Análise do TCL 10 Plus — a alternativa dentro da gama intermédia

De forma consolidada, a TCL tem investido na diversificação da eletrónica de consumo, inicialmente ao nível dos televisores e, agora, no segmento dos telemóveis. Sedeada em Huizhou, a fabricante tem apostado fortemente na linha 10, como uma alternativa ao segmento de média gama.

Apostando num conjunto de quatro diferentes modelos dentro da mesma linha, e onde o foco é bastante proeminente. Desta vez, trazemos o TCL 10 Plus, um telemóvel com maior enfâse no multi-tasking (quando falamos da versão de 8GB de RAM), sendo também pensado como uma ferramenta de entretenimento, muito graças ao seu processador.

Lamentamos apenas o facto de ainda não ter existido uma maior ousadia ao procurar investir numa linha mais poderosa para a própria marca, sobretudo numa altura em que tem investido em novos territórios, nomeadamente, em Portugal e Espanha. Saltando para o outro continente, também o Brasil tem sido um dos alvos da marca chinesa — sempre com a criatividade em mente, “The Creative Life”.

O lançamento

O TCL 10 Plus foi anunciado a 9 de julho de 2020, estando previsto para entrar no mercado no próximo mês de setembro. O modelo em análise não é a versão de 8GB de RAM, pelo que tem um custo anunciado de 369,99€, encontrando-se proveitosamente organizado, equipado com a mesma câmera do modelo TCL 10L e 128GB de memória ROM expansível. Existe previsão de atualização de Android 10 para o novo Android 11.

Os pontos altos deste smartphone são, sem dúvida, o poder de gravação com recurso a estabilização ótica, a qualidade da fotografia, no caso da versão de 8GB de RAM e 256GB de ROM, o multi-tasking e armazenamento e a oportunidade de poder atualizar, brevemente, para o Android 11.

Desempenho

Em termos de execução, o TCL 10 Plus recorre a um Qualcomm Snapdragon 655 que mesmo estando um pouco desatualizado, tem comportamento decente, previsto para o segmento em que se enquadra. Fosse esta a versão com mais memória ROM, estaríamos perante uma alternativa muito próxima daquilo que esperamos de uma Xiaomi ou Oppo.

CPU/GPU

  • Qualcomm Snapdragon 655;
  • Octa-core (0 GHz Kryo 260 Gold & 4×1.8 GHz Kryo 260 Silver);
  • Qualcomm Adreno 610;

Segundo dados do Antutu Benchmark v8.4.1, o TCL 10 Plus demonstra uma performance um aceitável, dado que são 6GB de RAM, no entanto, pelo preço é satisfatório que baste para a grande maioria dos consumidores, não fosse este um telemóvel de gama média. O processador Snapdragon 655 faz com que este equipamento ultrapasse 16% da concorrência com 70.812 pontos. Quando falamos do processamento gráfico, este modelo equipado com uma Adreno 610 ultrapassa 9% dos seus oponentes. O desempenho geral supera 11% dos dispositivos em matéria de processamento, memória e interface. É notório a aposta numa interface para o utilizador bastante simples e prática, para que nunca se sinta num verdadeiro labirinto.

RAM/ROM

  • ROM 128 GB;
  • ROM expansível por microSD;
  • RAM 6 GB;
  • 6 GB LPDDR4X.

Anteriormente, tínhamos registado um problema com a captação de vídeo no modelo TCL 10L, no entanto, este TCL 10 Plus não apresenta nenhum problema a esse nível, nem mesmo quando gravamos em 4K. Além disso, foi possível ver melhorias na refrigeração e diminuição do aquecimento deste modelo, uma vez que, mesmo em forte utilização do CPU, o telemóvel mantém uma temperatura, mais ou menos, constante não comprometendo quer performance, quer autonomia.

Gostaríamos ainda de mencionar o facto de o dispositivo ser compatível com Bluetooth 5.0, Wi-fi de banda-dupla 802.11ac (160 MHz) 5.0. De forma semelhante como tem acontecido na linha 10, este equipamento possuí conexão wireless por NFC, permitindo transferência de dados e pagamentos contactless com o seu smartphone.

