computador, por exemplo.

Especificações e recursos

Tudo sobre o MateView é um pouco estranho quando comparado à maioria dos produtos de display. Ele tem uma proporção incomum, resolução e até mesmo a maneira como o OSD é acessado não é familiar. O tamanho é de 28,2 polegadas.

Estamos todos acostumados a painéis de rácio 16:9, mas, exceto por alguns produtos da Apple e sensores de câmera, uma proporção de 3:2 não é muito usado na TV, filmes ou qualquer outro formato de vídeo. Embora alguns computadores o usem, como o Surface Laptop 4.

A resolução do painel de 3840×2560 também não é um padrão amplamente utilizado, pois é maior verticalmente que 3840 x 2160 pixels (também conhecido como 4K) e menor que 5120 x 2880 (também conhecido como 5K). Esta resolução está em algum lugar entre os dois padrões frequentemente vistos, tornando-a uma espécie de 4,5K. A Huawei intitula-o de 4K+.

A maioria dos monitores usa uma linha de botões ou um pequeno joystick para controle. Os designers da Huawei seguiram seu próprio caminho com um curioso painel de toque emborrachado sob o centro do ecrã. Este dispositivo – o ‘Smart Bar’ foi criado para realizar o trabalho de ser um controle deslizante de menu e o botão para selecionar as opções.

A seleção requer um toque único, e toques duplos são usados ​​para recusar uma escolha ou sair. É verdade que precisa de alguma aprendizagem, mas não será muito utilizado após a configuração inicial.

Desempenho

O desempenho geral deste ecrã é muito bom, como também é esperado de um produto com um PVP de 600€.

Tanto o brilho quanto o contraste e gama de cores deste painel são excelentes. O melhor aspecto deste equipamento é a representação de cores. Para um ecrã orientado para o mercado profissional o MateView tem melhor precisão de cores do que se poderia esperar.

Veredito

Não há grandes dúvidas que o MateView um monitor espetacular, com excelentes características e um verdadeiro monitor topo de gama. Mas também não podemos deixar de referir que há alguns aspetos limitativos no produto, nomeadamente imposto pela própria marca.

É uma pena que a projeção sem fios apenas funciona de forma espetacular com os dispositivos da própria marca, pois desta forma, com a ajuda do preço elevado, faz com que faça pouco sentido para alguém que não tenha outros produtos (recentes) da Huawei.

O Huawei é um dos melhores monitores do mercado, mas os aspetos que referi faz com que ou seja Huawei-fan, ou então encontrará monitores de igual qualidade de ecrã, com mais funcionalidades sem fios e a um melhor preço. Se quer mesmo o Huawei MateView, na Amazon sempre consegue a um melhor preço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui