Análise BQ Aquaris X5 Cyanogen: design melhorado com ROM de qualidade

BQ Aquaris X5 Cyanogen (1)

A BQ tem se destacado por smartphones de qualidade a bom preço e pela diferença na utilização de software. Desta vez, decidiu utilizar a ROM mais famosa do Android, o Cyanogen.

Características e Acessórios
Design e ecrã
Desempenho
Cyanogen OS

Câmara
Veredito: BQ Aquaris X5 Cyanogen

A BQ tem o seu lugar no mercado nacional e é uma marca bem conhecida da maioria dos portugueses. Tanto por ser espanhola, como pela sua qualidade/preço. No entanto, havia uma crítica à marca, que era a utilização do mesmo design quase desde o início do seu segmento de smartphones. Um design em plástico e já um pouco “cansado”.

Felizmente, em 2015 a BQ anuncia um novo design, no BQ Open Day com o Aquaris X5, já com acabamentos metálicos e que eleva a BQ a um novo nível. A BQ não se tem destacado apenas pelo lançamento de smartphones com Android, mas sim com parcerias com alternativas, como a Ubuntu. Aliás, é uma das alternativas que vos trazemos hoje, com o Xperia X5 com Cyanogen.

O Cyanogen, a ROM Android mais conhecida e utilizada no mundo, sendo que a empresa por trás deste MOD já estabeleceu várias parcerias para a pré-instalação da ROM em dispositivos móveis. Na Europa é a BQ que se estreia com a Cyanogen e é uma boa escolha. Leia a análise.

Características e Acessórios

  • BQ Aquaris X5 Cyanogen (8)Dimensões: 70,5 x 144,4 x 7,5 mm
  • Peso: 148 g
  • Sistema Operativo: Cyanogen OS 12.1 baseado no Android 5.1 Lollipop
  • Ecrã: 5″
  • Resolução: HD (1280x720p) 294 ppi
  • Câmara traseira: 13 MP com Dual Flash
  • Câmara frontal: 5 MP com flash
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 412 quad-core a 1,4GHz
  • GPU: Adreno 306
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 16GB
  • MicroSD: até 32GB
  • Wifi: Wi-Fi 802.11 b/g/n, hotspot
  • Conectividade: 4G
  • GPS: GLONASS
  • Bluetooth 4.0
  • Ligações: MicroUSB, jack 3.5mm
  • Dual-SIM
  • Bateria: 2900 mAh

As especificações são aceitáveis para o preço que pagamos pelo equipamento, mas gostaríamos de ver uma versão do Aquaris X5 com 3GB de RAM. Se o desempenho deste equipamento já é bom com a otimização do Cyanogen, imagine mais 1GB de RAM. Certamente que o aumento de preço valeria a pena.

Em termos de acessórios há algumas surpresas. A BQ apenas oferece um cabo USB-MicroUSB, sendo que está em falta uma tomada de parede e uns auriculares. Será que as margens são assim tão curtas para não colocarem uma tomada de parede?

Design e ecrã

BQ Aquaris X5 Cyanogen (10)Além desta parceria com a Cyanogen para a utilização desta ROM, o design também se destaca. O novo BQ Aquaris X5 foi apresentado em outubro e foi a primeira mudança de design que a fabricante espanhol fez desde o lançamento de smartphones.

Como já tínhamos referido várias vezes, a BQ mantinha o mesmo design já há algum tempo e já era preciso uma mudança a este nível. A concorrência direta já oferecia designs mais interessantes do que a BQ e, finalmente, a empresa mudou.

BQ Aquaris X5 Cyanogen (2)O Aquaris X5 é o início de uma mudança de design que acompanha a utilização do metal, que dá um toque mais premium nos smartphones. O metal ainda só está no aro metálico à volta do equipamento, mas já é bastante bom. Na parte traseira ainda é de plástico “normal”, mas suave e com um bom toque.

Em termos de ergonomia também está muito bem construído, já que encaixa perfeitamente na mão, sendo que o seu tamanho, com um ecrã de 5 polegadas, é o ideal para os smartphones. De destacar que a capa traseira tem os lados um pouco arredondados, o que melhora a ergonomia do equipamento.

Por baixo temos a porta microUSB e a coluna de som, sendo que do lado direito temos os botões de ligar/desligar, os de volume e compartimento para o microSD. Por cima temos o jack para os auriculares e do lado esquerdo o compartimento para os dois cartões SIM, num mesmo compartimento como tem vindo a ser utilizado na maioria dos smartphones com suporte a Dual SIM.

BQ Aquaris X5 Cyanogen (3)

Outra grande diferença que a BQ está a implementar são os botões físicos. Sempre utilizou os botões físicos, mas a partir de agora deixarão de ter os ícones normais, sendo que as tarefas e o voltar atrás serão apenas um ponto, enquanto o botão “home” será o novo logótipo da fabricante espanhola. O “ponto do lado esquerdo” é o voltar atrás, enquanto do lado direito temos as tarefas. Não é nada diferente à configuração dos botões Android, nomeadamente nos smartphones da BQ, mas a não indicação poderá causar alguma confusão inicial.