Este telemóvel é ideal para tarefas de produtividade, especialmente se for a versão de 8GB de RAM, para lazer (filmes e alguns pequenos jogos) ou navegação na internet e redes sociais. Poderá praticar fotografia ocasional, que este smartphone não compromete nesse parâmetro, pelo menos, da parte do processador.

Câmeras

Este telemóvel configura um conjunto de quatro sensores traseiros e um frontal de exímia qualidade, para que nunca sinta falta de bons momentos à distância de uma fotografia ou vídeo. O sensor principal assegura um desempenho expectado para a gama em que se encontra, com a particular tecnologia de associação dos píxeis que transformam 48 MP em 16 MP (associação de 3 em 1 pixéis).

Sensores traseiros

  • 8 MP ULTRA-WIDE, abertura de f/2.2, 1.12µm, em AF
  • 48 MP WIDE, abertura de f/1.8, 0.8µm, dual pixel PDAF
  • 2 MP MACRO, abertura de f/2.4
  • 2 MP DEPTH, abertura de f/2.4

Pertinente tem sido, desde o lançamento da linha 10, a opção de não incluir uma lente telefoto, apostando no zoom digital de 2x, 4x e 10x que fazem uso da multiplicação de pixéis do sensor principal de 48 MP. Em alternativa, o TCL 10 Plus recorre a um sensor não fotográfico de distância focal de 2 MP para criar incríveis fotografias de retrato, uma lente ultra-wide de 8 MP para tirar fotografias de grande amplitude e, por fim, mas não menos importante, uma câmera macro de 2 MP e abertura de f/2.4 para que consiga extrair o que de melhor existe de pequeno tamanho.

Gravação sensores traseiros

As câmeras são, sem dúvida, um dos motivos para adquirir este equipamento, especialmente se não esperar [email protected] Extremamente prático, possuí uma estabilização ótica incrível que mantem o foco da ação inatacavelmente bonito. O slow-motion é aceitável dado que permite 120fps em 1080p.

Sensor frontal

  • 16 MP WIDE, abertura de f/2.2, 1.0µm

Como seria de esperar, o novo TCL 10 Plus optou por mante o mesmo sensor frontal da linha 10, onde através de uma lente wide-angle de abertura f/2.2, consegue extrair fotografias com elevada entrada de luminosidade, e onde consegue selfies com outros bastante atrativas — para que nunca se esqueça dos melhores momentos que passa com a família e amigos.

Gravação sensores frontais

Existe, no entanto, uma procura em melhorar a tecnologia HDR e IA nas fotografias (quando assim o solicita). Outros dispositivos apresentavam, por vezes, cores demasiado expostas e vibrantes do que realmente eram, pelo que, parece ter sido algo alterado agora nestes novos equipamentos. Existe um equilíbrio entre partes escuras e claras das fotografias de cenário.

Autonomia

O TCL 10 Plus incluí uma bateria de 4.500 mAh — extremamente leve, dado o peso total do dispositivo —, através dela, conseguimos ciclos de carregamento mais duradouros, mesmo com um processador mais antigo.

Durante a nossa análise, conseguimos uma autonomia média de um dia e meio de utilização dos 100% até aos 15%, o que nos permite concluir que em uso quotidiano, o smartphone é capaz de gerir bem os seus consumos. Puxando mais pelo equipamento, ele diminui a autonomia para pouco menos de um dia (o que não é nada grave, dado que a grande maioria da concorrência, quando sujeitada a este tipo de tratamento, nem meio dia duram).

O carregamento, comparativamente a outros modelos da linha 10, é bastante superior, contando com um carregamento estimado em pouco mais de uma hora, graças à tecnologia de carregamento rápido Quick Charge 3.0 de 18W.

Ecrã — o bom de ter um AMOLED

O incrível TCL 10 Plus configura um AMOLED display de 6,47 polegadas, o que se traduz num rácio screen-to-body de, aproximadamente, 88,7%. Acrescenta-se o facto de a fabricante optar por uma proporção de 19,5:9 e um rácio de ~398 pixéis por polegada. Ainda no ecrã, gostaríamos de destacar a existência de um water-drop notch, onde fica presente a câmera frontal de 16 MP do dispositivo — uma tendência bastante comum do mercado.

