Análise Honor 10: um smartphone de topo a baixo preço

14 de Junho de 2018
3 Partilhas 237 Visualizações
1 Comentários
Passatempo Galaxy A7

A Honor é cada vez mais conhecida, já que ao mesmo nível da OnePlus e da Xiaomi, lança smartphone de topo por preços baixos. O novo Honor 10 é o mais recente smartphone topo de gama da sub marca da Huawei que existe para fazer uma concorrência direta à Xiaomi e volta a ter um smartphone de grande qualidade.

A Honor é uma sub-marca da Huawei, que foi lançada no mercado chinês com o principal objetivo de concorrer com uma Xiaomi que estava a crescer rapidamente na China, apenas focando-se nas vendas através da internet. A Xiaomi já foi por outros caminhos, mas a Honor continua no mesmo sentido e apenas está disponível para compra através da internet.

Honor 10 na Gearbest por 376€: Escolha “Priority Line” para a Europa

Especificações e acessórios
Design e Ecrã
Desempenho
Câmara
Veredito: Honor 10

O Honor 10 foi apresentado em Londres, onde estivemos presentes e tivemos a oportunidade para conhecer o novo smartphone da Honor. Este equipamento segue uma tendência de design que foi criada pela própria Honor, com acabamentos em vidro e coloridos. O honor 9 destacava-se por ter uma traseira em vidro com um efeito Aurora, o que o tornava num equipamento de design muito interessante e inovador. No mínimo, diferente da concorrência.

Mas o recente smartphone vem juntar o melhor do Honor 9 e do recente Huawei P20, já que mantém os acabamentos em vidro, mas com os efeitos visuais na traseira que mostram diferentes cores. A versão testada é a Glacier Grey, que também é excelente, mas a versão azul é a que oferece a “aurora” mas com diferentes cores, similar ao Twilight do P20.

Também o “notch” é seguido neste modelo.

Especificações e acessórios

  • Dimensões: 149.6 x 71.2 x 7.7 mm
  • Peso: 153 g
  • Sistema Operativo: EMUI 8.1, Android 8.0 Oreo;
  • Ecrã: 5.84” com resolução 1080 x 2280 pixels, rácio 19:9 ratio e 432 ppi
  • Câmara Traseira: Dual câmara 16 MP (f/1.8) + 24 MP B/W (f/1.8)
  • Câmara frontal: 24 MP
  • Processador: Hisilicon Kirin 970, Octa-core (4×2.4 GHz Cortex-A73 e 4×1.8 GHz Cortex-A53)
  • GPU: Mali-G72 MP12
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 128 GB;
  • Dual SIM
  • Sensores: impressões digitais; sensor de brilho; sensor de luz ambiente;
  • Conetividade: Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, dual-band, WiFi Direct, hotspot
  • GPS: A-GPS, GLONASS, BDS
  • Bluetooth 4.2
  • USB-C
  • Bateria: 3400 mAh de capacidade

Não há como não comparar o Honor 10 ao Huawei P20. Há bastantes parecenças, não só no design, como nas especificações. O grande destaque entre os dois equipamentos é nas câmaras, já que o Huawei tem sensores Leica, enquanto o Honor 10 não os tem. No entanto, segundo os testes já realizados pelo DxOMark, demonstram que há diferenças a favor da Huawei, como seria de esperar.

Em termos de acessórios, o Honor 10 conta com um carregador de parede Huawei SuperCharge de carregamento rápido, um cabo USB para USB-C, mas não encontramos quaisquer auriculares. Uma vantagem é a capa de silicone para o smartphone, que considero sempre uma grande vantagem.

Design e Ecrã

Em termos de design, a Honor sempre se esforçou por lançar design inovadores e diferentes, sendo o Honor 9 um grande destaque quando a grande maioria das fabricantes seguia a mesma tendência. Agora, parece que todos se voltaram par ao vidro, mas a Honor apenas continuou na sua escolha, com o efeito aurora, mas, neste modelo, a versão azul é similar ao Twilight que a Huawei muito destacou na apresentação do P20.