Em termos de ecrã temos 5 polegadas com resolução HD e tecnologia Quantum Color +, uma tecnologia utilizada pela BQ em muitos dos seus equipamentos móveis. Ao contrário da maior parte das marcas, não utiliza Gorilla Glass, mas Dragontrail para a proteção do ecrã.

BQ Aquaris X5 Cyanogen (15)Este ecrã do X5 oferece uma boa qualidade, com cores vias, um bom nível de brilho e contraste, e com bons ângulos de visualização, sendo um ecrã IPS.

Mas há uma característica interessante neste equipamento, que é personalizar as cores do ecrã conforme a hora do dia, o Live Display. Além do sensor de luminosidade, também esta funcionalidade irá ajudar a ajustar as cores no seu dispositivo.

Tal como o Alcatel OneTouch Idol 3, também é possível rodar o ecrã 180º, que a maioria dos smartphones não o permite e que este, por definição, também não permite. Mas nas definições do equipamento podemos permitir esta opção.

Desempenho

BQ Aquaris X5 Cyanogen (9)O smartphone vem equipado com o Snapdragon 412, que é a gama mais baixa dos processadores da Qualcomm, mas isto não significa que o smartphone seja fraco, bem pelo contrário. A Qualcomm tem demonstrado um excelente desempenho dos seus processadores nas variadas gamas e o Snapdragon 412 tem quatro núcleos a 1,4GHz, acompanhados de 2GB de RAM, cada vez mais o mínimo de memória aceitável, até nos smartphones low-cost.

Não nos podemos esquecer que o Cyanogen é conhecido pela excelente otimização do Android, muitos especialistas afirmam que é melhor que o próprio Android, e que permite um desempenho muito bom. Todas as transições decorrem sem qualquer problema e de forma muito fluída. Tanto na visualização de filmes como no jogo Real Racing 3, não notamos qualquer problema para correr o jogo.

Corremos alguns testes de desempenho como o AnTuTu para podermos comprar o equipamento com outros smartphones na mesma gama.

Há ainda um pormenor a referir que é a chegada do AnTuTu 6, apesar de os anteriores testes serem feitos com a versão anterior. Fizemos testes em ambas as versões, mas os resultados foram bem diferentes. Apesar disso decidimos publicar os dois testes, já que poderá ser informação importante no futuro.

Em relação à bateria correu melhor do que esperávamos. Normalmente conseguimos dois dias com uma utilização “normal”, mas várias vezes consegui quase os três dias. Nesta área, a BQ aumentou o tamanho da bateria para os 2900 mAh, que é um valor bem alto tendo em conta o tamanho do equipamento, aliado a uma otimização bem conhecida por parte da Cyanogen. Um fator muito positivo.

Cyanogen OS

Como fã de Android que sou, não poderia deixar de ter experimentado o Cyanogen através de roots em outros smartphones e se há coisas que hoje consideramos como obrigatórios nos smartphones Android, temos de agradecer à equipa por trás do Cyanogen por os ter introduzido na sua versão do Android. Também é um facto que a Cyanogen otimiza a sua ROM Android de uma forma a tornar os smartphones mais rápidos e fluídos, e isso nota-se, claramente, se tiver um smartphone mais antigo.

Eu tenho um LG Optimus 2X (agora no armário), o primeiro smartphone com um processador dual-core a chegar ao mercado, e foi o Cyanogen que me safou e fez durar o equipamento mais uns meses, quando o mesmo já estava a arrastar-se no seu desempenho. Foi isto que trouxe o Cyanogen ao topo, já que no início do Android muito poucas fabricantes atualizavam os seus dispositivos, uma realidade atual que ainda está a anos-luz do ideal.

BQ Aquaris X5 Cyanogen Screenshot (5)O Cyanogen OS tem funcionalidades quase únicas e que vai ao encontro do que muitos fãs querem num smartphone. São tantas as novidades que se percebe porque a própria equipa por trás do Cyanogen tenha decidido fazer parcerias e pré-instalar o seu sistema operativo móvel nos smartphones. Mas o grande destaque é a personalização do próprio Android.

O Cyanogen OS 12.1 tem uma interface diferente e própria, com um design próprio dos ícones, que percebemos assim que começamos a mexer no smartphone. Mas não se fica por aqui, a Cyanogen disponibiliza uma loja de temas para o Cyanogen, o que permite procurar algumas interfaces mais do seu agrado, sendo na sua maioria totalmente grátis. Aqui poderá encontrar temas que modificam quase tudo na interface, como o painel de notificações e até a animação inicial do smartphone, coisas que não podemos fazer no Android original.