O painel de 1080×2340 pixéis fica substancialmente favorecido ao incluir a tecnologia OLED da Samsung — as matrizes ativas de díodos emissores de luz (AMOLED). Sendo este um dos principais fornecedores de ecrãs a nível mundial, torna-se muito simples a sua aquisição e respetiva inclusão em telemóveis de baixo e médio custo.

Design

Adorei o aspeto estético do corpo do TCL 10 Plus, dado que se encontra revestido por materiais plásticos superleves e, sobretudo, livres de dedadas. Com uma palete de cores em torno da cor pérola, letras brancas prateadas e uma faixa pérola mais escura que cobre a área do conjunto de câmeras traseiras.

O feedback que tiramos da experiência de utilização é, no mínimo, surpreendente. Estamos habituados a que a grande maioria dos telemóveis de média gama não tenham as ofertas mais interessantes no que a peso diz respeito, no entanto, a TCL teve isso em conta e procurou diferenciar-se das restantes. A forte aposta em materiais leves motivou a que fossem alcançadas umas meras 172g no peso total do dispositivo, mais leve que a maioria dos telemóveis no mercado com o mesmo tamanho ou volume.

Dado que estamos perante um ecrã protegido sobe Gorilla Glass, o vidro é altamente resistente e pouco dado a acumular dedadas (mas não se esqueça de o limpar, senão elas vão aparecendo!). As câmeras traseiras têm a vantagem de se encontrarem dispostas à face, o que não causa transtorno ou coloca em risco o telemóvel.

A capa, por sua vez, é feita de um composto de silicone altamente lavável, maleável e transparente, o que lhe confere algumas características muito sonantes, entre elas, a facilidade de lavagem (visto que não recorre a uma aderência rugosa tão proeminente, o que é grandioso).

Visto que o sensor biométrico se encontra debaixo do ecrã, não afeta o design do dispositivo, além disso, conta com uma entrada jack de áudio de 3,5 mm para que possa ouvir música sem o incomodativo dongle de conversão de USB-C em 3,5 mm. Este modelo, possuí igualmente um botão ao estilo do Assistente do Google (que pode ser personalizado para este efeito ou não). Um toque, inicia a Assistente e um toque duplo pode mostrar por exemplo o seu o feed de notícias.

A decisão de compra de um equipamento depende em grande parte das opções que cada consumidor faz do seu equipamento. Alguns dos aspetos mencionados abaixo podem refletir os seus pontos-chave aquando da compra.

Porquê da compra? Prós e contras

Vantagens

  • Agradável ergonomia;
  • Leve, 172g de peso;
  • Câmeras traseiras de elevada qualidade;
  • Gravação em [email protected] c/estabilização ótica;
  • Gravação em [email protected]/60/120 fps, slow-motion;
  • Disponível em Portugal;
  • Compatível com Android 11;
  • Botão personalizado;
  • Construção em plástico;
  • Câmeras à face;
  • Bateria de 4.500 mAh;

Desvantagens

  • Processador um pouco datado;
  • Pouco recomendado para jogos (se for o seu caso);
  • Não possuí compatibilidade 5G;
  • Bluetooth 5.0;
  • USB 2.0 Type-C conversor;

Opinião — justifica pelo preço

Acima de tudo, o TCL 10 Plus encontra-se voltado para um público menos jovem, que usa o telemóvel com alguma frequência para tarefas como gravação de vídeo, multitasking, ferramentas de produtividade ou para as redes sociais. Não é o telemóvel que recomendamos para jogar os seus jogos favoritos, no entanto, isso não signifique não o possa ou consiga fazer. O processador Snapdragon 655 possuí uma capacidade processamento gráfico superior ao 730G, por exemplo. A bateria ganhou agora uma nova ferramenta de gestão da bateria, mas cuidado, que os ecrãs AMOLED conseguem consumir muito mais facilmente a autonomia se estiverem com a luminosidade no máximo. Este é o tipo de telemóvel é feito a pensar no médio prazo e não no curto prazo da durabilidade do equipamento. O facto de poder ser atualizado para a próxima versão do Android pode muito bem ser um ponto a favor. Extremamente leve, terá uma sensação incrível de manuseio.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here