O que vemos nos novos modelos, com a ajuda no “notch” é que consegue-se aumentar o tamanho do ecrã, mantendo o mesmo tamanho do equipamento, ou mesmo reduzindo o seu tamanho, o que é uma grande vantagem para os consumidores, apesar de não ser grande adepto do “notch”. No entanto, não há como negar que os ecrãs com “notch” oferecem uma imersão maior e parece que temos muito mais ecrã, portanto é normal que muitas das fabricantes tenham aderido a esta “moda” com o argumento de que é o que os consumidores procuram.

O Honor 10 tem a área frontal e a traseira com uam curvatura 2.5D, o que oferece uma excelente ergonomia e torna o  equipamento muito confortável em utilização. O sensor de impressões digitais está colocado à frente, na área de baixo do ecrã, tal como no antecessor.

Há duas coisas que me agradam no Honor 10, continua a haver o jack de 3,5mm para auriculares, bem como tem um sensor de infravermelhos, o que permite substituir os seus comandos de casa para controlar a TV e a Box.

Há uma coisa que me desagrada e que parece que as fabricantes já nem se esforçam por melhorar, que é a saliência das câmaras na parte traseira do equipamento. No caso do Honor 10, a saliência parece ainda maior do que a maioria dos equipamentos, como o Huawei P20 e, certamente maior, que o Galaxy S9. Pessoalmente também coloco sempre uma capa, o que acaba por “esconder” essa saliência, mas estou sempre contra estas saliências.

Quanto ao ecrã, no “notch” ainda é muito falado, mas a verdade é que depois de utilizar um equipamento com esta “inovação” por nos habituar. O que interessa é que o ecrã tenha uma grande qualidade, o que o Honor 10 oferece. Com uma resolução Full HD+, o Honor 10 tem um ecrã que nos oferecer uma excelente visualização em ângulos de visualização mais apertados, as cores têm qualidade.

Também uma aspeto que me agrada é a possibilidade que a Huawei/Honor permite de personalização das cores do ecrã, o que é sempre bom podermos personalizar os equipamentos à nossa preferência.

Desempenho

Hoje em dia, em equipamentos nesta gama não se espera menos de um bom desempenho e o Honor 10 cumpre com as expetativas. Não é por acaso que este equipamento tem o mesmo processador que já equipa o Huawei Mate 10 Pro e o Huawei P20.

Equipado com o mais recente processador Kirin 970, tem um octa-core, com quatro núcleos a 2,4GHz Cortez A73 e quatro núcleos Cortez A53 a 1,8GHz, acompanhado de 6GB de RAM, Mali-G72 MP12 e um microprocessador NPU que otimiza o smartphones para utilizar o melhor desempenho para o que está a fazer. Mas quanto ao NPU temos uma área própria onde iremos falar melhor, já que o Kirin 970 é o primeiro processador para dispositivos móveis com um processador vocacionado para a inteligência artificial.

Ao utilizarmos os mais conhecidos testes de desempenho, verificamos que o Honor 10 não fica muito longe dos smartphones topo de gama Galaxy S9 ou Huawei P20, o que demonstra a qualidade deste equipamento, até porque o processador é utilizado, também, nos topos de gama da Huawei. Não esquecendo que o NPU também está presente neste equipamento e as fotografias captadas pelo equipamento ganham muito com isso.

O Honor 10 também utiliza o mais recente EMUI 8.1, a interface da Huawei baseada no Android 8.0 Oreo. Há muita gente que não gosta desta interface, mas pessoalmente até gosto. Não é melhor que a versão original do Android, a minha preferida, no entanto, tem bastante qualidade, apesar de ainda poder ser melhorada em alguns aspetos.

A bateria do equipamento também não é má. Conta com 3500 mAh e consegue mais de um dia de utilização, no entanto, não é tão bom como o P20 Pro ou o Mate 10 Pro, que é dos poucos smartphones que conseguem dois dias de utilização. Felizmente, também o Honor 10 suporta o carregamento rápido da Huawei que muito me surpreendeu e continua a ser dos melhores que há no mercado.

Câmara

As Câmaras do Honor 10 são, como seria de esperar de grande qualidade fotográfica. Na área traseira contamos com dois sensores, uma de 16MP com abertura f/1.8, enquanto ou outro é de 24MP monocromático com abertura, também, de f/1.8. A câmara frontal de 24MP também garante grande qualidade de fotografia. Mas há uma coisa que eu não consigo deixar de criticar, a saliência da câmara que é incrivelmente saliente.