Outra coisa que verificamos diferente é a organização das aplicações, que se encontra por ordem alfabética. Felizmente, a BQ não tem aplicações desnecessárias instaladas, sendo que apenas oferece uma aplicação para personalizar o som do dispositivo (AudioFX). Infelizmente, a BQ não tem disponível o BQ Plus para o X5 Cyanogen, o que é uma pena já que é o seguro muito bom. Mas este smartphone tem os cinco anos de garantia que a BQ está a oferecer em todos os seus aparelhos.

BQ Aquaris X5 Cyanogen Screenshot (22)Há funcionalidades que podemos destacar, como o Screencast, que permite gravar o que fazemos no ecrã, ou a possibilidade de personalizar as cores que aparecem no Led de notificações. Nas personalizações podemos destacar o LiveDisplay, que já falamos antes, que permite personalizar as cores do ecrã conforme a hora do dia. Por exemplo, de noite, o smartphone otimizará o ecrã com as cores ideais para que não cansemos tanto a nossa vista.

A Cyanogen é uma das melhores ROMs para Android devido a um fator especifico: a personalização. Podemos personalizar quase tudo do nosso smartphone e é uma mais valia que os utilizadores dão valor. Além disso, a BQ indica que permitirá que possamos trocar entre o Cyanogen OS e o Android 5.1.1 original, o que é mais um ponto a favor deste equipamento.

O Cyanogen OS é tão bom que não é por acaso que muitas das funcionalidades que a Google tem vindo a adicionar no Android, as tenhamos visto nesta ROM.

Câmara

BQ Aquaris X5 Cyanogen (11)Num smartphone, a câmara é cada vez mais importante e é um fator de decisão em muitos utilizadores. Por vezes, já vemos pessoas a preferir uma boa câmara em vez de um bom design, o que demonstra que os utilizadores também podem estar a mudar. Mas neste caso conseguimos ter o bom dos dois mundos, uma boa câmara e um bom design.

Em termos de software acabamos por ter uma situação caricata, já que o Aquaris X5 nos oferece três aplicações de câmara. Sim, é verdade! Uma da própria BQ, outra própria do Cyanogen e uma última da Google. Todas elas têm um bom desempenho na captação de fotos, mas encontrei muitas opções na câmara da BQ, já que facilmente poderá alterar o ISO ou exposição à luz da câmara, sendo desta última que conseguimos tirar as melhores fotos, por vezes com apenas uma pequena alteração de exposição.

A câmara tira fotos nítidas e de boa qualidade, mas a surpresa aconteceu quanto passámos para as fotos noturnas. De referir que as fotos noturnas foram tiradas com a aplicação da BQ e que foi aí que conseguimos melhores resultados que muitos smartphones no mercado. Claro que são fotografias com muito grau, já que o teste que costumo fazer é com (muito) pouca luminosidade, mas a muitos nem sequer dá para perceber que é um pequeno jarro.

Dos screenshots que tirámos para perceber quando aumentámos a exposição, podemos ver a diferença entre uma pequena personalização, mas a fotografia está, ainda, longe de ser excelente. Com flash, a fotografia ficou decente.

Segue-se as fotos tiradas com o BQ Aquaris X5, sendo que poderá ver as fotos originais na nossa página do Flickr:

BQ Aquaris X5 Cyanogen Fotos (3) BQ Aquaris X5 Cyanogen Fotos (1) BQ Aquaris X5 Cyanogen Fotos (10)

Há ainda a câmara frontal, com um flash. Como acontece com a maioria dos smartphones, a câmara frontal é decente e dá para tirar selfis com qualidade. Mas não nos podemos esquecer que tem 5MP e não será o flash que fará milagres.

Veredito: BQ Aquaris X5 Cyanogen

BQ Aquaris X5 Cyanogen (18)A BQ iniciou-se com smartphones low-cost e nos últimos tempos também tem realizado parcerias únicas na Europa, como o primeiro smartphone Android One, um smartphone com Ubuntu e, agora, um equipamento com o CyanogenOS.

A BQ aproveitou o Cyanogen OS para o primeiro smartphone que lança uma mudança de visual já há muito esperada. Com um design com acabamentos metálicos, oferece-nos um smartphone já com bom nível e que se torna numa mudança de design da fabricante. Quanto ao Cyanogen, é bom termos uma das ROMs mais personalizáveis do Android, nomeadamente este que é a mais famosa e a mais utilizada. Também a bateria é um fator positivo.

O que não percebemos é como um smartphone de 240€ só tem o cabo microUSB-USB. Auriculares ainda posso aceitar facilmente, mas um carregador de parede? Não percebemos. Também gostaríamos de ter uma opção com 3GB de RAM.

Pontos a Favor:

  • Cyanogen OS
  • Design com acabamentos metálicos
  • Bateria de 2900 mAh

Pontos Contra:

  • Não tem carregador de parede
  • Poderia haver uma versão Cyanogen com 3GB de RAM

Agradecemos à BQ por nos ter disponibilizado o equipamento que já pode ser adquirido na loja online da empresa por 239,90€. Segue-se a nossa galeria de fotos:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here