Quando é captada uma fotografia, o que vai acontecer é que ambos os sensores irão captar a mesma foto e o software trata de juntar as duas fotografias e oferecer um resultado final com um grande detalhe, qualidade que já nos tem vindo a habituar nos seus equipamentos.

Tal como já vimos nos smartphones da Huawei e da Honor desde que utilizam o Kirin 970, a inteligência artificial tem uma forte presença nas câmaras e é utilizada para melhorar o modo automático, que é a mais usada pelos consumidores. Desta forma, a inteligência artificial deteta o tipo de cenário que está utilizar para tirar a fotografia e adapta as especificações do equipamento para oferecer a melhor fotografia possível.

O smartphone consegue detetar 22 modos diferentes, desde fotografias à natureza até a animais domésticos. Também tem vários modos como o super noite ou o modo Pro, que permite oferecer um pouco de profissionalização ao smartphone. Pode ver as fotos originais no Flickr.

O vídeo nos smartphones também é de grande qualidade, mas nota-se a falta de um estabilizador de imagem.

Veredito: Honor 10

A Huawei tem nos vindo a habituar a qualidade sem igual, por preço bem interessantes com a submarca Honor e este equipamento não é diferente. Aliás, muito dificilmente encontrará um equipamento desta qualidade a este preço, já que poderemos colocar o Honor 10 como um smartphone logo a baixo da gama alta, como o Huawei P20 ou Galaxy S9.

Mas a grande vantagem deste equipamento é mesmo o preço, já que oferece uma qualidade soberba a um preço bastante acessível. O design é de grande qualidade, seguindo o que a Honor já nos tem vindo a habituar, bem como o ecrã tem uma grande qualidade.

O que considero uma desvantagem é que apenas é possível comprar a marca Honor online. É mesmo a política da empresa, não estar disponível em lojas físicas, o que limita o alcance da marca. O que menos gostei foi a saliência da câmara que, na minha opinião, é demasiado. Também é pena não termos a possibilidade de adicionar um microSD.

Pontos a favor:

  • Preço
  • Design
  • Ecrã de grande qualidade

Pontos Contra:

  • Apenas online
  • Saliência da câmara
  • sem MicroSD

Honor 10 na Gearbest por 376€: Escolha “Priority Line” para a Europa

Desde já queremos agradecer à Huawei/Honor por nos ter disponibilizado uma unidade para testes. O Honor 10 tem o preço de 399€ em sites oficiais, mas a Gearbest tem o Honor 10 na cor azul e preto por 376€ ou R$1705. A grande vantagem para a Europa é que se optar pelo método de envio “Priority Line”, o produto não pára na alfandega, o que nos faz poupar uns bons euros.

Artigos interessantes

Huawei Mate 10 está recebendo o Android 9.0 Pie
Huawei
28 Visualizações
Huawei
28 Visualizações

Huawei Mate 10 está recebendo o Android 9.0 Pie

Wagner Pedro - 17 de Outubro de 2018

Após anunciar os tão aguardados Mate 20 e Mate 20 Pro, a Huawei acaba de liberar o Android 9.0 Pie…

Nokia 7.1 com Android Pie aparece no Geekbench
Diversos
22 Visualizações
Diversos
22 Visualizações

Nokia 7.1 com Android Pie aparece no Geekbench

Wagner Pedro - 17 de Outubro de 2018

No começo deste mês, mais especificamente em 6 de outubro, a HMD Global anunciou o Nokia 7.1, que chega ao mercado…

Huawei Mate 20 Pro: Primeiras Impressões (Com vídeo)
Destaques
33 Visualizações
Destaques
33 Visualizações

Huawei Mate 20 Pro: Primeiras Impressões (Com vídeo)

Bruno Peralta - 17 de Outubro de 2018

Foi no dia de ontem que a Huawei volta a surpreender o mercado e quando pensamos que já conseguimos ver…

Comentário

  1. 370€ por um telefone…. Tenho um CUBOT octacore, 4GB de RAM 6 polegadas, custou 140€ e chegou-me a casa em 4 dias….

    Responder

Comente

O seu email não será publico

Partilhe nas Redes Sociais

Se gosta do artigo, partilhe com os seus amigos